Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar os principais tipos de Amiloidose

A amiloidose pode produzir diversos sinais e sintomas diferentes e o por isso o seu tratamento deve ser direcionado pelo médico, conforme o tipo da doença que a pessoa possui. 

Para saber os tipos e sintomas desta doença, veja Como identificar a amiloidose.

O médico poderá indicar o uso de remédios, radioterapia, uso de células estaminais, cirurgia para retirada do local afetado pelos depósitos de amiloide e até mesmo um transplante de fígado, rins ou cardíaco, em determinados casos. O objetivo do tratamento é reduzir a formação de novos depósitos e eliminar os depósitos existentes.

A amiloideose é caracterizada pelo depósito da proteína amiloide em alguns locais do corpos, esta proteína é rara e normalmente não se encontra no corpo e não tem nenhuma relação com a proteína que consumimos.

Veja como tratar cada tipo de amiloidose.

Como tratar a Amiloidose Primária ou AL

O tratamento para amiloidose primária varia conforme o comprometimento que a pessoa apresenta mas pode ser feito com uso de remédios como Melfalam e Prednisolona combinados entre si ou com Melfalam IV durante 1 ou 2 anos.

As células estaminais também podem ser úteis e a Dexametasona geralmente é melhor tolerada, por ter menos efeitos colaterais.

Quando há comprometimento renal deve-se usar também diuréticos e meias de compressão para diminuir o inchaço das pernas e pés, e quando a doença afeta o coração pode ser implantado um marcapasso nos ventrículos do coração.

Quando há amiloidose localizada num órgão ou sistema, a concentração de proteínas pode ser combatida com radioterapia ou retirada através de cirurgia. 

Apesar do desconforto que a doença provoca e que os medicamentos podem trazer, sem tratamento, o indivíduo diagnosticado com este tipo de amiloidose pode falecer em 1 ou 2 anos e se houver comprometimento cardíaco, isso pode acontecer em 6 meses.

Como tratar a Amiloidose Secundária ou AA

Este tipo de amiloidose é chamada de secundária porque está relacionada a outras doenças como artrite reumtóide, tuberculose ou febre familiar do mediterrâneo, por exemplo. Ao tratar a doença à que a amiloidose está relacionada, normalmente existe uma melhora dos sintomas e diminuição do depósito de amiloide pelo corpo.

Para o tratamento o médico poderá receitar uso de anti-infamatórios e verificar após algumas semanas a quantidade de proteína amiloide A no sangue, para ajustar a dose do medicamento. Um remédio chamado colchicina também pode ser usado, mas a cirurgia para retirada da região afetada também é uma possibilidade quando os sintomas não melhoram.

Quando a amiloidose está ligada à doença chamada febre familiar do mediterrâneo o remédio colchicina pode ser usado, tendo bom alívio dos sintomas. Sem o devido tratamento a pessoa que possui este tipo de amiloidose pode ter de 5 a 15 anos de vida. No entanto, o transplante de fígado é uma boa opção para controlar os sintomas desagradáveis causados pela doença.

Como tratar a Amiloidose Hereditária

Neste caso, o órgão que costuma ser mais afetado é o fígado e o transplante de fígado é o tratamento mais indicado. Com o novo órgão transplantado não há novos depósitos de amiloide no fígado. Saiba como é a recuperação do transplante e os cuidados que se deve ter aqui

Como tratar a Amiloidose senil

Este tipo de amiloidose está relacionada ao envelhecimento e neste caso, o coração é o mais afetado e pode ser necessário recorrer a um transplante cardíaco. Veja como é a vida após o transplante de coração.

Conheça outras formas de tratamento para amiloidose senil quando esta doença afeta o coração clicando aqui.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...