Esofagograma: o que é, para que serve e como é feito

dezembro 2021

O esofagograma é um exame de imagem que tem como objetivo avaliar o esôfago e a faringe, o que é feito através da utilização de um contraste, que permite visualizar a estrutura do órgão, seu tamanho e o funcionamento, o que ajuda a identificar alterações no esôfago, como varizes esofágicas, refluxo esofágico e alterações anatômicas, por exemplo.

O exame de esofagograma deve ser feito em jejum absoluto, ou seja, durante as horas de jejum não é permitido comer e beber, nem que seja água. O tempo de jejum pode variar de acordo com a idade, sendo recomendado que a partir dos 4 anos de idade o jejum seja de 6 horas.

Esse exame não é indicado para mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez e nem para pessoas que possuem alergia ao contraste.

Para que serve

O esofagograma serve para avaliar o esôfago e a faringe, sendo útil para verificar o tamanho do órgão, sua estrutura e a presença de alterações digestivas, como por exemplo:

  • Varizes esofágicas;
  • Alterações anatômicas;
  • Refluxo esofágico;
  • Alterações relacionadas com o processo de deglutição;
  • Presença de corpo estranho na faringe e/ ou no esôfago.

Assim, a partir da realização do exame o médico consegue realizar o diagnóstico e, assim, indicar o tratamento mais adequado, caso seja necessário.

Como é o preparo

O preparo para o esofagograma envolve a realização de jejum, cujo tempo pode variar de acordo com a idade da pessoa. O jejum é absoluto, ou seja, o consumo de água durante esse período não é indicado.

No caso das crianças até 1 ano, é indicado que o jejum seja de 3 horas, enquanto que para crianças de 1 a 4 anos o jejum absoluto é de 4 horas. A partir dos 4 anos de idade, o jejum absoluto deve ser de 6 horas.

É importante que no dia do esofagograma, a pessoa leve todos os exames relacionados com o sistema digestivo e gastrointestinal, se existirem.

Como é feito o esofagograma

Para fazer o esofagograma, é indicado que a pessoa beba um líquido que contém o contraste radioopaco, o bário, que permite a visualização do esôfago através da exposição ao raio-X. Assim, após a ingestão do contraste, são realizadas várias imagens de raio-X para que seja possível observar o funcionamento do órgão e a sua estrutura.

Após a realização do exame, a pessoa pode voltar à rotina normal, sendo recomendado beber bastante água para favorecer a eliminação do contraste pelo organismo.

Quando não é indicado

Uma vez que é um exame em que é utilizado contraste, esse exame não é indicado para mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez. No caso das mulheres lactantes, antes de realizar o exame, é orientado realizar a coleta do leite com uma bombinha, que deve ser armazenado em um recipiente térmico e levado para o laboratório para que o bebê seja amamentado durante o período de realização do exame.

O exame também não é indicado para pessoas que possuem alergia ao contraste.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em dezembro de 2021.
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.