Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Útero baixo: o que é e sintomas

O útero baixo é caracterizado pela proximidade entre o útero e o canal vaginal, o que pode levar ao surgimento de alguns sintomas, como dificuldade para urinar, corrimento frequente e dor durante a relação sexual, por exemplo.

A principal causa do útero baixo é o prolapso uterino, em que os músculos que sustentam o útero enfraquecem, causando a descida do órgão. O prolapso uterino acontece com mais facilidade em mulheres idosas e naquelas que tiveram vários partos normais ou estão na menopausa.

O útero baixo deve ser diagnosticado pelo ginecologista e ser tratado de acordo com a gravidade, principalmente nas gestantes, já que pode causar dificuldade para andar, prisão de ventre e até mesmo aborto.

Útero baixo: o que é e sintomas

Sintomas do útero baixo

O sintoma normalmente associado ao útero baixo é a dor na região lombar, mas também podem haver outros sintomas como:

  • Dificuldade para urinar ou defecar;
  • Dificuldade para caminhar;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Proeminência da vagina;
  • Corrimento frequente;
  • Sensação de que algo está saindo pela vagina.

O diagnóstico do útero baixo é feito pelo ginecologista por meio de ultrassom transvaginal ou toque íntimo, que também pode ser feito pela mulher de acordo com a orientação do médico.

É importante ir ao ginecologista assim que forem notados os sintomas, pois o útero baixo facilita a ocorrência de infecções urinárias e aumenta a chance de contrair o vírus HPV.

Colo do útero baixo na gravidez

O colo do útero pode estar abaixado na gravidez e é normal quando isso acontece nos últimos dias de gestação, para facilitar o parto. No entanto, se o útero abaixar muito, pode fazer pressão em outros órgãos, como vagina, reto, ovário ou bexiga, causando sintomas como corrimento excessivo, constipação intestinal, dificuldade para andar, aumento da frequência urinária e até mesmo aborto. Por isso é importante realizar o pré-natal, para que se possa saber a posição exata do colo do útero, e ter acompanhamento médico. Conheça os sintomas de gravidez.

Além disso, é normal que o colo do útero fique baixo e duro antes do parto, o que acontece com o objetivo de suportar o peso e impedir a saída antecipada do bebê.

Principais causas

As principais causas do útero baixo são:

  1. Prolapso uterino: Essa é a principal causa de útero baixo e acontece pelo enfraquecimento dos músculos que sustentam o útero, causando sua descida. Esse enfraquecimento normalmente em mulheres mais velhas, porém pode acontecer em mulheres que estão na menopausa ou grávidas. Entenda o que é o prolapso uterino e como tratar.
  2. Ciclo menstrual: É normal haver o rebaixamento do colo do útero durante o ciclo menstrual, principalmente no período em que a mulher não está ovulando.
  3. Hernias: A presença de hérnias abdominais também pode levar ao útero baixo. Saiba como identificar e tratar a hérnia abdominal.

O útero baixo pode dificultar a colocação do Dispositivo Intra Uterino (DIU), por exemplo, devendo ser indicado pelo ginecologista a utilização de outro método contraceptivo. Além disso, pode haver dor durante a relação sexual, que pode ter outras causas alé do útero baixo, devendo ser investigado pelo médico. Saiba o que pode ser e como tratar a dor durante a relação sexual.

Como é feito o tratamento

O tratamento para colo do útero baixo é feito de acordo com a gravidade dos sintomas e pode ser indicado o uso de medicamentos, a realização de cirurgia para reparar ou retirar o útero ou a prática de exercícios para fortalecer os músculos da pelve, os exercícios de Kegel. Saiba como praticar os exercícios de Kegel.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...