Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Cloxazolam

O Cloxazolam é um medicamento ansiolítico muito utilizado no tratamento de de ansiedade, medo e distúrbios do sono.

O Cloxazolam pode ser comprado na farmácia convencional com o nome comercial de Clozal, Elum ou Olcadil, sob a forma de comprimidos com 1, 2 ou 4 mg por comprimido.

Preço do cloxazolam

O preço do cloxazolam pode variar entre os 6 e os 45 reais, dependendo da dosagem de cloxazolam por comprimido, do número de comprimidos por caixa e da marca.

Indicações do cloxazolam

O clozaxolam está indicado no tratamento de casos de ansiedade, medo, fobias, tensão, inquietude, perda de vitalidade física e sintomas depressivos, má adaptação social, dificuldade em dormir ou sono interrompido e despertar precoce, sentimentos de opressão e certos tipos de dores e para o tratamento auxiliar em doenças psíquicas, retardo mental, psicoses e distúrbios geriátricos.

Modo de uso do cloxazolam

A dose inicial para pacientes com distúrbios de grau leve ou moderado é de 1 a 3 mg ao dia, divididas em 2 ou 3 doses diárias, conforme orientação médica. Já pacientes com distúrbios de grau moderado ou grave devem ingerir 2 a 6 mg ao dia, divididas em 2 ou 3 doses diárias.

Dose de manutenção

As doses devem ser ajustadas pelo médico ao longo do tratamento, dependendo da resposta, sendo feitas da seguinte forma:

  • Para casos leves a moderados: de 2 a 6 mg, fracionados em 2 ou 3 doses, sendo a maior dose administrada à noite.
  • Para casos graves, de 6 a 12 mg ao dia, divididos em 2 ou 3 doses, sendo a maior dose administrada à noite.

Efeitos colaterais do cloxazolam

Os principais efeitos colaterais do cloxazolam incluem diminuição do apetite, sonolência, dores de cabeça, tonturas, prisão de ventre, boca seca e cansaço excessivo.

Contraindicações do cloxazolam

O cloxazolam é contraindicado na gravidez e amamentação, assim como em casos de depressão grave do sistema nervoso central, miastenia grave, alergia a derivados benzodiazepínicos ou aos outros componentes da fórmula, em doença no pulmão, como insuficiência respiratória grave, problemas no rim ou fígado e em pacientes com síndrome da apneia do sono.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem