Citomegalovírus: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
maio 2022
  1. Sintomas
  2. Diagnóstico
  3. Causas
  4. Tratamento
  5. Complicações

O citomegalovírus, também conhecido como CMV, é um vírus da mesma família do herpes, mas que causa sintomas diferentes como febre, mal-estar e inchaço na barriga.

Assim como o herpes, esse vírus também está presente na maioria das pessoas, mas só provoca sintomas quando o sistema imune está enfraquecido, como acontece em mulheres grávidas, pessoas com HIV ou em pacientes a fazer tratamento contra o câncer, por exemplo.

Durante a gravidez, esse vírus é detectado através dos exames do pré-natal, mas geralmente é inofensivo e não provoca nenhuma alteração no bebê, principalmente quando a mulher foi infectada ainda antes de engravidar. No entanto, quando a mulher é infectada durante a gestação, o vírus pode causar problemas como microcefalia e surdez no bebê.

Principais sintomas

Normalmente, a infecção pelo CMV não causa sintomas, sendo comum que a pessoa descubra que está infectado quando faz algum exame de sangue específico para o vírus.

No entanto, alguns sintomas podem surgir quando o sistema imunológico está baixo, como por exemplo:

  • Febre acima de 38 °C;
  • Cansaço excessivo;
  • Inchaço da barriga;
  • Barriga dolorida;
  • Mal-estar generalizado;
  • Inflamação do fígado;
  • Aborto espontâneo;
  • Em pessoas com HIV/AIDS, pode ocorrer infecção na retina, cegueira, encefalite, pneumonia e ulceras no intestino e esôfago..

Devido ao risco de provocar malformações no bebê todas as mulheres grávidas devem fazer o exame para detectar o vírus, mesmo sem os sintomas, de forma a iniciar o tratamento, se necessário, para evitar que o vírus afete o bebê.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da infecção pelo citomegalovírus é feito através do exame de sangue específico, que mostra se existem anticorpos contra o vírus.

Quando o resultado do exame é "reagente CMV IgM", indica que a infecção pelo vírus ainda está no início, mas se o resultado for "reagente CMV IgG", significa que o vírus está presente há mais tempo no organismo, permanecendo, então, por toda vida, assim como acontece com a herpes.

Na gravidez, caso o resultado seja reagente CMV IgM a grávida deve iniciar o tratamento com antivirais ou imunoglobulinas, para evitar a transmissão para o bebê. Veja como é feito o tratamento nestes casos.

O que causa o citomegalovírus

A infecção por citomegalovírus é causada por um vírus da mesma família do herpes, que é transmitido através do contato com secreções do corpo, como as da tosse e da saliva, através do contato íntimo com uma pessoa infectada ou por meio do compartilhamento de objetos contaminados, como copos, talheres ou toalhas.

O vírus pode ainda ser transmitido através de transfusões sanguíneas ou de mãe para filho, principalmente quando a mulher grávida é infectada durante a gestação, além de também poder acontecer após transplante de órgãos ou de medula óssea.

Como prevenir

Para prevenir a contaminação pelo citomegalovírus é importante lavar bem as mãos, principalmente antes e após ir ao banheiro e trocar a fralda da criança, por exemplo, além de lavar bem os alimentos na hora de cozinhá-los. 

Além disso, é importante usar preservativo nas relações sexuais e evitar dividir objetos pessoais com outras pessoas.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a infecção pelo citomegalovírus pode ser realizado com medicamentos antivirais, como Ganciclovir e Foscarnet, por exemplo, no entanto possuem elevada toxicidade para as células do sangue e para os rins, não sendo esse tratamento recomendado pelo médico, apenas em situações especiais como na gravidez ou quando a infecção está muito desenvolvida, por exemplo.

No caso de infecção por citomegalovírus após transplante, caso a pessoa não responda ao tratamento com os antivirais normalmente indicados, pode ser recomendado pelo médico o uso de Maribavir (Livtencity), que atua impedindo a replicação viral. Esse medicamento é aprovado pela FDA para uso em adultos e crianças a partir dos 12 anos.

Assim, normalmente é recomendado o uso de medicamentos analgésicos, como o Paracetamol, para aliviar os sintomas, como dores de cabeça e febre, por exemplo. Este tratamento normalmente dura cerca de 14 dias e pode ser feito em casa com o uso dos remédios indicados pelo médico, repouso e ingestão adequada de água.

Possíveis complicações

As complicações da infecção pelo citomegalovírus ocorrem principalmente nas crianças que são infectadas pelo vírus durante a gravidez, e incluem:

  • Microcefalia;
  • Atraso no desenvolvimento;
  • Coriorretinite e cegueira;
  • Paralisia cerebral;
  • Defeitos na formação dos dentes;
  • Paralisia de algumas partes do corpo, principalmente das pernas;
  • Surdez neurossensorial.

Já nos adultos, as complicações surgem quando a infecção se desenvolve muito, como acontece em pessoas com o sistema imune enfraquecido, resultando principalmente em cegueira e perda dos movimentos das pernas, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em maio de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em março de 2020.

Bibliografia

  • FDA. FDA Approves First Treatment for Common Type of Post-Transplant Infection that is Resistant to Other Drugs. Disponível em: <https://www.fda.gov/news-events/press-announcements/fda-approves-first-treatment-common-type-post-transplant-infection-resistant-other-drugs>. Acesso em 09 mai 2022
  • MSD MANUALS - VERSÃO SAÚDE PARA A FAMÍLIA. Infecção por citomegalovírus (CMV). Disponível em: <https://www.msdmanuals.com/pt/casa/infec%C3%A7%C3%B5es/infec%C3%A7%C3%B5es-por-herpesv%C3%ADrus/infec%C3%A7%C3%A3o-por-citomegalov%C3%ADrus-cmv>. Acesso em 30 mar 2020
Mostrar bibliografia completa
  • Maria José Cálix, Andreia Teles, Anabela João. Citomegalovírus: Transmissão Vertical e Doença - Realidade de Uma Unidade. ARQ MED 2010; 4(5):179-83.
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.