Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Varíola: o que é, sintomas e tratamento

A varíola é uma doença infecciosa altamente contagiosa causada pelo vírus pertencente ao gênero Orthopoxvírus, que pode ser transmitido através de gotículas de saliva ou de espirro, por exemplo. Ao entrar no organismo, esse vírus cresce e se multiplica dentro das células, levando ao aparecimento de sintomas como febre alta, dores no corpo, vômitos intensos e aparecimento de bolhas na pele.

Quando ocorre a infecção, o tratamento tem como objetivo reduzir os sintomas da doença e prevenir a transmissão para outras pessoas, podendo também ser indicado o uso de antibióticos para prevenir o aparecimento de infecções bacteriana associadas.

Apesar de ser uma doença grave, altamente contagiosa e que não tem cura, a varíola é considerada erradicada pela Organização Mundial de Saúde devido ao sucesso relacionado à vacinação contra a doença. Apesar disso, a vacinação ainda pode ser recomendada em função do medo associado ao bioterrorismo, sendo importante que seja feita a prevenção da doença.

Vírus da varíola
Vírus da varíola

Sintomas da Varíola

Os sintomas da varíola surgem entre 10 e 12 dias após a infecção pelo vírus, sendo os sinais e sintomas iniciais:

  • Febre alta;
  • Dores musculares no corpo;
  • Dor lombar;
  • Mal estar geral;
  • Vômitos intensos;
  • Náuseas;
  • Dores de barriga;
  • Dor de cabeça;
  • Diarreia;
  • Delírio.

Poucos dias após o surgimento dos sintomas iniciais surgem bolhas na boca, rosto e braços que se espalham rapidamente para o tronco e para as pernas. Essas bolhas podem ser facilmente estouradas e levar à formação de cicatrizes. Além disso, depois de um tempo as bolhas, principalmente as que estão no rosto e no tronco, ficam mais endurecidas e parecem estar aderidas à pele.

Transmissão da Varíola

A transmissão da varíola acontece principalmente por meio da inalação ou contato com saliva das pessoas infectadas pelo vírus. Apesar de ser menos comum, a transmissão também pode se dar através de roupa de uso pessoa ou roupas de cama.

A varíola é mais contagiosa na primeira semana da infecção, mas à medida que são formadas crostas nas feridas, há diminuição da transmissibilidade.

Como é o tratamento

O tratamento da varíola tem como objetivo aliviar os sintomas e evitar infecções bacterianas secundárias, que podem acontecer devido à fragilidade do sistema imunológico. Além disso, é recomendado que a pessoa fique em isolamento para evitar que haja a transmissão do vírus para outras pessoas.

Em 2018 foi aprovado o medicamento Tecovirimat que pode ser usado contra a varíola. Apesar da doença estar erradicada, a sua aprovação aconteceu devido à possibilidade de bioterrorismo.

A prevenção da varíola deve ser feita através da vacina da varíola e evitando o contato com pessoas infectadas ou objetos que tiveram em contato com o doente.

Vacina para Varíola

A vacina para a varíola previne o aparecimento da doença e ajuda a curá-la ou reduz as suas consequências, caso seja administrada até 3-4 dias após o paciente contrair a infecção. Porém, se os sintomas da doença já tiverem surgido, a vacinação pode não ter efeito. 

A vacina para varíola não faz parte do calendário básico de vacinação no Brasil, pois a doença foi considerada erradicada há mais de 30 anos. Porém, os militares e profissionais de saúde podem solicitar a toma da vacina para prevenir possível contágio.

Bibliografia >

  • MANUAL MSD. Varíola. Disponível em: <https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/doen%C3%A7as-infecciosas/v%C3%ADrus-pox/var%C3%ADola>. Acesso em 03 Jul 2019
  • LEVI, Guido Carlos; KALLAS, Esper G. Varíola, sua prevenção vacinal e ameaça como agente de bioterrorismo. Rev Assoc Med Bras. Vol 48. 4 ed; 357-362, 2002
  • CDC. Smallpox. Disponível em: <https://www.cdc.gov/smallpox/index.html>. Acesso em 03 Jul 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem