Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor no peito do lado esquerdo: 6 possíveis causas e o que fazer

A dor no peito do lado esquerdo pode ser um sinal de problemas no coração e, por isso, é muito comum que, quando surge, a pessoa pense que pode estar tendo um infarto. No entanto, esse tipo de dor também pode indicar problemas menos graves, como excesso de gases intestinais, refluxo ou uma crise de ansiedade, por exemplo.

Quando a dor é muito intensa e associada a outros sintomas como sensação de falta de ar e formigamento no braço esquerdo ou não melhora após alguns minutos, é aconselhado ir ao hospital para fazer um eletrocardiograma e descartar algum tipo de problema cardíaco, especialmente em idosos ou pessoas que tenham alguma doença crônica, como pressão alta, diabetes ou colesterol alto.

Dor no peito do lado esquerdo: 6 possíveis causas e o que fazer

A seguir expliamos as causas mais comuns para o aparecimento de dor no lado esquerdo do peito, e o que fazer em cada situação:

1. Excesso de gases

O acúmulo de gases intestinais é uma das causas mais frequentes para o aparecimento de dor na região do peito. Este tipo de dor é mais comum em pessoas que sofrem com prisão de ventre e, normalmente, se manifesta como um ligeiro desconforto que se mantém por alguns minutos ou horas, mas que pode ser aliviado quando a pessoa libera gases ou defeca.

Este tipo de dor tende a aparecer isolada e não é acompanhada de outros sintomas, podendo apenas, em algumas pessoas, ser observado um ligeiro inchaço da barriga e presença de sons intestinais.

O que fazer: para aliviar a dor pode fazer-se uma massagem abdominal para estimular a liberação dos gases. Além disso, deitar de barriga para cima e apertar as pernas contra a barriga também pode ajudar a liberar os gases presos e diminuir o desconforto. Veja outras estratégias para eliminar os gases intestinais.

2. Ansiedade ou ataque de pânico

Situações de muita ansiedade ou ataques de pânico podem causar o aparecimento de uma dor no peito muito semelhante a infarto, mas que, ao contrário do infarto, é uma dor ligeira do tipo pontada ao invés de aperto ou pressão no coração. Além disso, é comum que a pessoa com uma crise de ansiedade ou ataque de pânico sinta formigamento em todo o corpo e não apenas no braço.

Além disso, a ansiedade e o ataque de pânico normalmente surgem após um momento de grande estresse, como ter discutido com alguém, por exemplo, enquanto o infarto pode aparecer sem qualquer motivo. Confira outros sintomas de ansiedade e como distinguir de infarto.

O que fazer: quando se suspeita de crise de ansiedade ou ataque de pânico é importante procurar um local calmo e tentar relaxar, ouvindo música ou tomando um chá de passiflora, valeriana ou camomila, por exemplo. Caso se esteja fazendo tratamento com algum tipo de ansiolítico, pode-se tomar um dose de SOS receitada pelo médico.

Porém, se a dor continuar sendo muito forte após 15 minutos e se esteja desconfiando de infarto o ideal é ir no hospital pois, mesmo que se trate apenas de ansiedade, existem tratamentos que podem ser feitos no hospital para aliviar esse desconforto.

3. Refluxo gastroesofágico

Outra situação muito comum para o aparecimento de dor no lado esquerdo do peito é o refluxo gastroesofágico, pois essa é uma condição que faz com que o ácido do estômago consiga subir para esôfago e, quando isso acontece, pode causar contrações involuntárias do esôfago, que geram uma dor que pode ser sentida no peito.

Junto com a dor, pode ainda aparecer outros sintomas característicos como sensação de bolo na garganta, azia, queimação no estômago e dor no peito do lado esquerdo, por exemplo.

O que fazer: uma boa forma de aliviar a dor causada pelo refluxo é beber chá de gengibre, pois ajuda a diminuir a inflamação. No entanto, pessoas com refluxo também devem fazer alguma alterações na dieta e podem até precisar fazer uso de alguns remédios como antiácidos e protetores gástricos. O ideal é que o tratamento seja indicado por um gastroenterologista, após confirmar o diagnóstico com exames como a endoscopia. Veja as principais formas utilizadas para tratar o refluxo.

4. Angina pectoris

A angina pectoris, ou angina de peito, é uma condição que acontece quando existe uma diminuição do fluxo de sangue que chega no músculo do coração, levando ao surgimento de dor no peito do lado esquerdo que pode durar entre 5 a 10 minutos e irradiar para o braço ou pescoço.

Este tipo de condição é mais comum em pessoas que têm pressão alta, que fumam ou que têm colesterol alto. Saiba mais sobre a angina pectoris, seus sintomas e tratamento.

O que fazer: é importante consultar um cardiologista para fazer exames cardíacos, como o eletrocardiograma, e confirmar o diagnóstico. Geralmente, a angina deve ser tratada com alterações no estilo de vida e uso de alguns medicamentos. Quando não é tratada adequadamente, a angina pode resultar em complicações graves como infarto, arritmia e até AVC.

5. Inflamação do coração

Além da angina, a inflamação do músculo cardíaco ou do pericardio, conhecidas como miocardite e pericardite, respectivamente, também são uma importante causa de dor na região do coração. Normalmente, estas condições surgem como complicação de alguma infecção no corpo, seja por vírus, fungos ou bactérias, que não está sendo tratada adequadamente.

Quando existe inflamação de alguma estrutura da coração, além da dor, é frequente o aparecimento de outros sintomas como batimento cardíaco irregular, tonturas e sensação de falta de ar.

O que fazer: sempre que existir suspeita de algum problema no coração é muito importante ir rapidamente ao hospital ou consultar um cardiologista.

6. Infarto

O infarto é uma situação de emergência que pode colocar a vida em risco. Por esse motivo, sempre que existir suspeita de infarto é muito importante ir rapidamente ao hospital, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado.

O infarto é mais comum em pessoas com pressão alta descontrolada, diabetes não tratados, colesterol alto ou que têm estilo de vidas pouco saudáveis, como fumar, não praticar exercício físico e estar muito acima do peso.

Os sintomas clássicos de um infarto incluem dor muito intensa do lado esquerdo do peito, em forma de aperto, formigamento no braço, sensação de falta de ar, tosse e até desmaio. Confira os 10 sinais que podem indicar um infarto.

O que fazer: em caso de suspeita de infarto deve-se chamar imediatamente a ajuda médica, ligando para o SAMU 192, ou ir rapidamente ao hospital, tentando manter a pessoa calma para evitar um agravamento dos sintomas. Caso a pessoa nunca tenha tido um infarto e caso não tenha alergia, pode-se oferecer 300 mg de aspirina, equivalentes a 3 comprimidos de AAS, para tornar o sangue mais fino. Já se a pessoa tem histórico de infarto, o cardiologista pode ter receitado um comprimido de nitrato, como Monocordil ou Isordil, para ser utilizado em emergências.

Bibliografia >

  • MARI, Amir et al. Bloating and Abdominal Distension: Clinical Approach and Management. J Evid Based Complementary Altern Med. Vol.21, n.2. 154-159, 2016
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE MOTILIDADE DIGESTIVA E NEUROGASTROENTEROLOGIA. Gases Intestinais. 2019. Disponível em: <http://www.sbmdn.org.br/gases-intestinais/>. Acesso em 03 Dez 2019
  • American Psychiatric Association. Manual de diagnóstico e estatística das perturbações mentais. 5.ed. Portugal: Climepsi, 2013.
  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE GASTROENTEROLOGIA. Doença de refluxo gastro-esofágico: normas de orientação clínica. 2012. Disponível em: <https://www.spg.pt/wp-content/uploads/2015/11/NOC_drge.pdf>. Acesso em 02 Out 2019
  • JUNIOR, Luiz João A. Doença do refluxo gastroesofágico. JBM. Vol 102. 6 ed; 31-36, 2014
  • BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Ataque cardíaco (infarto). Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2779-ataque-cardiaco-infarto>. Acesso em 28 Abr 2020
  • ST JOHN QLD. First aid for heart attack. Disponível em: <https://www.stjohnqld.com.au/getmedia/d8e07dc3-4278-43d3-ae62-4e8656dd394c/heartattack2012.pdf.aspx?ext=.pdf>. Acesso em 28 Abr 2020
  • AMERICAN HEART ASSOCIATION. Understand Your Risks to Prevent a Heart Attack. Disponível em: <https://www.heart.org/en/health-topics/heart-attack/understand-your-risks-to-prevent-a-heart-attack>. Acesso em 28 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem