Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Anemia microcítica: o que é, sintomas, tipos e tratamento

novembro 2022

Anemia microcítica é quando as hemácias, também chamadas de glóbulos vermelhos, são menores que o normal. Isso pode ser observado através da observação das células do sangue através do microscópio e por meio da avaliação do volume corpuscular médio (VCM), que é um índice presente no hemograma, que em caso de anemia microcítica é menor que < 80 fL.

A anemia microcítica não é um tipo específico de anemia, mas sim um grupo de vários tipos, que inclui a anemia ferropriva, a talassemia e a anemia sideroblástica.

Para confirmar o diagnóstico de anemia microcítica, o clínico geral ou o hematologista, além de avaliar os sintomas apresentados pela pessoa, indica a realização do hemograma para avaliar as características das hemácias e, assim, indicar o melhor tratamento, que pode incluir alterações na dieta, suplementação com ferro e, em alguns casos, transfusões de sangue.

Imagem ilustrativa número 1

Principais sintomas

Os principais sintomas de anemia microcítica são:

  • Cansaço excessivo;
  • Fraqueza;
  • Tontura;
  • Dificuldade de concentração;
  • Pele pálida;
  • Falta de apetite;
  • Irritabilidade.

Na presença de sintomas de anemia, é importante que o clínico geral seja consultado para que seja realizado exame de sangue para confirmar a anemia e identificar o tipo, podendo ser então iniciado o tratamento mais adequado.

Tipos de anemia microcítica

Os principais tipos de anemia microcítica são:

1. Anemia ferropriva

A anemia ferropriva é um dos tipos mais comuns de anemia e é caracterizada por uma diminuição dos valores de ferro no organismo, resultando em uma redução da concentração de hemoglobina dentro das hemácias.

Este tipo de anemia microcítica pode acontecer após uma grande hemorragia, mas também pode surgir devido a uma alimentação com poucos alimentos com ferro, como fígado,  gema do ovo ou sementes de abóbora. Saiba como identificar os sintomas da anemia ferropriva e como é feito o tratamento.

2. Talassemia

A talassemia é um tipo de anemia microcítica hereditária, ou seja, que tende a acontecer em várias pessoas da mesma família. Este tipo de anemia acontece devido a alterações na produção de hemoglobina, o que faz com que exista menos quantidade de oxigênio chegando em todas as partes do corpo.

Este tipo de anemia microcítica pode ser dividida em vários tipos, dependendo de qual parte da hemoglobina foi afetada, resultando em sintomas mais ou menos graves. Confira os vários tipos de talassemia e seus sintomas.

 3. Anemia sideroblástica

A anemia sideroblástica acontece quando o ferro não é utilizado de forma correta para produzir hemoglobina, resultando em uma alteração dos seus valores. Este tipo de anemia microcítica pode ser hereditária ou adquirida ao longo da vida, devido a problemas de medula óssea ou deficiência de vitamina B6. Conheça melhor as causas da anemia sideroblástica e qual o seu tratamento.

Como é feito o tratamento

O tratamento da anemia microcítica varia de acordo com o tipo, sendo importante consultar o clínico geral ou o hematologista quando surgem os primeiros sintomas, para identificar o tipo correto e iniciar o tratamento mais adequado. Assim, o tratamento da anemia microcítica pode ser feito da seguinte forma:

  • Anemia ferropriva: é tratada, normalmente, com suplementos de ferro e uma alimentação rica em alimentos com ferro, como o feijão, as lentilhas e a carne vermelha. Confira outros alimentos ricos em ferro.
  • Talassemia: é tratada de acordo com o seu tipo, mas normalmente é recomendado comer alimentos ricos em ferro e utilizar suplementos de ácido fólico, que ajudam a repor os níveis de hemoglobina. Veja como deve ser a alimentação para talassemia.
  • Anemia sideroblástica: o tratamento é feito com suplementos de vitamina B6 e ácido fólico ou, em casos mais graves, pode ser necessário um transplante de medula óssea.

Além destes  tratamentos, em alguns casos pode ser necessário realizar uma transfusão de sangue, para repor os valores de hemoglobina no sangue.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • PROTOCOLO CLÍNICO E DIRETRIZES TERAPÊUTICAS. Anemia por deficiência de ferro. 2014. Disponível em: <https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2014/dezembro/15/Anemia-por-Defici--ncia-de-Ferro.pdf>. Acesso em 10 mar 2021
  • CIENCIANEWS. ANEMIAS – CLASSIFICAÇÃO E DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL. Disponível em: <https://www.ciencianews.com.br/arquivos/ACET/IMAGENS/anemias/Anemias_Classifica%C3%83%C2%A7%C3%83%C2%A3o_Diagn%C3%83%C2%B3stico_Diferencial.pdf>. Acesso em 10 mar 2021
Mostrar bibliografia completa
  • RAMIREZ, A et al. Anemia sideroblástica. Rev Hematol Mex. 17. 4; 287-292, 2016
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Talassemias. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/folder/talassemias_folder.pdf>. Acesso em 09 mar 2021
  • POLAINAS, Sara. Talassemias: Etiologia, Fisiopatologia, Diagnóstico e Abordagens terapêuticas. Monografia de Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, 2017. Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.
  • PLANSERV. Tratamento da anemia ferropriva. 2018. Disponível em: <https://www.planserv.ba.gov.br/wp-content/uploads/2020/01/Protocolo-Tratamento-ANEMIA-FERROPRIVA-DEZ-2019.pdf>. Acesso em 10 mar 2021
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.