Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doença de Still: sintomas e tratamento

A doença de Still caracteriza-se por um tipo de artrite inflamatória com manifestação de sintomas como dor e destruição das articulações, febre, erupção cutânea, dor muscular e perda de peso.

Geralmente, o tratamento consiste na administração de medicamentos, como anti-inflamatórios não esteroides, prednisona e imunossupressores.

Doença de Still: sintomas e tratamento

Quais os sinais e sintomas

Os sinais e sintomas que se manifestam em pessoas com a doença de Still são febre alta, erupção cutânea, dor muscular e das articulações, poliartrite, serosite, inchaço dos gânglios linfáticos, aumento do tamanho do fígado e do baço, diminuição do apetite e perda de peso.

Em casos mais graves, esta doença pode levar à destruição das articulações devido à inflamação, sendo mais comum nos joelhos e nos pulsos, inflamação do coração e aumento do fluido nos pulmões.

Possíveis causas

Não se sabe ao certo o que causa a doença de Still, mas alguns estudos demonstram que pode ocorrer devido a uma infecção viral ou bacteriana, devido a alterações no sistema imunológico.

Quais os cuidados a ter com a alimentação

A alimentação na doença de Still deve ser o mais saudável possível, dividida em 5 a 6 refeições por dia, com intervalos de cerca de 2 a 3 horas entre cada uma. Deve-se também beber muita água e preferir alimentos com fibra na sua composição.

Além disso, deve-se incluir na alimentação leite e derivados, devido à sua composição em cálcio, e carnes, de preferência as magras, já que são uma ótima fonte de vitamina B12, zinco e ferro.

Também se deve evitar o consumo de açúcar e alimentos muito processados, como enlatados, salgados e de produtos de conserva. Veja umas dicas simples para ter uma alimentação saudável.

Como é feito o tratamento

Geralmente, o tratamento da doença de Still consiste na administração de medicamentos anti-inflamatórios não esteróides, como ibuprofeno ou naproxeno, corticosteroides, como a prednisona ou agentes imunossupressores, como o metotrexato, anakinra, adalimumabe, infliximab ou tocilizumab, por exemplo.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem