Artrodese: o que é, quando é indicada, tipos e recuperação

Revisão médica: Dr. Francisco Couto Valente
Ortopedista
julho 2022

A artrodese é uma cirurgia realizada pelo ortopedista com o objetivo de unir dois ou mais ossos ou vértebras em diferentes partes do corpo, como coluna, tornozelo, pulso, dedo ou pé, por exemplo, sendo normalmente indicado para artrite reumatóide quando outros tipos de tratamento não foram eficazes para reduzir a dor intensa e crônica na articulação. 

Essa cirurgia, também chamada de anquilose artificial ou cirurgia de fusão articular, é feita no hospital pelo ortopedista, removendo a cartilagem danificada e estabilizando os ossos, o que ajuda a melhorar a estabilidade da articulação, a aliviar a dor e a melhorar a qualidade de vida. 

A união ou adesão dos ossos também pode surgir pelo envelhecimento natural do corpo ou doenças, como espondilite anquilosante, por exemplo, sendo nesses casos chamada de anquilose. Entenda o que é a espondilite anquilosante.  

Quando é indicada

A artrodese é indicada pelo ortopedista para o tratamento de:

  • Artrite reumatóide;
  • Instabilidade articular;
  • Espondilolistese;
  • Espondilodiscite;
  • Escoliose idiopática;
  • Hérnia de disco;
  • Degenerações facetais;
  • Traumas ou tumores vertebrais;
  • Infecções articulares;
  • Estenose cervical.

Além disso, a cirurgia de artrodese pode ser indicada para corrigir deformidades nas articulações, como hipercifose.

Nesses casos, a artrodese pode ser indicada pelo ortopedista quando outros tratamentos não foram eficazes para aliviar a dor, como uso de remédios por via oral, injeção de corticóide na articulação ou fisioterapia, por exemplo. 

No entanto, para que a cirurgia seja realizada, alguns requisitos são importantes como ter ossos fortes e sistema imunológico forte.

Tipos de artrodese

Os principais tipos de artrodese que podem ser feitas pelo ortopedista são:

1. Artrodese lombar

A artrodese lombar pode ser indicada pelo ortopedista nos casos de escoliose em pessoas jovens, degeneração em discos na coluna lombar ou traumas na coluna na região lombar, por exemplo. 

A artrodese lombar pode ser feita através da colocação de parafusos metálicos para melhorar a estabilidade das vértebras, sendo chamada de artrodese póstero-Lateral, ou ainda pode ser feita através da substituição disco intervertebral, sendo nesse caso conhecida como artrodese intersomática.

2. Artrodese cervical

A artrodese cervical é a cirurgia realizada nas vértebras do pescoço, nos casos de hérnia de disco cervical, espondilodiscite, deformidades ou traumas cervicais, por exemplo 

Essa cirurgia pode ser realizada através da colocação de parafusos nas vértebras, de forma a melhorar a estabilidade vertebral e aliviar a dor.

3. Artrodese de coluna

A artrodese de coluna ajuda a melhorar a estabilidade da coluna e aliviar a dor nos casos de artrite ou hérnia de disco, por exemplo.

Essa cirurgia pode ser feita em qualquer vértebra da coluna, localizada nas regiões lombar, cervical ou torácica.

4. Artrodese no joelho

A artrodese no joelho geralmente é indicada para o tratamento de infecções relacionadas a próteses no joelho, quando esta não pode ser substituída. 

Esse tipo de cirurgia ajuda a melhorar a dor no joelho, no entanto, elimina a mobilidade da articulação.

Como se preparar para a artrodese

Alguns cuidados são importantes para se preparar para a artrodese, como:

  • Esclarecer com o cirurgião todas as dúvidas sobre a cirurgia e a recuperação;
  • Informar todos os medicamentos, vitaminas e suplementos nutricionais que se toma com frequência, pois alguns podem afetar a recuperação;
  • Informar se existe alguma alergia ou outro problema de saúde;
  • Fazer jejum de pelo menos 12 horas antes da cirurgia, conforme orientado pelo médico;
  • Não fumar e nem consumir bebidas alcoólicas antes da cirurgia.

Além disso, deve-se fazer todos os exames solicitados pelo médico, como exames de imagem, de sangue e risco cirúrgico para avaliar o estado de saúde geral.

Como é feita 

A cirurgia de artrodese é feita no hospital pelo ortopedista, ou ortopedista especializado em cirurgia da coluna, para estabilização da coluna cervical, dorsal ou lombar, sendo realizada através da remoção da cartilagem ou disco intervertebral danificado, e colocação de parafusos ou outros dispositivos metálicos para unir os ossos ou vértebras. 

Em alguns casos, dependendo da condição da articulação, o médico pode fazer a aplicação de enxerto ósseo da própria pessoa, de um doador ou de um enxerto ou sintético, o que permite estimular o crescimento ósseo e a fusão dos ossos ou vértebras.

Como é a recuperação

A recuperação da artrodese pode durar até cerca de 12 meses, mas, geralmente, a pessoa volta para casa cerca de 3 dias após a cirurgia com remédios analgésicos, receitados pelo médico, como o paracetamol, para aliviar a dor, e antibióticos para evitar infecção. 

Ao ter alta hospitalar, é possível que a região operada esteja protegida com gesso ou órtese, para não sobrecarregar a articulação e permitir a cicatrização. No caso da artrodese cervical, além do curativo na região operada, a pessoa deve utilizar o colar cervical.

Durante a recuperação da artrodese, é importante que seja utilizado uma muleta, andador ou cadeira de rodas nas atividades do dia a dia, para facilitar a locomoção.

Além disso, de forma a ajudar na cicatrização e na recuperação da cirurgia, o médico deve recomendar fisioterapia, que pode ser feita depois de algumas semanas ou meses após a artrodese.

Possíveis complicações

A artrodese é considerada uma cirurgia segura e bem tolerada. No entanto, podem surgir algumas complicações, como:

  • Infecção no local da cirurgia;
  • Dor no local da cicatriz;
  • Danos nos nervos em volta da articulação;
  • Sangramento;
  • Descolamento do parafuso ou dispositivos metálicos do enxerto ósseo

Além disso, outra complicação que pode surgir é o artrite nas articulações próximas à articulação operada, ou ainda a pseudoartrose, que é mais comum em fumantes.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em julho de 2022. Revisão médica por Dr. Francisco Couto Valente - Ortopedista, em julho de 2022.

Bibliografia

  • TRIEB, K. Arthrodesis of the wrist in rheumatoid arthritis. World J Orthop. 5. 4; 512–515, 2014
  • MAKHDOM, A. M.; et al. Knee Arthrodesis After Failed Total Knee Arthroplasty. J Bone Joint Surg Am. 101. 7; 650-660, 2019
Mostrar bibliografia completa
  • SCHNAKE, K. J.; et al. Lumbar fusion-Indications and techniques. Orthopade. 48. 1; 50-58, 2019
  • YEUNG, C. M.; et al. Knee Arthrodesis Is a Durable Option for the Salvage of Infected Total Knee Arthroplasty. J Arthroplasty. 35. 11; 3261-3268, 2020
Ortopedista
Médico ortopedista formado pela Faculdade Souza Marques em 2011, com CRM.RJ 52.92679-5 e Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia.

Tuasaude no Youtube

  • ESCOLIOSE - Exercícios para fazer em casa

    04:18 | 557500 visualizações
  • Tudo sobre HÉRNIA DE DISCO

    06:21 | 288977 visualizações
  • EXERCÍCIOS PARA CORRIGIR A POSTURA

    03:52 | 421023 visualizações
  • Alongamento para o Dia a Dia

    01:08 | 318379 visualizações
  • Ossos Fortes Sempre | Tati & Marcelle | Como tratar osteopenia e osteoporose

    09:05 | 180076 visualizações