Ácaros: o que são, que doenças causam e como eliminar

Revisão clínica: Marcela Lemos
Biomédica
julho 2022

Os ácaros são pequenos animais, pertencentes à classe dos aracnídeos, que podem ser encontrados com frequência em casa, principalmente em colchões, travesseiros e almofadas, sendo considerado um dos principais responsáveis pelas alergias respiratórias. Há várias espécies de ácaros e os maiores possuem cerca de 0,75 mm, de modo que a sua visualização só é possível através do microscópio.

A presença dos ácaros é normal em casa, proliferando principalmente em lugares úmidos e quentes, sendo encontrado com mais frequência no pó. Por isso, é importante manter o ambiente sempre limpo, livre de pó, trocar lençóis periodicamente e expor travesseiros, almofadas e colchões ao sol regularmente, pois assim é possível prevenir o desenvolvimento dos ácaros.

Os ácaros podem provocar sintomas respiratórios, como coriza e espirros frequentes, além de também poder causar sintomas de alergia na pele, como aparecimento de manchas vermelhas na pele que coçam. Assim, é importante que o médico seja consultado na presença de sintomas de ácaros, principalmente quando são desconfortáveis.

Sintoma de ácaros

Os principais sintomas de ácaros são:

  • Espirros frequentes;
  • Secreção nasal;
  • Olho lacrimejando;
  • Tosse;
  • Sensação de pressão no rosto;
  • Congestão nasal.

Além dos sintomas respiratórios, o ácaro também pode desencadear sintomas na pele, como inchaço, vermelhidão, descamação local, aparecimento de pequenos caroços na pele e coceira.

Além do ácaro em si, seus excrementos e fragmentos do seu corpo também são responsáveis por reações alérgicas, já que podem ser suspensos no ar e espalhar-se pela casa, sendo considerado um dos constituintes da poeira doméstica.

Doenças causadas por ácaros

Os ácaros em si não causam doenças, porém podem desencadear algumas situações, como:

  • Asma, que é uma doença que causa inflamação crônica nos pulmões causando dificuldade para respirar, falta de ar e sensação de pressão no peito;
  • Rinite alérgica, em que há inflamação da mucosa que reveste o nariz devido à presença dos ácaros, o que leva ao aparecimento de sintomas como coriza, coceira no nariz e espirros frequentes;
  • Dermatite atópica, que é caracterizada pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele, podendo ser um dos sintomas da alergia ao ácaro.

Os ácaros podem estar presentes em diversos ambientes, já que existem várias espécies com necessidades e características específicas.

Onde encontrar os ácaros?

Os ácaros domésticos são encontrados mais frequentemente em ambientes úmidos e principalmente em travesseiros, roupas de cama, colchões e almofadas. Isso porque se alimentam de restos celulares, muitas vezes derivados das escamas soltas da pele, o que pode ser encontrado facilmente nos colchões, por exemplo, tornando esse ambiente favorável para a presença e reprodução dos ácaros.

Como eliminar os ácaros

A forma mais eficaz de evitar e eliminar os ácaros é através de medidas que ajudem a evitar a proliferação desses animais, sendo as principais:

  • Deixar a casa bem arejada e ventilada, evitando umidade;
  • Eliminar as almofadas e os tapetes da casa, nos casos em que isso seja possível. Caso não seja, é importante limpar regularmente com um aspirador a vapor, uma vez que apenas aspirar não é suficiente para eliminar os ácaros, já que se prendem ao tecido.
  • Lavar os lençóis, cobertores, forros de travesseiros e colchões uma vez por semana, tomando o cuidado de colocar sabão suficiente e usar um ciclo longo e água quente (em torno de 50ºC), além de não sobrecarregar a máquina com muita roupa;
  • Utilizar uma capa protetora nas almofadas e colchões que possam ser retiradas para serem lavadas;
  • Deixar as almofadas, travesseiros e colchões expostos ao sol, já que o calor reduz a umidade e cria um ambiente pouco propício para o desenvolvimento dos ácaros, apesar de não ser suficiente para eliminá-los;
  • Manter a casa limpa, varrendo diariamente e passando pano pelo menos 1 vez por semana;
  • Evitar cortinas de pano, dando preferência às persianas. Caso não seja possível evitar esse tipo de cortina, é recomendado que sejam lavadas regularmente;
  • Evitar plantas, livros e decorações em excesso nos móveis da casa, já que esses objetos tendem a acumular mais poeira.

Além disso, é importante ter atenção ao filtro do ar condicionado e à poeira acumulada no ventilador, sendo recomendado trocar regularmente os filtros e realizar a higienização, além de controlar a umidade do ar.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em julho de 2022.

Bibliografia

  • ASTHMA SOCIETY OF CANADA. DUST MITE CONTROL IN THE HOME. Disponível em: <https://asthma.ca/wp-content/uploads/2017/08/asthma_dust_mite_eng.pdf>. Acesso em 12 jul 2022
  • AMERICAN LUNG ASSOCIATION. Dust and dust mites. Disponível em: <https://www.lung.org/clean-air/at-home/indoor-air-pollutants/dust-mites>. Acesso em 12 jul 2022
Mostrar bibliografia completa
  • MAYO CLINIC. Atopic dermatitis (eczema). Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/atopic-dermatitis-eczema/symptoms-causes/syc-20353273>. Acesso em 25 set 2019
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Dermatite Atópica. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/dermatite-atopica/59/>. Acesso em 25 set 2019
  • JACINAVICIUS, Fernando C. Ácaros trombiculídeos (Trombidiformes: Trombiculidae) de pequenos mamíferos dos estados de São Paulo e Paraná: estudos morfológicos e investigação da presença de Rickettsia. Tese de Mestrado, 2015. Universidade de São Paulo.
  • SCIENCE DIRECT. Trombiculidae. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/topics/agricultural-and-biological-sciences/trombiculidae>. Acesso em 17 set 2019
  • MEDICAL NEWS TODAY. How to treat and prevent chigger bites. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/315830.php>. Acesso em 17 set 2019
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.