5 principais causas de água no pulmão

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
maio 2020

O acúmulo de líquido no pulmão acontece quando se tem um problema no sistema cardiovascular, como insuficiência cardíaca, mas também pode surgir quando existe uma lesão no pulmão devido a infecções ou exposição a toxinas, por exemplo.

A água no pulmão, conhecida cientificamente como edema pulmonar, acontece quando os pulmões ficam cheios de líquido, o que interfere na respiração, já que impede a entrada de oxigênio e a saída do dióxido de carbono. Veja como saber se é água no pulmão.

1. Problemas cardiovasculares

Quando as doenças do sistema cardiovascular não são tratadas de forma adequada podem provocar um aumento excessivo da pressão dentro do coração, impedindo que o sangue seja bombeado corretamente.

Quando isso acontece, o sangue vai se acumulando à volta dos pulmões e aumenta a pressão dentro dos vasos nessa região, fazendo com que o líquido, que faz parte do sangue, seja empurrado para o interior dos pulmões, ocupando um espaço que devia estar apenas preenchido de ar.

Algumas das doenças cardiovasculares que mais comumente provocam esta alteração incluem:

  • Doença coronária: esta doença provoca o estreitamento das artérias do coração que enfraquece o músculo cardíaco, diminuindo a sua capacidade para bombear o sangue;
  • Cardiomiopatia: neste problema o músculo cardíaco vai enfraquecendo sem ter uma causa relacionada com o fluxo de sangue, como no caso da doença coronária;
  • Problemas nas válvulas cardíacas: quando as válvulas não conseguem fechar completamente ou abrir adequadamente, a força do coração pode empurrar sangue em excesso para os pulmões;
  • Pressão alta: esta doença dificulta o funcionamento do coração que precisa de fazer muita força para bombear o sangue. Ao longo do tempo, o coração pode perder a força necessária, levando ao acúmulo de sangue nos pulmões.

Além disso, outras condições, como problemas renais, também podem aumentar a pressão sanguínea e dificultar o trabalho do coração, levando a um caso de edema pulmonar, quando não são tratadas adequadamente.

2. Infecções pulmonares

Algumas infecções pulmonares provocadas por vírus, como o Hantavírus ou o vírus da Dengue, podem causar alterações nas pressões dos vasos sanguíneos dos pulmões, provocando o acúmulo de líquido.

3. Exposição a toxinas ou fumaça

Quando ocorre a respiração de toxinas, como amônia ou cloro, ou de fumaça de cigarro , por exemplo, os tecidos do pulmão podem ficar muito irritados e inflamados, produzindo líquido que ocupa o espaço dentro dos pulmões.

Além disso, quando a inflamação é muito severa, podem ocorrer lesões nos pulmões e nos pequenos vasos sanguíneos à volta, permitindo a entrada de líquido.

4. Afogamento

Em situações de quase afogamento os pulmões enchem-se de água que é aspirada pelo nariz ou boca, acumulando-se no interior dos pulmões. Nestes casos, embora boa parte da água tenha sido removida com as manobras de salvamento, o edema pulmonar pode se manter, precisando ser tratado no hospital.

5. Grandes altitudes

Pessoas que fazem montanhismo ou escalada apresentam um maior risco de desenvolver edema pulmonar, pois quando se está em altitudes superiores a 2400 metros, os vasos sanguíneos sofrem um aumento de pressão, o que pode favorecer a entrada de líquido para os pulmões, especialmente em pessoas que são iniciantes nesse tipo de esporte.

O que fazer

Caso surjam sinais de que há acúmulo de água nos pulmões, é importante que o médico seja consultado para que sejam feitos exames que permitam identificar a causa do acúmulo de líquido nos pulmões e possa ser indicado o tratamento adequado de acordo com a quantidade de líquidos acumulados e os níveis de oxigênio.

Dessa forma é possível evitar que mais líquido seja acumulado nos pulmões e haja maior comprometimento da circulação de oxigênio pelo corpo, sendo indicado para isso o uso de máscaras de oxigênio, além de também poder ser inciado o uso de medicamentos diuréticos para favorecer a eliminação de líquidos que encontram-se em excesso no organismo. Entenda como é feito o tratamento para água nos pulmões.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em maio de 2020.

Bibliografia

  • BROADDUS, V. Courtney. et al. Murray & Nadel tratado de medicina respiratória. 6.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. p. 1081-1117.
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.