Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Coceira no ânus: 8 causas e o que fazer

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
janeiro 2023

A coceira no ânus pode acontecer devido à má higienização dessa região, presença de hemorroidas, infecção por vermes intestinais, uso frequente de antibióticos, alergia ou consumo de alimentos que podem irritar o sistema digestivo, como comidas apimentadas, café e refrigerantes, por exemplo.

Além da coceira no ânus, dependendo da causa podem surgir outros sintomas como sangramento, sensação de que a pele da região está mais grossa, presença de muco e alteração na sensibilidade do local, sendo importante que o proctologista seja consultado para que seja feita a avaliação e iniciado o tratamento mais adequado.

A coceira no ânus geralmente tem cura e seu tratamento deve ser feito com a higiene correta desta região do corpo e o uso de pomadas à base de corticoides ou pomada de óxido de zinco e cânfora para aliviar o desconforto, além do tratamento específico indicado pelo médico de acordo com cada causa.

Imagem ilustrativa número 5

Principais causas

As principais causas de coceira no ânus são:

1. Má higienização

A má higiene do ânus após evacuar pode deixar resto de fezes que, em contato com a pele e mucosas, pode causar coceira no ânus e irritação. Além disso, o resto de fezes junto com o suor pode causar mais irritação e coceira.

O que fazer: o ideal é lavar-se após cada ida ao banheiro, com água e sabonete neutro, para remover restos de fezes. No entanto, se não for possível, deve ser feita uma limpeza de forma leve e suave papel higiênico macio e assim que possível lavar-se.

Além disso, para reduzir o desconforto e aliviar a coceira no ânus pode-se utilizar pomadas à base de corticoides, como a hidrocortisona, pomada de óxido de zinco e cânfora, ou pomada de hamamélis, por no máximo uma semana.

2. Limpeza excessiva

Da mesma forma que a má higienização, a limpeza excessiva do ânus com papel higiênico ou lenço umedecido após usar o banheiro, também pode causar secura, irritação na pele ou coceira no ânus.

O que fazer: deve-se usar papel higiênico macio ou lenço umedecido que não contenha produtos químicos e limpar-se de forma suave para evitar a irritação da pele do ânus ou lavar-se sempre que possível.

3. Alimentação

Alguns alimentos quando ingeridos de forma frequente ou em excesso podem irritar o sistema digestivo e causar coceira anal, como é o caso de comidas apimentadas, café, chocolate, frutas cítricas, tomate, molho de tomate, refrigerantes e bebidas alcoólicas, como cerveja, vinho, uísque e gin, por exemplo.

O que fazer: o ideal é evitar ou reduzir o consumo de alimentos e bebidas que possam causar irritação no sistema digestivo e provocar coceira anal. Geralmente, 2 ou 3 dias após a interrupção do consumo desses alimentos e bebidas, a coceira e outros sintomas que possam estar presentes melhoram. No entanto, se os sintomas persistirem, é importante consultar um proctologista para identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado.

4. Vermes intestinais

A coceira no ânus, principalmente em crianças, é um sintoma muito comum do verme oxiúrus. A coceira causada por esse verme geralmente é intensa e ocorre principalmente à noite porque é o horário que a fêmea do verme se dirige à região anal para colocar os ovos.

O oxiúros é transmitido pelo consumo de água ou de alimentos contaminados ou pelo contato com objetos contaminados com os ovos do verme, por exemplo. Além disso, outra forma de transmissão é a fecal-oral em que ao coçar a região anal, não lavar as mãos e colocar a mão na boca, ingere-se os ovos do verme.

O que fazer: o tratamento para o oxiúrus deve ser orientado por um clínico e deve incluir vermífugos como o albendazol ou mebendazol, por exemplo. Todos da família que têm contato direto com a pessoa afetada devem fazer o tratamento.

Além disso, alguns cuidados de higiene devem ser feitos durante o tratamento como lavar as mãos após usar o banheiro e após coçar o ânus, limpar os brinquedos da criança, lavar separadamente as roupas e roupas de cama da pessoa afetada e usar aspirador de pó frequentemente para eliminar os possíveis ovos do ambiente. Veja outros cuidados de higiene e como é feito tratamento do oxiúrus.

5. Uso de antibióticos

Estar tomando um antibiótico ou ter usado esse tipo de medicamento recentemente, pode alterar a flora bacteriana do intestino e do ânus, pois eliminam as bactérias ruins e as boas, favorecendo a multiplicação do fungo Candida albicans e o aparecimento de candidíase, por exemplo, podendo causar coceira no ânus.

Além disso, um dos efeitos colaterais dos antibióticos pode ser a diarreia, que irrita a pele da região anal e pode causar coceira no ânus.

O que fazer: se estiver em uso do antibiótico, deve-se comunicar comunicar ao médico que receitou o antibiótico os sintomas de coceira anal ou diarreia para que seja orientada a melhor medida para acabar com os sintomas. Geralmente, o tratamento pode incluir o uso de pomadas à base de corticoides para reduzir a irritação no ânus devido a diarreia ou pomadas antifúngicas para tratar a candidíase.

Além disso, pode-se utilizar probióticos como o Kefir ou iogurte natural sem açúcar, enquanto se utiliza o antibiótico para evitar o descontrole da flora bacteriana e levar ao aparecimento de diarreia ou de coceira no ânus. Saiba todos os benefícios do uso de probióticos para a saúde.

6. Alergia

Algumas alergias causadas por produtos de higiene como papel higiênico perfumado ou colorido, desodorante íntimo, talco ou sabonete perfumado podem causar irritação ou feridas na pele e, consequentemente, coceira anal.

Além disso, a cera depilatória, o material do absorvente íntimo ou o tipo de tecido da roupa íntima podem causar alergia, o que também pode causar irritação da pele e coceira no ânus.

O que fazer: nesse caso, pode-se usar pomada à base de corticoide para aliviar o desconforto e diminuir a reação alérgica, reduzindo a coceira no ânus. Além disso, outras medidas são recomendadas para evitar alergias na região anal como usar papel higiênico sem perfume, sem cor e macio, evitar o uso de desodorante íntimo, talco ou sabonete perfumado que possam causar irritação na pele e provocar coceira no ânus.

7. Hemorroida

A hemorroida ocorre por inflamação e inchaço de vasos sanguíneos sob a pele e ao redor do ânus, que geralmente causam dor e sangramento ao evacuar, mas muitas vezes também é acompanhada de coceira no ânus. Além disso, a hemorroida pode dificultar a limpeza da região anal e causar coceira.

O que fazer: para reduzir a coceira no ânus, pode-se usar pomadas anestésicas ou à base de corticoides ou anticoagulantes, ou tomar anti-inflamatórios como ibuprofeno ou diclofenaco, por exemplo, que devem ser prescritos pelo médico.

Além disso, outras medidas para tratar a hemorroida e reduzir a coceira no ânus são utilização de emolientes fecais, como o docusato ou psyllium, banhos de assento em água morna por 10 minutos após cada evacuação ou o uso de compressas de gelo para reduzir o inchaço e aliviar os sintomas. É também indicado evitar o uso de papel higiênico e preferir lavar a região anal a cada vez que evacuar, secando com toalha limpa e suave. Confira mais opções de tratamento da hemorróida.

8. Infecções

As infecções que podem causar coceira no ânus incluem:

  • Infecção por fungo: a candidíase é a causa mais comum de coceira no ânus que ocorre quando existe um desequilíbrio da flora bacteriana provocada por má higiene, sistema imunológico enfraquecido, como nos casos de diabetes ou HIV, por exemplo, excesso de suor e calor por atividades físicas, obesidade ou uso de antibióticos;
  • Infecção por sarna: a sarna, chamada cientificamente de escabiose, ocorre por uma infecção pelo ácaro Sarcoptes scabiei e pode causar coceira intensa, com formação de placas avermelhadas na região anal, além de coceira em todo o corpo;
  • Infecção por piolho-do-púbis: essa infecção, também conhecida como Chato, é causada pelo piolho Phthirus pubis, que infecta os pelos pubianos, causando coceira intensa na região anal e pubiana;
  • Infecções sexualmente transmissíveis: a coceira no ânus pode ser um dos sintomas de algumas infecções sexualmente transmissíveis como HPV, herpes genital, sífilis e gonorreia, por exemplo.

Além disso, outra infecção que pode causar coceira no ânus é o eritrasma, uma infecção causada pela bactéria Corynebacterium minutissimum que provoca também descamação e vermelhidão na região anal, virilha e coxas, sendo mais comum em diabéticos e obesos.

O que fazer: nesses casos, o melhor é procurar ajuda médica para identificar o possível tipo de infecção e iniciar o tratamento mais adequado, que pode incluir o uso de antifúngicos, antibióticos ou antivirais.

Teste para identificar a causa da coceira

Para identificar a possível causa de coceira no ânus, faça nosso teste online, selecionando o que está sentindo:

  1. 1.Dor ou dificuldade para defecar
  2. 2.Presença de sangue no papel higiênico
  3. 3.Descamação e vermelhidão no ânus
  4. 4.Presença de pequenos pontos brancos nas fezes
  5. 5.Coceira que surgiu durante ou após o uso de antibiótico
  6. 6.Coceira que surge ou piora após a depilação, depois de usar algum tipo de roupa íntima ou absorvente
  7. 7.Coceira que surgiu após sexo anal desprotegido

O teste é apenas uma ferramenta de orientação, não servindo como diagnóstico e nem substituindo a consulta com o proctologista, gastroenterologista ou clínico geral.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em janeiro de 2023. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em janeiro de 2021.

Bibliografia

  • KREUTER, Alexander. Proctology – diseases of the anal region. Journal of the German Society of Dermatology. 14. 4; 352-373, 2016
  • ANSARI, Parswa. Pruritus Ani. Clin Colon Rectal Surg. 29. 1; 38–42, 2016
Mostrar bibliografia completa
  • SWAMIAPPAN, Murugan. Anogenital Pruritus – An Overview. J Clin Diagn Res. 10. 4; WE01–WE03, 2016
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • Sintomas de VERMES que você NÃO PODE ignorar!

    07:35 | 545161 visualizações
  • Sintomas e remédios para acabar com VERMES

    04:53 | 1634191 visualizações
  • Hemorroida | Remédios Caseiros

    01:20 | 1386557 visualizações
  • Tratamento natural para HEMORRÓIDA

    03:00 | 1145652 visualizações