Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Ácido Acetilsalicílico

O ácido acetilsalicílico é um remédio analgésico e anti-inflamatório, conhecido comercialmente como Aspirina, que também pode ser usado como antitérmico e antiplaquetário.

O medicamento é produzido por vários laboratórios como EMS ou Bayer, por exemplo, e pode ser comercializado com os nomes Bufferin, Somalgin, AAS com versão infantil, Alidor, Tromalyt ou Melhoral.

O preço do ácido acetilsalicílico varia entre o 1 real e 60 reais, dependendo da dosagem do medicamento e da marca.

Indicações

O Ácido Acetilsalicílico é indicado como:

  • Analgésico e antipirético nos casos de dor de cabeça, nevralgias, pós-operatórios, entorses, distensões e contusões, cólicas menstruais, dores de dente, resfriados e diversos estados febris;
  • Anti-inflamatório na artrite reumática, osteoartrites, entre outras inflamações;
  • Anti-agregante plaquetário, tornando o sangue mais fino.

Modo de uso

O modo de uso do Ácido Acetilsalicílico pode ser:

Comprimidos de 500 mg:

  • Adultos: 1 a 2 comprimidos de 500 mg a cada 4 a 8 horas, não excedendo 8 comprimidos de 500 mg por dia.
  • A partir de 12 anos: 1 comprimido de 500 mg, se necessário até 3 vezes por dia a cada 4 a 8 horas.

Comprimidos de 100 mg:

  • Crianças de 6 meses a 1 ano: 1/2 a 1 comprimido de 100 mg;
  • 1 a 3 anos: 1 comprimido de 100 mg;
  • 4 a 6 anos: 2 comprimidos de 100 mg;
  • 7 a 9 anos: 3 comprimidos de 100 mg;
  • Acima de 9 anos: 4 comprimidos de 100 mg.

Deve-se seguir as indicações do médico, porém, geralmente pode-se repetir a dose até 3 vezes por dia a cada 4 a 8 horas e, deve-se tomar preferencialmente após as refeições.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais do ácido acetilsalicílico incluem, náusea, vômitos, dor no estômago, úlcera péptica, azia, insuficiência renal, dor de cabeça, zumbidos e Síndrome de Reye.

Contraindicações

O Ácido Acetilsalicílico é contraindicado em pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula, durante a gravidez e amamentação e em casos de febre de origem vírica em crianças e adolescentes. Não deve ser usada em pacientes hemofílicos, histórico de alergia a qualquer anti-inflamatório não esteroide, presença de úlcera ou hemorragia.

Os pacientes com asma devem ter precaução, pois o ácido acetilsalicílico pode agravar o estreitamento dos brônquios.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem