Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Cistite crônica: o que é, sintomas, possíveis complicações e tratamento

Maio 2020

A cistite crônica, também conhecida como cistite intersticial, correspode à infecção e inflamação da bexiga por bactérias, mais frequentemente Escherichia coli, causando dor na bexiga, sensação de queimação ao urinar e vontade frequente de urinar, apesar de ser em pequenas quantidades.

Os sintomas de cistite crônica geralmente surgem pelo menos 4 vezes ao ano e têm duram mais tempo do que os sintoma da cistite aguda e, por isso, o tratamento deve ser mais prolongado e envolve o uso de antibióticos, de remédios para aliviar os sintomas,  mudanças no estilo de vida e treinamento da bexiga.

Cistite crônica: o que é, sintomas, possíveis complicações e tratamento

Sintomas de cistite crônica

Os sintomas de ciste crônica surgem pelo menos 4 vezes ao ano e são mais duradouros em comparação à cistite aguda, sendo os principais:

  • Dor na bexiga, principalmente quando está cheia;
  • Vontade frequente para urinar, apesar da urina ser eliminada em pequenas quantidades;
  • Sensação de queimação ao urinar;
  • Urina turva ou com sangue;
  • Febre baixa em alguns casos;
  • Aumento da sensibilidade da região genital;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Dor durante a ejaculação, no homem, e na menstruação, no caso da mulher.

É importante que a pessoa procure o urologista ou o ginecologista caso apresente os sinais e sintomas de cistite crônica, pois assim é possível que o médico realize o diagnóstico e indique o tratamento adequado.

Além da avaliação dos sinais e sintomas, o médico indica a realização de alguns exames para confirmar a cistite crônica, como o exame de urina do tipo 1, o EAS, a urocultura e exames de imagem, como ultrassom da região pélvica e cistoscopia, que é um exame de avalia as vias urinárias.

Possíveis complicações

As complicações da cistite crônica estão relacionadas à falta de tratamento ou realização de tratamento incompleto, isso porque nesses casos a bactéria responsável pela cistite continua a multiplicar-se e têm maior probabilidade de atingir os rins, podendo resultar em insuficicência renal.

Além disso, caso haja comprometimento dos rins, há também maior chance da bactéria atingir a corrente sanguínea, resultando em sepse, o que corresponde a uma situação grave de saúde, uma vez que a bactéria na corrente sanguínea pode atingir outros órgãos e provocar alteração em seu funcionamento, representando risco de vida. Entenda o que é sepse e como identificar.

Como é o tratamento

A cistite crônica não tem cura e, por isso, o tratamento tem como objetivo aliviar os sintomas e prevenir complicações. Assim, é recomendado que o tratamento seja feito de acordo com as orientações do médico, devendo ser continuado mesmo que não existam mais sintomas, a não ser que a interrupção seja orientada pelo médico, pois assim é possível diminuir o risco de complicações.

É importante que o microrganismo responsável pela cistite seja identificado, pois assim é possível indicar o antibiótico mais adequado para sua eliminação. Além disso, são indicados remédios que ajudam a diminuir a inflamação da bexiga e, assim, aliviar os sintomas de cistite, como antiespasmódicos e analgésicos.

Além disso, como na cistite crônica a pessoa tem vontade excessiva de urinar, o médico pode indicar a realização de tratamentos para diminuir a vontade de urinar e relaxar a bexiga e a mudança de alguns hábitos como diminuiçao do estresse, melhora nos hábitos alimentares e ingestão de água durante o dia e aumento da frequência da prática de atividade física, já que esses fatores podem interferir na intensidade dos sintomas.

Veja mais detalhes sobe o tratamento para cistite.

Bibliografia >

  • UROLOGY CARE FOUNDATION. What is Interstitial Cystitis(IC)/Bladder Pain Syndrome?. Disponível em: <https://www.urologyhealth.org/urologic-conditions/interstitial-cystitis>. Acesso em 26 Mai 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem