Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é o estudo eletrofisiológico, para que serve e como é feito

Abril 2020

O estudo eletrofisiológico é um procedimento que tem como objetivo identificar e registrar a atividade elétrica do coração com o objetivo de verificar alterações no ritmo cardíaco. Assim, esse estudo é na maioria das vezes indicado pelo cardiologista quando a pessoa apresenta sinais e sintomas de alterações no coração que podem estar relacionados com a sua resposta aos estímulos elétricos.

O estudo eletrofisiológico é um procedimento simples e dura em torno de 1 hora, no entanto é realizado no centro cirúrgico e necessita que a pessoa esteja sob anestesia geral, uma vez que consiste na introdução de cateteres pela veia localizada na região da virilha e que tem acesso direto ao coração, permitindo a realização do estudo.

O que é o estudo eletrofisiológico, para que serve e como é feito

Para que serve

O estudo eletrofisiológico é normalmente indicado pelo cardiologista com o objetivo de verificar se a causa dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa têm relação com variações nos estímulos elétricos que chegam ao coração e/ ou como esse órgão responde aos impulsos elétricos. Assim, esse procedimento pode ser indicado para:

  • Investigar a causa de desmaios, tonturas e aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Investigar a alteração dos ritmos dos batimentos cardíacos, também conhecida como arritmia;
  • Investigar a Síndrome de Brugada;
  • Ajudar no diagnóstico do bloqueio atrioventricular;
  • Verificar o funcionamento do desfibrilador implantável, que é um aparelho semelhante ao marcapasso.

Assim, a partir do resultado obtido através do estudo eletrofisiológico, o cardiologista pode indicar a realização de outros exames ou o início de tratamento mais direcionado para a solução da alteração cardíaca.

Como é feito

Para fazer o estudo eletrofisiológico, é recomendado que a pessoa faça jejum de pelo menos 6 horas, além disso são realizados exames de sangue de rotina e eletrocardiograma. Antes do procedimento é feita também a depilação da região em que será introduzido o cateter, ou seja, região femoral, que corresponde à região da virilha. O procedimento dira em torno de 45 minutos a 1 hora e é feito no centro cirúrgico, uma vez que é necessário fazer uma incisão para colocação do cateter para realização do estudo eletrofisiológico.

Como o procedimento pode causar dor e incômodo, é normalmente feito sob anestesia local e geral. O estudo eletrofisiológico é feito a partir da introdução de alguns cateteres pela veia femoral, que é a veia localizada na virilha, que são posicionados, com auxílio de uma microcâmera, em locais no coração que estão relacionados com os impulsos elétricos que chegam no órgão.

A partir do momento que os cateteres encontram-se nos locais apropriados para realização do exame, são gerados impulsos elétricos que são registrados pelo equipamento ao qual os cateteres estão acoplados. Assim, o médico pode avaliar o funcionamento do coração e verificar a presença de alterações.

O que é o estudo eletrofisiológico com ablação?

O estudo eletrofisiológico com ablação corresponde ao procedimento em que ao mesmo tempo em que o estudo é realizado, é feito o tratamento para a alteração, que consiste na ablação. A ablação corresponde ao processo que tem como objetivo destruir ou remover uma via elétrica de sinalização que está defeituosa e que está relacionada com a alteração cardíaca.

Assim, a ablação é feita logo após o estudo eletrofisiológico e consiste na introdução de um cateter, pela mesma via de entrada no corpo dos cateteres utilizados durante o estudo, que chega ao coração. A extremidade desse cateter é de metal e quando entra em contato com o tecido cardíaco, é aquecido e promove pequenas queimaduras no local que são capazes de remover a via elétrica de sinalização.

Após a realização da ablação, é normalmente realizado novo estudo eletrofisiológico com o objetivo de verificar se durante a ablação houve alteração de alguma outra via cardíaca elétrica de sinalização.

Bibliografia >

  • HOSPITAL SOS CARDIO. Termo Estudo Eletro, Ablação por Cateter Utilizando Radiofreqüência e Cat. Transeptal. Disponível em: <http://www.soscardio.com.br/wp-content/uploads/2018/11/ELF-FOR-002-Termo-Estudo-Eletro-Abla%C3%A7%C3%A3o-por-Cateter-Utilizando-Radiofreq%C3%BC%C3%AAncia-e-Cat.-Transeptal.pdf>. Acesso em 06 Abr 2020
  • NETO, Januário P. M. O que é estudo eletrofisiológico e ablação e quando estão indicados?. 2019. Disponível em: <https://sobrac.org/home/informativo/22-11-2019/sala-aliados-gilson-feitosa/08h30%20-%2008h50%20-%20O%20que%20%C3%A9%20estudo%20eletrofisiol%C3%B3gico%20e%20abla%C3%A7%C3%A3o%20e%20quando%20est%C3%A3o%20indicados_Janu%C3%A1rio%20de%20Pardo%20M%C3%AAo%20Neto.pdf>.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem