Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Complicações da malária

As complicações da malária podem ser fatais se o indivíduo não receber o tratamento correto ou se este tratamento for iniciado tardiamente. As complicações da malária podem ser:

  • edema, convulsões, delírio, coma,
  • anemia hemolítica, edema pulmonar agudo,
  • insuficiência renal aguda, hepatopatia aguda,
  • distúrbios do equilíbrio hidroeletrolítico, hipoglicemia,
  • insuficiência renal, disritmias cardíacas,
  • diarreia grave e enteroragia.

A febre de urina negra é uma complicação da malária que ocorre exclusivamente em indivíduos com malária crônica, que utilizaram a Quinina no tratamento. Ela é consequência da ruptura de grandes quantidades de células vermelhas do sangue que libera o pigmento vermelho (hemoglobina) na corrente sanguínea, que é excretada na urina, tornando-a escura.

Outra complicação mais comum é a malária cerebral, que pode ser fatal e os sintomas dessa complicação são febre de no mínimo 40°C, dor de cabeça intensa, sonolência, delírio e confusão mental.

Quando a malária não é devidamente tratada é comum a ocorrência de uma icterícia discreta e aumento do fígado e do baço.

Para diminuir o risco de desenvolver alguma destas complicações deve-se iniciar o tratamento para malária precocemente e, por isso, é importante que se evite locais de epidemia e se notar o aparecimento dos sintomas da malária procurar ajuda médica o mais rápido possível.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...