Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

7 hábitos que pioram a caspa

Alguns hábitos como lavar o cabelo com água quente ou passar condicionador na raiz do cabelo contribuem para piorar o quadro de caspa porque estimulam a produção de oleosidade e sebo no couro cabeludo.

A caspa é caracterizada por um excesso de descamação que ocorre principalmente no couro cabeludo, geralmente devido ao excesso de oleosidade, mas que também pode atingir a barba e as sobrancelhas, causando sintomas como coceira, vermelhidão e inflamação.

1. Lavar os cabelos com água muito quente

A água quente resseca o couro cabeludo, fazendo com que o corpo produza mais oleosidade para proteger a pele, o que piora a caspa.

Para evitar este problema, deve-se usar água morna ou fria durante a lavagem do cabelo, e finalizar o banho com uma ducha de água fria na cabeça, pois isso irá diminuir a produção de sebo.

2. Usar qualquer shampoo anticaspa

Muitos shampoos anticaspa deixam o couro cabeludo muito ressecado e acabam estimulando a produção de oleosidade, piorando o problema.

Para fazer uma boa escolha, deve-se procurar produtos que contenham piritionato de zinco, alcatrão, sulfato de selênio ou ácido salicílico, e para os casos mais graves, produtos que contenham antifúngicos, como ciclopirox ou cetoconazol.

Veja uma lista dos melhores shampoos para combater a caspa.

7 hábitos que pioram a caspa

3. Passar condicionador no couro cabeludo

Deixar o condicionar tocar no couro cabeludo estimula a produção de sebo e oleosidade, piorando a caspa. Por isso, é preciso ter o cuidado de passar o condicionador apenas das pontas até a metade do cabelo, podendo subir um pouco mais no caso de cabelos cacheados, mas sempre evitando chegar na raiz dos fios.

4. Usar boné ou gorro

Usar boné, gorro, tiaras e outros objetos na cabeça deixam o couro cabeludo abafado, principalmente se o cabelo estiver molhado ou suado, estimulando a proliferação do fungo que piora a caspa.

Assim, deve-se evitar usar acessórios que não deixam o couro cabeludo respirar, além de evitar prender o cabelo ainda molhado, pois quanto mais rapidamente o cabelo secar, menos irá estimular o crescimento de caspa.

5. Usar produtos químicos

Colocar produtos químicos no cabelo, como tinturas, alisamentos e permanentes, irrita e inflama o couro cabeludo, podendo também causar alergias e descamação da pele, e tudo isto piora a caspa.

Assim, quem sofre com este problema deve evitar fazer tratamentos de beleza que atinjam o couro cabelo e causem irritação.

6. Excesso de gordura na alimentação

O consumo excessivo de alimentos ricos em gordura e açúcar, como carnes vermelhas, alimentos processados, doces e biscoitos recheados, pois estimulam a produção de oleosidade.

Para ajudar no controle, é necessário aumentar o consumo de água, bebendo pelo menos 2 litros de líquidos por dia, consumir mais alimentos integrais, legumes e pelo menos 3 unidades de frutas por dia. Saiba mais sobre como deve ser a alimentação para acabar com a caspa.

7. Lavar pouco o cabelo

Lavar o cabelo só 1 ou 2 vezes por semana faz com que o couro cabeludo fique muito tempo em contato com a oleosidade acumulada, o que favorece a proliferação do fungo da caspa.

Por isso, é importante lavar o cabelo sempre que ele estiver oleoso, mesmo que sejam necessárias lavagens diárias para manter os fios limpos.

O que causa

A caspa é causada pelo excesso de oleosidade que inflama o couro cabeludo e favorece o desenvolvimento do fungo Pityrosporum ovale, provocando uma descamação branca que é a mistura do sebo com células mortas.

No entanto, este problema só ocorre em pessoas que já têm uma tendência genética, e por isso a caspa não é contagiosa.

Veja receitas naturais para combater este problema em: 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...