Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba como se pega Sífilis e como prevenir

A principal forma de transmissão da sífilis é por meio do contato íntimo desprotegido com uma pessoa contaminada, mas também pode acontecer por meio do contato com sangue ou mucosa de pessoas infectadas pela bactéria Treponema pallidum, que é o microrganismo responsável pela doença.

Como a sífilis é uma infecção sexualmente transmissível (IST), a principal forma prevenção é por meio do uso de preservativo, no entanto o contágio também pode acontecer pelo contato com as lesões que podem estar presentes fora da região que é protegida pelo preservativo e, por isso, é importante que assim que a infecção é detectada, o tratamento seja iniciado, pois assim também é possível evitar a transmissão para outras pessoas.

Saiba como se pega Sífilis e como prevenir

Como acontece a transmissão

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível e, por isso, a transmissão pode acontecer da seguinte forma:

  • Por meio do contato íntimo sem preservativo com uma pessoa que possui alguma ferida na pele, seja na região genital, anal ou oral, causada pela bactéria responsável pela sífilis. O contato direto com a ferida é responsável pela maioria dos casos de sífilis;
  • Por meio do contato direto com sangue de pessoas infectadas pelo Treponema pallidum;
  • Compartilhamento de agulhas, no caso do uso de drogas injetáveis, por exemplo, em que a bactéria presente no sangue de uma pessoa pode passar para outra por meio da reutilização de agulhas e seringas;
  • De mãe para filho através da placenta em qualquer fase da gravidez ou estágio da doença materna e também através do parto normal se o bebê entrar em contato com a ferida da sífilis.

A sífilis primária é caracterizada por uma ferida única e dura na pele, indolor, que se não for logo descoberta e tratada, pode desaparecer espontaneamente sem deixar nenhuma cicatriz no local. No homem, o local mais afetado é a glande do prepúcio e em volta da uretra, e na mulher, os locais mais afetados são os pequenos lábios, paredes da vagina e colo do útero.

A ferida da sífilis pode ser muito pequena, medindo menos de 1 cm e muitas vezes a pessoa nem sabe que a tem e por isso é importante ir ao ginecologista ou urologista pelo menos 1 vez ao ano para verificar se existem alterações ou não e realizar exames que possam identificar possíveis doenças. Veja como identificar os primeiros sintomas da sífilis.

Como se proteger da sífilis

A melhor forma de prevenir a sífilis é por meio do uso de camisinha em todo o contato íntimo, pois a camisinha forma uma barreira que impede o contato pele a pele e evita a transmissão não só de bactérias, mas também de fungos e vírus, prevenindo contra outras doenças sexualmente transmissíveis.

Além disso, deve-se evitar entrar em contato direto com o sangue de qualquer pessoa e não colocar piercing ou fazer uma tatuagem num local que não tenha as condições de higiene necessárias, além de não ser recomendado fazer reutilização de materiais descartáveis, como agulhas, por exemplo, pois pode favorecer não só a transmissão da sífilis, mas também de outras doenças.

Assista o vídeo seguinte, e saiba como colocar a camisinha masculina corretamente:

COMO COLOCAR A CAMISINHA CORRETAMENTE

257 mil visualizações

Como é feito o Tratamento

O tratamento para a sífilis deve ser instituído o quanto antes, para evitar o agravamento da doença e suas consequências. O tratamento deve ser feito de acordo com a orientação do médico, sendo normalmente recomendado o uso da Penicilina Benzatina, que é capaz de eliminar a bactéria. É importante que o tratamento seja feito conforme a orientação do médico, pois quando o tratamento é feito da maneira correta e mesmo quando não há sintomas, as chances de cura são muito altas. Saiba como curar a sífilis.

Se a doença não for imediatamente tratada pode evoluir, resultando em complicações e caracterizando a sífilis secundária, que acontece quando o agente causador da doença não está limitado apenas à região genital, mas já atingiu a corrente sanguínea e começou a se multiplicar. Isso leva ao aparecimento de sinais e sintomas sistêmicos, como por exemplo a presença de feridas nas palmas das mãos e feridas no rosto, parecidas com a acne, havendo também descamação da pele.

Na sífilis terciária outros órgãos são afetados, além das lesões na pele espalharem-se por grandes áreas. Os órgãos mais facilmente afetados são os ossos, coração, sistema nervoso central e periférico.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem