Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas causados pela Leptospirose

Os sintomas de leptospirose surgem de forma súbita, de 7 a 14 dias após o contato com a bactérias Leptospira​, presente na urina de ratos de esgotos. Os primeiros sintomas da leptospirose são:

  • Febre acima de 38ºC;
  • Dor de cabeça;
  • Calafrios;
  • Dores musculares, principalmente na panturrilha, costas e abdômen;
  • Perda do apetite, náuseas, vômito e diarreia.

Se o tratamento não for realizado podem surgir complicações como pele e olhos amarelados, insuficiência renal e hemorragias surgindo tosse e catarro com sangue, que podem indicar hemorragia pulmonar.

O médico faz o diagnóstico da leptospirose com base nos exames de sangue e de urina que indentificam a bactéria causadora, mas ele também pode solicitar outros exames como raio-x de tórax e tomografia para avaliar se os órgãos foram afetados e se existem outras complicações.

Quando ir no médico

Deve-se ir no médico sempre que surgirem sintomas como febre alta que surge de repente e outros sintomas ao mesmo tempo. Não se deve tomar nenhum remédio para tentar baixar a febre porque o médico precisa saber a temperatura corporal quando a pessoa chega na consulta ou no hospital e porque certos medicamentos aumentam as chances de hemorragias, como é o caso da Aspirina, por exemplo.

O que dizer para o médico

Deve-se dizer para o médico os sintomas que estão presentes, quando eles começaram e a sua intensidade. Além disso o médico precisa saber com o que a pessoa trabalha ou estuda porque existem doenças que são mais comuns em determinadas profissões.

Como a pessoa pega leptospirose

Geralmente, a transmissão da leptospirose é feita através do contato com água contaminada com urina de animais capazes de transmitir a doença e, por isso, é frequente durante as enchentes. Mas a doença também pode ocorrer em pessoas que entram em contato com o lixo, terrenos baldios, entulhos e águas paradas porque a bactéria pode permanecer viva durante 6 meses em locais húmidos ou molhados.

Assim, a pessoa pode se contaminar ao pisar em poças de águas nas ruas, limpar terrenos baldios, mexer no lixo acumulado, frequentar o lixão da cidade, sendo comum em pessoas que trabalham como empregadas domésticas, pedreiros e lixeiros, embora qualquer pessoa possa ser contaminada ao entrar em contato com a água ou objetos contaminados com água de chuvas e enchentes. A água salgada do mar não transmite essa doença porque o sal impossibilita a vida da bactéria.

Como se trata

O tratamento para leptospirose pode ser indicado por um clínico geral e, normalmente, é feito em casa com a toma de antibióticos, como Amoxacilina ou Doxiciclina, por pelo menos 7 dias. Para aliviar a dor e os desconforto o médico também poderá indicar a toma de Paracetamol, mas todos os remédios que contenham ácido aceteil salicílico em sua composição não devem ser usados porque podem causar hemorragias, assim como acontece na dengue. Veja alguns exemplos destes remédios clicando aqui.

Além disso, é importante ficar de repouso e beber bastante água para se recuperar mais rápido e por isso o ideal é que a pessoa não trabalhe e não frequente a escola, se possível.

Como a doença não passa de uma pessoa para outra não é preciso evitar o contato do doente com os outros, e sua urina e fezes não causam contaminação.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...