Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tudo sobre a Fecundação

A fecundação é nome do momento em que o espermatozoide consegue penetrar no óvulo, dando origem a um ovo ou zigoto, que irá se desenvolver e formar o embrião, que após se desenvolver irá formar o feto, que após o nascimento é considerado um bebê. 

A fecundação ocorre nas trompas de Falópio e o ovo ou zigoto começa a dividir enquanto se movimenta até chegar ao útero. Ao chegar no útero ele se implanta no endométrio uterino e aqui oficialmente ocorre a nidação, (local do ninho) cerca de 6-7 dias após a fecundação. 

Tudo sobre a Fecundação

Como acontece a fecundação humana 

A fecundação humana acontece quando um espermatozoide entra no óvulo, na primeira porção da trompa de Falópio, fazendo com que a mulher fique grávida. Quando um espermatozoide consegue penetrar no óvulo, imediatamente a sua parede impede a entrada de outros espermatozoides.

Um único espermatozoide atravessa sua membrana, carregando consigo 23 cromossomos do homem. Imediatamente, esses cromossomos isolados combinam-se com os outros 23 cromossomos da mulher, passando a formar um complemento normal de 46 cromossomos, dispostos em 23 pares.

Isso dá início ao processo de multiplicação celular, cujo resultado final é o nascimento de um bebê saudável. 

Fecundação in vitro 

Tudo sobre a Fecundação

A fecundação in vitro é quando o médico insere o espermatozoide dentro do óvulo, dentro de um laboratório específico. Após o médico observar que o zigoto está se desenvolvendo bem, este é implantado na parede interna do útero da mulher, onde poderá continuar se desenvolvendo até estar pronto para o nascimento. Esse processo também é chamado de FIV ou de inseminação artificial. Saiba mais detalhes sobre a inseminação artificial aqui

Sintomas da fecundação

Os sinais e sintomas da fecundação são muito sutis, e normalmente não são percebidos pela mulher, mas eles podem ser uma cólica leve, e um pequeno sangramento ou corrimento cor de rosa, que é chamado de nidação. Na maior parte dos casos, a mulher só percebe os sintomas de gravidez duas semanas após a nidação. Veja todos os sintomas de fecundação e como confirmar a gravidez.

Como acontece o desenvolvimento embrionário

O desenvolvimento embrionário se dá desde a nidação até a 8ª semana de gestação, e nessa fase acontece a formação da placenta, do cordão umbilical, e um esboço de todos os órgãos. A partir da 9ª semana de gestação o pequeno ser passa a ser chamado de embrião, e após as 12ª semana de gestação passa a ser chamado de feto e aqui a placenta já se desenvolveu o suficiente para que possa, daí por diante, suprir todos os nutrientes que forem necessários para o desenvolvimento do feto. 

Como se forma a Placenta

A placenta é formada por um componente materno de grandes e múltiplas camadas, chamadas de seios placentários, por onde flui continuamente o sangue materno; por um componente fetal que é representado, principalmente, por uma grande massa de vilosidades placentárias, que proeminam para o interior dos seios placentários e por cujo interior circula o sangue fetal.

Os nutrientes difundem desde o sangue materno através da membrana da vilosidade placentária para o sangue fetal, passando pelo meio da veia umbilical para o feto.

Os excretas fetais como o gás carbônico, a ureia e outras substâncias, difundem do sangue fetal para o sangue materno e são eliminados para o exterior pelas funções excretoras da mãe. A placenta secreta quantidades extremamente elevadas de estrogênio e de progesterona, cerca de 30 vezes mais estrogênio do que é secretado pelo corpo lúteo e cerca de 10 vezes mais progesterona.

Esses hormônios são muito importantes na promoção do desenvolvimento fetal. Durante as primeiras semanas de gravidez, um outro hormônio também secretado pela placenta, a gonadotrofina coriônica, que estimula o corpo lúteo, fazendo com que continue a secretar estrogênio e progesterona durante a primeira parte da gravidez.

Esses hormônios do corpo lúteo são essenciais para a continuação da gravidez durante as primeiras 8 a 12 semanas. Após esse período, a placenta secreta quantidades suficientes de estrogênio e progesterona para assegurar a manutenção da gravidez.

Quando o bebê pode nascer 

O bebê está pronto para nascer após as 38 semanas de gestação, sendo este o tempo mais comum de uma gravidez saudável. Mas o bebê pode nascer à partir das 37 semanas de gestação sem ser considerado pré-maturo, mas a gestação também pode durar até as 42 semanas, sendo uma situação normal.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar