Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser caroço nas costas

Os caroços que aparecem nas costas são uma espécie de estrutura com relevo que pode ser sinal de lipoma, cisto sebáceo, furúnculo e muito raramente, de câncer.

Na maioria dos casos, um caroço nas costas não é motivo para preocupação, no entanto, se ele crescer, for doloroso ou não se mover ao toque, o melhor é ir ao médico para evitar complicações.

1. Lipoma

O que pode ser caroço nas costas

O lipoma é um gênero de caroço de forma arredondada, composto por células de gordura, que surge na pele e cresce lentamente. Este tipo de caroço geralmente não dói nem se transforma em câncer. Saiba como identificar o lipoma.

Como tratar: o tratamento do lipoma consiste na realização de uma cirurgia para remoção com anestesia local. Nos dias seguintes à cirurgia, pode ser aplicado um óleo ou um creme cicatrizante sobre a cicatriz.

2. Cisto sebáceo

O que pode ser caroço nas costas

O cisto sebáceo é uma espécie de caroço que se forma sob a pele, que é composto por sebo. Este tipo de caroço é geralmente macio, pode mover-se ao toque e geralmente não dói, a não ser que fique inflamado e nestes casos torna-se vermelho, quente, sensível ao toque e dolorido, requerendo tratamento médico. Saiba como identificar o cisto sebáceo.

Como tratar: geralmente não é necessário qualquer tratamento para o cisto sebáceo. No entanto, caso se torne incômodo, cresça mais de 1 centímetro de diâmetro ou provoque dor devido a uma inflamação ou infecção, deve ser removido através de cirurgia, que pode ser realizada no consultório medico, sob anestesia local. Além disso, pode ainda ser necessário tomar um antibiótico cerca de uma semana antes para evitar infecções.

3. Furúnculos

O que pode ser caroço nas costas

O Furúnculo consiste numa infecção na raiz do pelo, que origina um caroço avermelhado, quente e dolorido, com a presença de pus, semelhante a uma espinha, que geralmente desaparece ao fim de alguns dias. No entanto, se o furúnculo não melhorar em duas semanas, é recomendado consultar o dermatologista ou médico de família para tratar o problema. Faça o teste para saber se tem um furúnculo.

Como tratar: para o furúnculo, deve-se levar a região todos os dias com água e sabão antisséptico e aplicar compressas de água morna na região, que ajudam a retirar o pus. Se o problema persistir, deve-se consultar o dermatologista ou médico de família para iniciar o uso de pomadas antibióticas ou uso de antibióticos em comprimidos, a depender do tamanho e se houverem outros.

Além disso, deve-se evitar espremer ou estourar o furúnculo, pois pode agravar a infecção e espalhá-la para outros locais da pele.

4. Câncer 

O que pode ser caroço nas costas

Em casos muito raros, o surgimento de um caroço nas costas pode ser sinal de carcinoma basocelular, que é um tipo de câncer que surge como pequenas manchas que crescem lentamente ao longo do tempo, mas que não afetam outros órgãos além da pele.

Este tipo de câncer desenvolve-se geralmente em locais mais expostos à luz solar e caracteriza-se por uma pequena elevação na pele, com a aparência de uma ferida que não cicatriza ou que sangra repetidamente, de cor rosada ou acastanhada, onde pode ser possível observar vasos sanguíneos. Saiba mais sobre esta doença.

Como tratar: os sinais devem ser observados por um dermatologista e se necessário, ele pode realizar uma biópsia para avaliar se existem células malignas. O tratamento consiste numa cirurgia a laser ou com aplicação de frio no local da lesão, para eliminar e remover as células malignas. Posteriormente à cirurgia, devem ser feitos exames com regularidade para avaliar se o câncer continua crescendo ou se ficou curado. 

Quando a cirurgia não resulta ou são muitas as lesões, pode ser necessário fazer algumas sessões de radioterapia ou quimioterapia.

Quando ir ao médico

Geralmente, o aparecimento de um caroço atrás das costas não é motivo para preocupação, no entanto, é aconselhável ir ao médico se o caroço:

  • Crescer;
  • Drenar pus;
  • For doloroso, vermelho e quente ao toque;
  • For duro ao toque e não se mover;
  • Voltar a crescer depois de ser removido.

Além disso, se ocorrer inchaço dos lados do pescoço, axila ou virilha que não desaparece com o tempo, deve-se também informar o médico.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem