Cobavital: para que serve e como tomar

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
março 2022

O Cobavital é um remédio que possui duas substâncias na sua composição, a cobamamida e o cloridrato de ciproeptadina, que agem estimulando a produção de massa muscular e o aumento do apetite, sendo normalmente indicada para anorexia, convalescência ou atraso no crescimento infantil.

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias na forma de microcomprimidos, contendo 1 mg de cobamamida e 4 mg de cloridrato de ciproeptadina, e pode ser usado por adultos ou crianças com mais de 2 anos de idade.

O Cobavital deve ser usado com indicação médica, com doses individualizadas, de acordo com a idade e a condição a ser tratada.

Para que serve

O Cobavital é indicado para o tratamento de:

  • Distúrbios pondero-estaturais da infância, que correspondem a um atraso no crescimento infantil;
  • Convalescença, recuperação de doença ou cirurgia;
  • Anorexia;
  • Astenia, que é a sensação de fraqueza e falta de energia generalizada.

O Cobavital age aumentando o apetite e a produção de massa muscular, e deve ser sempre indicado pelo médico avaliando as condições de saúde de forma individualizada.

Como usar

O Cobavital deve ser tomado por via oral, antes de uma refeição, sendo que as doses normalmente recomendadas variam de acordo com a idade e incluem:

  • Crianças de 2 a 6 anos: a dose normalmente recomendada é de 1/2 a 1 microcomprimido, duas vezes ao dia, ou conforme orientação do pediatra;
  • Crianças acima de 6 anos: a dose normalmente recomendada é de 1 microcomprimido, duas vezes ao dia. A dose total diária não deve exceder 8 mg de ciproeptadina, que corresponde a 2 microcomprimidos de Cobavital;
  • Adultos: a dose normalmente recomendada é de 1 microcomprimido, três vezes ao dia. A dose total diária não deve exceder 12 mg de ciproeptadina, que corresponde a 3 microcomprimidos de Cobavital.

O microcomprimido de Cobavital pode ser ser diluído em água, leite, suco antes de tomar, ou dissolvido na boca.

No caso de esquecimento de tomar a dose na hora certa, deve tomar assim que lembrar mas se estiver perto do horário da próxima dose, deve-se pular a dose esquecida e aguardar o próximo horário de tomar. Em nenhum caso se deve dobrar a dose para compensar a dose esquecida.

O tempo de tratamento e a dose do Cobavital podem ser alterados de acordo com critério do médico.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com o Cobavital são sedação ou sonolência, que geralmente melhoram após três a quatro dias de tratamento.

Além disso, embora sejam raros, também podem surgir efeitos colaterais como secura nas mucosas, dor de cabeça, náuseas, formação de bolhas na pele, agitação, confusão mental  ou alucinações visuais.

Quem não deve usar

O Cobavital não deve ser usado por crianças com menos de 2 anos, ou por pessoas com glaucoma de ângulo fechado, retenção urinária, úlcera péptica ou obstrução intestinal. 

Além disso, o Cobavital não deve ser usado por pessoas que tenham alergia a qualquer um dos componentes da fórmula. 

Por conter ciproeptadina na sua composição, o Cobavital não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação, a menos que recomendado pelo médico.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em março de 2022.

Bibliografia

  • ABBOTT LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA. Cobavital (cobamamida 1 mg + cloridrato de ciproeptadina 4 mg) microcomprimidos. 2016. Disponível em: <https://dam.abbott.com/pt-br/documents/pdfs/nossas-bulas/C/BU%2010_Cobavital_bula_profissional_final.pdf>. Acesso em 01 mar 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • Dieta para Engordar

    02:43 | 2438653 visualizações