Chá de graviola: para que serve e como preparar

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
novembro 2021

O chá de graviola é feito com as folhas, que é rica em acetogeninas, alcaloides, compostos fenólicos e vitaminas, o que faz com que esse chá tenha ação anti-inflamatória, anti-hipertensiva, imunomoduladora, antimicrobiana e antioxidante.

Assim, o chá de graviola pode ser usado para auxiliar no combate a febre e no tratamento de hipertensão, colesterol alto e diabetes, por exemplo, desde que recomendado pelo médico.

Apesar de possuir diversos benefícios para a saúde, o chá de graviola deve ser consumido com moderação, pois o consumo excessivo pode resultar em efeitos colaterais, como hipotensão, náuseas e vômitos.

Para que serve o chá de graviola

As folhas da graviola são ricas em fitoquímicos, como acetogeninas, alcaloides, compostos fenólicos, vitaminas e carotenoides, o que garante as propriedades anti-inflamatória, antidiabética, reguladora da temperatura e dos níveis de colesterol, hipotensiva, imunomoduladora, antimicrobiana, antioxidante, ansiolítica, cicatrizante e hepato e gastroprotetora. Assim, o chá de graviola pode servir para:

  • Aliviar a febre;
  • Combater a insônia, já que tem ação ansiolítica e sedativa;
  • Favorecer a cicatrização de feridas;
  • Auxiliar na regulação da pressão arterial;
  • Ajudar na regulação dos níveis de colesterol, prevenindo doenças cardiovasculares;
  • Auxiliar no tratamento da diabetes;
  • Melhorar a o funcionamento do sistema imune;
  • Combater e prevenir infecções causadas por bactérias, vírus ou parasitas, incluindo o responsável pela malária;
  • Proteger o fígado e o estômago, garantindo o bom funcionamento do organismo.

Apesar de ter diversas propriedades e benefícios, é importante que o consumo do chá de graviola seja feito de acordo com a recomendação do médico ou do fitoterapeuta. Além disso, o chá de graviola deve ser usados apenas como complemento terapêutico, não devendo substituir o tratamento indicado pelo médico. Conheça outros benefícios da graviola.

Como fazer o chá

O chá de graviola é fácil e rápido de fazer, podendo ser consumidas 2 a 3 xícaras de chá de graviola por dia, de preferência após as refeições.

Ingredientes

  • 10 g de folhas de graviola secas;
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo

Para fazer o chá, basta colocar as folhas de graviola na água fervente e deixar por cerca de 10 minutos. Em seguida, deve-se coar e consumir quando estiver morno após as refeições.

Efeitos colaterais e contraindicações

Apesar da graviola possuir diversos benefícios, o consumo do chá de graviola deve ser orientado pelo fitoterapeuta ou nutricionista, pois o consumo em quantidades pode resultar em náuseas, vômitos, diminuição brusca da pressão e alterações intestinais, uma vez que devido às suas propriedades antimicrobianas, é capaz de eliminar as bactérias boas do organismo quando consumida em excesso.

Além disso, o consumo de graviola pelas grávidas não é indicado devido ao fato de poder resultar em parto prematuro ou aborto.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em novembro de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em novembro de 2021.

Bibliografia

  • ALATAS Haidar et al. The effects of soursop supplementation on blood pressure, serum uric acid, and kidney function in a prehypertensive population in accordance with the 2017 ACC/AHA guideline. Journal of Human Hypertension. 34. 3; 223-232, 2020
  • Hardoko et al. In Vitro Antidiabetic Activity of " Green Tea " Soursop Leaves Brew Through α-Glucosidase Inhibition. International Journal of PharmTech Research . 8. 1; 30-37, 2015
Mostrar bibliografia completa
  • GAVAMUKULYA, Yahaya; WAMUNYOKOLI, Fred; EL-SHEMY, Hany A. Annona muricata: Is the natural therapy to most disease conditions including cancer growing in ourbackyard? A systematic review of its research history and future prospects. Asian Pacific Journal of Tropical Medicine. Vol 10. 9 ed; 835–848, 2017
  • GAVAMUKULYA, Yahaya; WAMUNYOKOLI, Fred; EL-SHEMY, Hany A. Annona muricata: Is the natural therapy to most disease conditions including cancer growing in ourbackyard? A systematic review of its research history and future prospects. Asian Pacific Journal of Tropical Medicine. Vol 10. 9 ed; 835–848, 2017
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.