Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento da eclâmpsia

A eclâmpsia, ao contrário da hipertensão arterial comum, não responde aos diuréticos nem a uma dieta pobre em sal, dessa forma, o tratamento se restringe a:

  • Internamento hospitalar e administração venosa de sulfato de magnésio;
  • Ingerir mais água;
  • Fazer repouso na cama em decúbito lateral esquerdo para melhorar o fluxo de sangue para o bebê.

Um exame clínico deve ser realizado diariamente a cada 6h para controle e na persistência do problema o parto deve ser induzido o mais breve possível. Eclâmpsia é a complicação da pré-eclâmpsia e a gestante tem indicação absoluta de internamento hospitalar e de interrupção da gestação, como única forma de resolver o quadro de convulsões provocado pela eclâmpsia.

Após o parto, a mulher é controlada rigorosamente e quando observada a ocorrência de sinais de eclâmpsia a hospitalização pode durar desde alguns dias até semanas, dependendo da gravidade do problema e das possíveis complicações.

Link útil:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...