Como identificar os sintomas de hipertireoidismo

Médica de Saúde Familiar
Abril 2020

Os sintomas de hipertireoidismo são principalmente nervosismo, irritabilidade, perda de peso e aumento da transpiração e dos batimentos cardíacos, o que acontece devido ao aumento do metabolismo corporal que é regulado pelos hormônios produzidos pela tireoide e que, no caso de hipertireoidismo, encontram-se em excesso circulantes no organismo.

No início, essa doença pode ser confundida com nervosismo e hiperatividade devido ao estresse do cotidiano, o que atrasa o diagnóstico adequado. No entanto, com o passar do tempo o corpo fica esgotado, causando uma sensação de desgaste e cansaço constante.

Assim, caso sejam percebidos qualquer sinal ou sintoma que sejam indicativos de hipertireoidismo, é importante que a pessoa vá ao clínico geral ou ao endocrinologista para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento, caso haja necessidade.

Sinais e sintomas de hipertireoidismo

Os sinais e sintomas de hipertireoidismo surgem devido à produção desregulada de hormônios pela tireoide, promovendo alterações no metabolismo que podem ser verificadas através de:

  • Nervosismo, ansiedade, inquietação;
  • Perda de peso, apesar do apetite aumentado;
  • Suor excessivo;
  • Menstruação irregular;
  • Palpitações cardíacas;
  • Tremores nas mãos;
  • Sensação de calor mesmo em ambiente frio;
  • Dificuldade para dormir e para se concentrar;
  • Cabelos finos e quebradiços;
  • Fraqueza muscular;
  • Diminuição da libido;
  • Náuseas e aumento do número de evacuações intestinais;
  • Inchaço das pernas e dos pés.

O hipertireoidismo pode ter diversas causas, no entanto está na maioria das vezes relacionada com a doença de Graves e, nesses casos, podem também ser identificados sintomas como olhos salientes e inchaço na parte inferior da garganta, por exemplo. Conheça outras causas de hipertireoidismo e veja como é feito o diagnóstico.

Fatores de risco

Alguns fatores aumentam o risco de ter hipertiroidismo, como ter mais de 60 anos de idade, ter estado grávida a menos de 6 meses, ter tido problemas anteriores na tireoide ou histórico familiar de doenças nessa glândula, ter anemia perniciosa, consumir muitos alimentos ou medicamentos ricos em iodo, como Amiodarona, ou ter problemas de fibrilação atrial no coração.

Assim na presença dos sintomas de hipertireoidismo, especialmente quando se tem algum fator de risco para esta doença, deve-se procurar o médico para identificar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado, que é recomendado pelo médico de acordo com os sintomas apresentados e níveis de hormônios o sangue. Entenda como é feito o tratamento para hipertireoidismo.

Saiba como a alimentação pode ajudar a prevenir e controlar problemas na tireoide assistindo ao vídeo a seguir:

[video]

Esta informação foi útil?   

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.
Fechar
Obrigado pela sua mensagem.
Informação do autor:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Bibliografia

  • DEPARTAMENTO DE TIREOIDE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA. Hipertireoidismo: Sintomas. Disponível em: <http://www.tireoide.org.br/hipertireoidismo-sintomas/>. Acesso em 28 Abr 2020
  • HOSPITAL UNIVERSITÁRIO - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Protocolo de Hipertireoidismo/ Tireotoxicose (no adulto). Disponível em: <http://www.hu.ufsc.br/setores/endocrinologia/wp-content/uploads/sites/23/2015/01/PROTOCOLO-DE-HIPERTIREOIDISMO-NO-ADULTO-OK-06-de-agosto.pdf>. Acesso em 28 Abr 2020