Anticoncepcional Oral

publicidade

O anticoncepcional oral, também conhecido como pílula anticoncepcional, é o método mais utilizado para evitar a gravidez, pois possui hormônios que são semelhantes àqueles produzidos pelos ovários, fazendo com que a ovulação não ocorra.

Os tipos de anticoncepcional oral existentes são a pílula combinada, que contém estrogênio e progestogênio, e a minipílula, que apenas tem progestogênio.

Alguns nomes comerciais de anticoncepcional são:

  • Selene;
  • Yasmin;
  • Ciclo 21;
  • Yaz;
  • Minima;
  • Microvlar;
  • Cerazette;
  • Diane 35.

​​Algumas pílulas anticoncepcionais também podem ser usadas para diminuir os sintomas de TPM, reduzir o fluxo menstrual e regular o ciclo, sendo que a escolha do anticoncepcional deve ser feita com o ginecologista, de acordo com o perfil da mulher.

Normalmente, o anticoncepcional oral não engorda, mas nos primeiros de uso pode provocar acúmulo de líquidos ou aumento do apetite, pelo que a mulher deve controlar os alimentos ingeridos para evitar aumentar de peso.

Como tomar o anticoncepcional oral

Para tomar o anticoncepcional oral, a mulher deve fazê-lo de forma diária e regular. Os anticoncepcionais que possuem 21 comprimidos requerem uma pausa de 7 dias entre as cartelas, sendo que, nesse intervalo, deve ocorrer um sangramento mais escuro e em menor quantidade do que em uma menstruação normal.

Para tomar o anticoncepcional pela 1ª vez deve-se tomar o 1º comprimido da cartela no 1º dia de menstruação e depois ingerir 1 comprimido por dia, conforme as indicações da cartela, até o último comprimido. Quando estes acabarem, deve-se fazer uma pausa de 7 dias e, no oitavo dia de pausa, iniciar uma nova cartela.

Durante a pausa do anticoncepcional oral, a mulher deverá ficar menstruada, podendo ter relações sexuais sem o risco de engravidar.

Efeitos colaterais do anticoncepcional oral

Durante os primeiros tempos de uso da pílula anticoncepcional poderão ocorrer alguns efeitos adversos, como:

  • Náusea e vômito;
  • Dor de cabeça;
  • Aumento da sensibilidade da mama.

Estas efeitos são reações normais de adaptação do organismo a um novo ambiente hormonal e tende a diminuir com o passar dos meses.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade