Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Principais tratamentos para Hepatite Alcoólica

A principal forma de tratamento para hepatite alcoólica é a eliminação do consumo de álcool, pois diminui a inflamação provocada nas células do fígado e, em alguns casos, pode ser suficiente para melhorar ou até curar a hepatite.

Outras formas de tratamento incluem cuidados alimentares como a reposição de calorias, proteínas e vitaminas, como tiamina e ácido fólico, para a reverter a desnutrição comum nestes casos. O médico também poderá indicar medicamentos para reduzir a inflamação, como corticóides ou outros remédios que ajudam a recuperar o fígado como os anti-TNF ou Pentoxifilina, por exemplo.

A hepatite alcoólica é a inflamação do fígado provocada pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas, pois o álcool é tóxico e provoca alterações no metabolismo deste órgão. Caso não seja tratada adequadamente, a hepatite alcoólica pode se transformar em insuficiência do fígado e cirrose hepática. Confira o que é hepatite alcoólica e como identificar.

Principais tratamentos para Hepatite Alcoólica

Principais formas de tratamento

As formas de tratar a hepatite alcoólica são indicadas pelo gastro ou hepatologista, a depender da gravidade de cada caso. As principais orientações incluem:

1. Abstinência ao álcool

Parar de consumir bebidas alcoólicas, abandonando o alcoolismo, é o principal passo para tratar a hepatite alcoólica. Em muitos casos, há uma melhora significativa da inflamação e do acúmulo de gordura no fígado, que algumas vezes pode ser suficiente para curar a hepatite.

No entanto, em outros casos, a inflamação pode apenas melhorar, com a persistência da doença hepática, sendo necessária a associação de outros tratamentos pelo médico. Mesmo nestes casos, o abandono do consumo do álcool é fundamental para que a doença progrida mais lentamente e para aumentar o tempo de vida.

Saiba mais sobre as principais doenças provocadas pelo álcool

2. Cuidados com a alimentação

É comum existir uma desnutrição, com falta de calorias, proteínas e vitaminas, nas pessoas portadoras de hepatite alcoólica.

Desta forma, é muito importante a orientação do nutricionista, que poderá indicar uma dieta rica em calorias necessárias, que devem ser cerca de 2.000kcal por dia, a ingestão de aminoácidos e proteínas e a suplementação de vitaminas e minerais como tiamina, ácido fólico, vitamina A, vitamina D, piridozina e zinco, por exemplo.

Confira algumas orientações da nossa nutricionista sobre a alimentação durante uma hepatite: 

3. Uso de medicamentos

Alguns medicamentos específicos podem ser indicados pelo médico para o tratamento da hepatite alcoólica, como corticóides, que têm uma ação anti-inflamatória, protegendo as células do fígado contra a ação tóxica do álcool.

Outros medicamentos com ação imune, como o anti-TNF, ou circulatórias, como Pentoxifilina, podem ser indicados. Além disso, remédios como ácido ursodesoxicólico, S-Adenosil-L-Metionina e Fosfatildicolina parecem ter efeitos hepatoprotetores.

Outras terapias têm sido testadas ou podem ser reservadas para casos específicos de hepaite alcoólica, e devem ser sempre indicadas pelo gastro ou hepatologista. 

4. Transplante do fígado

Podem ser candidatos ao transplante hepático os pacientes que têm uma doença hepática que atinge uma fase avançada, que não melhoram com o tratamento clínico, e que evoluem para insuficiência do fígado e cirrose. 

Para entrar na fila do transplante, é indispensável abandonar o consumo do álcool e hábitos como o fumo. Saiba como é a recuperação do transplante de fígado e os cuidados necessários

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar