Pimenta: 6 benefícios, tipos e como consumir

outubro 2022
  1. Benefícios
  2. Informação nutricional
  3. Tipos e como usar
  4. Receitas

A pimenta é um fruto rico em antioxidantes, vitamina C, vitamina A e compostos alcaloides, que proporcionam diversos benefícios à saúde, como promover a perda de peso, manter a saúde do coração e aumentar as defesas, devido às suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antimicrobianas.

Além disso, a capsaicina, um composto bioativo presente na pimenta, também pode ser usado como repelente na agricultura, na pecuária e na indústria farmacêutica. Conheça outros repelentes naturais.

Existem diferentes tipos desse fruto como pimenta-do-reino, pimenta-de-cheiro, pimenta caiena e pimenta dedo-de-moça, por exemplo, que variam na forma, cor, sabor e grau de picância, e que podem ser usadas na forma fresca, seca ou em pó para temperar vários pratos.

Principais benefícios da pimenta

A pimenta possui ação antioxidante, anti-inflamatória e antimicrobiana. Por isso, os principais benefícios da pimenta para a saúde são:

1. Promover a perda de peso

A pimenta possui capsaicina, um composto bioativo que acelera o metabolismo e aumenta a temperatura corporal, ajudando na queima de calorias e promovendo a perda de peso.

Além disso, a pimenta também contém vitaminas do complexo B, que estão diretamente relacionadas com a regulação do metabolismo.

2. Aumentar a libido

A pimenta aumenta a frequência cardíaca, a temperatura corporal e a circulação de sangue, favorecendo a libido. Além disso, a capsaicina presente esse fruto também atua no sistema nervoso central, estimulando a liberação de endorfina, um  hormônio que estimula a sensação de prazer, bem estar e felicidade.

3. Fortalecer o sistema imunológico

A vitamina C presente na pimenta fortalece o sistema imunológico, pois ajuda a melhorar a multiplicação das células de defesa do organismo; diminui o estresse oxidativo; e favorece a produção de glóbulos brancos, conhecidos como linfócitos e fagócitos, ajudando a combater microrganismos.

Além disso, a pimenta também contém vitamina A e carotenóides que ajudam a fortalecer o sistema imunológico.

4. Manter a saúde do coração

A pimenta ajuda a manter a saúde do coração, porque a capsaicina possui ação anti-inflamatória e antioxidante, ajudando a diminuir os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue e reduzindo, assim, o risco de doenças como AVC, aterosclerose e infarto.

Além disso, a vitamina C presente na pimenta também ajuda a relaxar e melhorar as funções dos vasos sanguíneos, regulando a pressão arterial e prevenindo a pressão alta.

5. Regular o açúcar no sangue

A capsaicina, o principal componente da pimenta, tem sido relacionada com o controle do metabolismo da glicose, ajudando na redução dos níveis de açúcar no sangue e estimulando a liberação de insulina, sendo uma excelente opção para prevenir e controlar a diabetes.

6. Potente antioxidante e anti-inflamatório

Os compostos bioativos e nutrientes da pimenta possuem propriedades antioxidantes, que ajudam a prevenir o envelhecimento precoce e alguns tipos de câncer, como mama, próstata, pulmão e pâncreas, por exemplo. Isto porque segundo alguns estudos [3] [4], a pimenta tem elevada capacidade de combater os radicais livres, destruir e impedir a multiplicação de células tumorais.

Além disso, a capsaicina, os flavonoides e os compostos fenólicos presentes na pimenta também possuem ação anti-inflamatória, ajudando no tratamento de dores associadas à artrite, psoríase ou neuropatia diabética.

Veja com a nutricionista Tatiana Zanin, outros benefícios da pimenta:

Tabela de informação nutricional

A tabela abaixo traz a informação nutricional para 100g de pimenta-do-reino branca e preta:

Componentes

Pimenta-do-reino preta (100g)

Pimenta-do-reino branca (100g)

Energia

304 calorias

306 calorias

Carboidratos

44,5 g

48,3 g

Fibras

25,9 g

26,2 g

Proteínas

10,7 g

10,4 g

Gorduras

3,3 g

2,1 g

Vitamina A

55 mcg

Caroteno

329 mcg

Cálcio

440 mg

270 mg

Fósforo

170 mg

180 mg

Potássio

1290 mg

73 mg

Magnésio

180 mg

90

Para se obter os benefícios da pimenta, é fundamental manter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos regularmente.

Tipos de pimenta e como usar

Os tipos de pimenta variam de acordo com o tamanho, a cor, o sabor e a picância que elas trazem. A pimenta pode ser consumida ao natural, desidratada ou em pó, no preparo de diversos pratos culinários, como ensopados, doces, molhos e sopas.

Os principais tipos de pimenta são:

  • Pimenta-do-reino-rosa: esse tipo de pimenta é o grão maduro da pimenta-do-reino, que tem um sabor suave e aroma intenso, podendo ser usada em carnes vermelhas, molhos, saladas e para aromatizar sorvetes e chocolate;
  • Pimenta-do-reino-preta: pode ser usada como tempero para todos os tipos de pratos.
  • Caiena: usada principalmente no preparo de molhos e conservas;
  • Pimenta-de-cheiro: uma pimenta com picância média e muito aromática, sendo indicada principalmente para temperar conservas, cozidos e ensopados;
  • Pimenta malagueta: possui alto teor de picância, podendo ser usada para temperar carnes, peixes e acarajé, um prato típico da Bahia;
  • Pimenta caiena: é uma mistura de outros tipos de pimenta, como malagueta, dedo-de-moça e chifre-de-veado. Sendo bem picante é usada em receitas de carnes, peixes, sopas, omeletes ou também para preparar molhos;
  • Dedo-de-moça: conhecida também como pimenta calabresa, a picância dessa pimenta varia de suave a média e pode ser usada para temperar conservas, molhos ou saladas;
  • Pimenta biquinho: por ter sabor muito leve e possuir pouca picância, é uma pimenta muito usada em receitas como peixes, saladas, molhos e geleias.

Quanto mais forte o sabor da pimenta, maior é o conteúdo de capsaicina, composto que está presente principalmente nas sementes e nas nervuras da casca da pimenta.

É importante lembrar que apesar de trazer benefícios para a saúde, o uso excessivo de pimentas pode irritar o intestino e piorar os sintomas de úlceras, gastrites e hemorroidas.

Receitas saudáveis com pimenta

Algumas receitas saudáveis e saborosas com a pimenta incluem geleias e conservas:

1. Pimenta em conserva

Ingredientes:

  • 300 g de pimentas variadas;
  • 300 ml de vinagre de álcool branco;
  • 2 colheres de sopa de sal;
  • Folhas de louro a gosto;
  • Alho a gosto.

Modo de Preparo:

Passar óleo ou azeite nas mãos para evitar que a picância da pimenta passe para a pele. Lavar e secar bem as pimentas, colocando-as em camadas em um pote de vidro lavado e fervido. Acrescentar as folhas de louro e os dentes de alho inteiros.

Em outro recipiente, misturar o vinagre e o sal, e colocar no vidro sobre as pimentas. Tampar bem e usar a conserva quando desejar.

2. Geleia de pimenta

Ingredientes:

  • 4 pimentas-dedo-de-moça picadas e sem sementes;
  • 1 maçã sem casca e sem sementes, ralada;
  • Suco de 1 limão;
  • 1 dente de alho;
  • ¾ de xícara de chá de açúcar mascavo;
  • 1 canela em pau;
  • ½ xícara de água;
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo:

Colocar todos os ingredientes em uma panela e misturar bem. Levar ao fogo médio e, quando levantar fervura, abaixar o fogo e deixar cozinhar por 10 minutos. Aguardar amornar, retirar o alho e a canela e servir.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em outubro de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • CHAKRABARTY Swapan; et al. Nutritional Benefits and Pharmaceutical Potentialities of Chili: A Review. Fundamental and Applied Agriculture. 2. 2; 227-232, 2017
  • HUEI Suk; et al. Capsaicin: Current Understanding in Therapeutic Effects, Drug Interaction, and Bioavailability . Malaysian Journal of Medicine and Health Sciences. 16. 216-224, 2020
Mostrar bibliografia completa
  • CHAKRABARTY Swapan; et al. Nutritional Benefits and Pharmaceutical Potentialities of Chili: A Review. Fundamental and Applied Agriculture. 2. 2; 227-232, 2017
  • AZLAN Azrina; SULTANA Sharmin; et al. Antioxidant, Anti-Obesity, Nutritional and Other Beneficial Effects of Different Chili Pepper: A Review. Molecules. 27. 1-11, 2022
  • COMPOSIÇÃO DE ALIMENTOS. Plataforma Portuguesa de Informação Alimentar. Disponível em: <http://portfir.insa.pt/>. Acesso em 06 out 2022
  • A influência dos alimentos afrodisíacos no desejo sexual: revisão integrativa. Research, Society and Development. Vol.10. 16.ed; BRANCA, M, C, P, Samara et al, 2021
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • PIMENTA faz bem e ajuda a emagrecer

    05:27 | 69599 visualizações