Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Carboxiterapia para Gordura Localizada

A carboxiterapia é um ótimo tratamento estético para eliminar gordura localizada porque está comprovado cientificamente que é eficaz na redução da prega de gordura. Este tratamento consiste em aplicar algumas injeções de gás carbônico na barriga, coxas, braços, flancos, glúteos e parte lateral das costas, conforme a necessidade. 

Contudo, este tratamento não é indicado para emagrecer porque tem efeito em apenas numa área localizada, e por isso é mais indicado para pessoas que estão dentro ou muito próximas do peso ideal, com índice de massa corporal até 23. Estas pessoas podem parecer magras, mas ter um 'pneu' de gordura na barriga, flancos, tríceps e na linha do sutiã, por exemplo. Dessa forma a carboxiterapia é uma ótima estratégia para melhorar o contorno corporal, de pessoas aparentemente magras mas com volume de gordura acumulada em determinadas regiões do corpo. Saiba qual o seu IMC inserindo seus dados a seguir:

Erro
help
anos
Erro
help
m
Erro
help
kg
Erro
help
Erro
help
Imagem que indica que o site está carregando

Como funciona a carboxiterapia

Na carboxiterapia o gás carbônico medicinal introduzido na pele e no tecido adiposo promove uma pequena lesão nas células que armazenam gordura, os adipócitos, promovendo a saída desta gordura que fica disponível para ser gasta como fonte de energia. 

A carboxiterapia também leva ao aumento do fluxo sanguíneo e da microcirculação, o que aumenta a oxigenação local, contribuindo para a eliminação das toxinas e ainda aumenta as fibras de colágeno, o que torna a pele mais firme. Dessa forma existe uma redução da gordura localizada e melhora da firmeza da pele dessa região, alcançando ótimos resultados.  

Carboxiterapia para Gordura Localizada
Carboxiterapia para Gordura Localizada

Resultados da carboxiterapia para gordura localizada

Os resultados da carboxiterapia para gordura localizada podem ser observados, em média, após a 3ª sessão de tratamento. Para potencializar e manter estes resultados recomenda-se fazer uma reeducação alimentar e praticar algum tipo de exercício até 48 horas depois de cada sessão de carboxiterapia, para realmente queimar a gordura que se encontra disponível, evitando seu acumulo em outra região do corpo. Sessões de drenagem linfática nesse mesmo período também contribuem para um bom resultado. Alguns cuidados como aumento da ingestão de água, uso de cremes que promovem o aumento da circulação e queima de gordura também são indicados, assim como a toma de chás com efeito drenante. 

As sessões podem ser realizadas 1 ou 2 vezes por semana, com duração de 30 minutos à 1 hora dependendo do tamanho da área que será tratada. 

A pessoa pode engordar de novo? 

O que tem sido comprovado em estudos científicos é que a carboxiterapia contribui para diminuição da gordura localizada e redução das medidas, no entanto, se a pessoa continua consumindo muitas calorias (através de gordura e açúcar em excesso) haverá uma nova deposição de gordura. Isso não significa que o tratamento não teve resultado, mas que a gordura eliminada foi reposta pela alimentação inadequada. 

O peso e o índice de massa corporal não mudam com a carboxiterapia, mas a prega de gordura diminui, o que pode ser comprovado através de exames como o ultrassom. 

Para que os resultados da carboxiterapia possam se manter por toda vida é importante mudar o estilo de vida, porque a má alimentação e o sedentarismo são os responsáveis pelo acumulo de gordura, e se isso não for mudado, o corpo irá continuar acumulando gordura. Assim, para perpetuar os resultados alcançados com o tratamento deve-se manter uma alimentação saudável e praticar exercícios regularmente, para que todas as calorias ingeridas possam ser gastas diariamente. 

Assista o vídeo seguinte e conheça outros tratamentos usados para eliminar gordura localizada:

Como perder Gordura Localizada

14 mil visualizações

Bibliografia >

  • SCORZA, Flávia; BORGES, Fábio. Carboxiterapia: uma revisão. Revista Fisioterapia Ser. Vol.3. 4.ed; 2008
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem