Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Entenda porque não se pode tomar Bebidas Alcoólicas na gravidez

O consumo de álcool na gravidez está contraindicado, pois ao passar pela placenta, o álcool tem de ser metabolizado pelo fígado do bebê, permanecendo no seu organismo durante algum tempo podendo causar:

  • Malformações e retardo mental;
  • Alterações no rosto e diminuição do tamanho do crânio;
  • Retardo no desenvolvimento e no crescimento;
  • Aumento do risco de aborto;
  • Problemas cardíacos;
  • Aumento do risco do bebê nascer antes do tempo e abaixo do peso.

Outra consequência da ingestão de álcool na gravidez é a síndrome do alcoolismo fetal, que é caracterizada por retardo no crescimento do bebê dentro do útero e após o nascimento, problemas de fala e raciocínio, diminuição da coordenação motora e problemas de coração. Saiba mais sobre esta síndrome em: Síndrome do alcoolismo fetal.

Quantidade de álcool na gravidez

Não existem evidências científicas sobre a quantidade segura de ingestão de bebidas alcoólicas pela mãe, por isso, o álcool é completamente desaconselhado durante a gestação. Desta forma, uma boa dica para não consumir bebidas alcoólicas na gravidez é dar preferência a cervejas ou coquetéis sem álcool, assim como a sucos naturais ou água.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar