Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que são ácaros, que doenças causam e como eliminar

Os ácaros são pequenos animais, pertencentes à classe dos aracnídeos, que podem ser encontrados com frequência em casa, principalmente em colchões, travesseiros e almofadas, sendo considerado um dos principais responsáveis pelas alergias respiratórias. Há várias espécies de ácaros e os maiores possuem cerca de 0,75 mm, de modo que a sua visualização só é possível através do microscópio.

Para evitar os ácaros é importante manter o ambiente sempre limpo, sem poeira, trocar lençóis periodicamente e expor travesseiros, almofadas e colchões ao sol regularmente.

O que são ácaros, que doenças causam e como eliminar

Doenças causadas por ácaros

Como são muito pequenos e podem ser facilmente espalhados pelo ar, os ácaros estão frequentemente relacionados com alergias respiratórias, além de poder haver algum sinal na pele de hipersensibilidade ao ácaro. Assim, as principais situações que os ácaros pode estar relacionadas são:

  • Asma, em que há alteração nas vias respiratórias, de modo que o ar consegue circular corretamente e a pessoa passa a ter respiração curta e com dificuldade;
  • Rinite alérgica, em que há inflamação da mucosa que reveste o nariz devido à presença dos ácaros, o que leva ao aparecimento de sintomas como coriza, coceira no nariz e espirros frequentes;
  • Dermatite atópica, que é caracterizada pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele, podendo ser um dos sintomas da alergia ao ácaro.

Os ácaros podem estar presentes em diversos ambientes, já que existem várias espécies com necessidades e características específicas. Os ácaros domésticos são encontrados mais frequentemente em ambientes úmidos e principalmente em travesseiros, roupas de cama, colchões e almofadas. Isso porque se alimentam de restos celulares, muitas vezes derivados das escamas soltas da pele, o que pode ser encontrado facilmente nos colchões, por exemplo, tornando esse ambiente favorável para a presença e reprodução dos ácaros.

Além do ácaro em si, seus excrementos e fragmentos do seu corpo também são responsáveis por reações alérgicas, já que podem ser suspensos no ar e espalhar-se pela casa, sendo considerado um dos constituintes da poeira doméstica.

Como eliminar os ácaros

A forma mais eficaz de evitar e eliminar os ácaros é através de medidas que ajudem a evitar a proliferação desses animais. Por isso, é importante deixar a casa bem arejada e ventilada, evitando umidade, trocar os lençóis periodicamente, fazer aspiração dos colchões e almofadas regularmente e usar capa protetora nas almofadas e travesseiros.

Além disso, é importante ter atenção ao filtro do ar condicionado e à poeira acumulada no ventilador, sendo recomendado trocar regularmente os filtros e realizar a higienização, além de controlar a umidade do ar e deixar travesseiros, almofadas e colchões expostos ao sol, uma vez que o calor diminui a umidade e cria um ambiente pouco favorável ao desenvolvimento dos ácaros, apesar de não ser eficaz na sua eliminação.

Ácaros trombiculídeos - Chigger mites

O trombiculídeos são ácaros que podem ter coloração variada de acordo com o tipo de alimentação da sua forma evolutiva mais nova ou adulta, podendo ser amarelos, vermelhos, brancos ou laranjas. Esse tipo de ácaro possui denominações diferentes de acordo com a região em que é identificada, sendo conhecidos como chigger mites nos Estados Unidos e red bugs na Inglaterra, por exemplo.

A larva desse ácaro é classificada como ectoparasita de vertebrados, ou seja, são encontrados fora do corpo do hospedeiro, que nesse caso são as pessoas. Ao realizar o parasitismo, a larva do ácaro trombiculídeo pode provocar lesões na pele devido à presença de enzimas em sua saliva. Essas enzimas fazem pequenos buraquinhos na pele com o objetivo de formar um canal que permita a alimentação dos ácaros, o que resulta no aparecimento de alguns sintomas, como coceira, vermelhidão local e bolhas que podem crescer ao longo do tempo.

Além disso, esse tipo de ácaro é considerado como potencial vetor da Rickettsia, que é uma bactéria responsável por algumas doenças graves, como febre maculosa, que está relacionada principalmente com o carrapato estrela, e tifo. Conheça mais sobre a Rickettsia.

Bibliografia >

  • JACINAVICIUS, Fernando C. Ácaros trombiculídeos (Trombidiformes: Trombiculidae) de pequenos mamíferos dos estados de São Paulo e Paraná: estudos morfológicos e investigação da presença de Rickettsia. Tese de Mestrado, 2015. Universidade de São Paulo.
  • SCIENCE DIRECT. Trombiculidae. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/topics/agricultural-and-biological-sciences/trombiculidae>. Acesso em 17 Set 2019
  • MEDICAL NEWS TODAY. How to treat and prevent chigger bites. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/315830.php>. Acesso em 17 Set 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem