Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar o bicho-de-pé

O bicho-de-pé é um tipo de pulga, a Tunga penetrans, que é capaz de penetrar na pele, especialmente quando se anda descalço na rua, em terrenos baldios, na praia, gramados ou parques infantis contaminados, por exemplo.

Os sintomas de bicho-de-pé podem surgir assim que o parasita penetra a pele, sendo normalmente percebida uma dor leve no local, além de vermelhidão e, alguns casos, coceira no local em que o parasita entrou. Embora estes sinais sejam mais comuns nos pés, o bicho-de-pé também pode penetrar a pele em outros locais, principalmente quando se esteve deitado em cima de terra ou areia ou esteve em contato com algum animal de estimação infectado, por exemplo.

Como identificar o bicho-de-pé

Sintomas de bicho de pé

Os sintomas de bicho de pé podem surgir assim que o parasita penetra a pele, sendo percebida uma pequena mancha avermelhada e leve dor local. Em seguida, os sintomas podem tornar-se mais evidentes, sendo possível observar:

  • Aparecimento de uma pequena ferida na pele com um pontinho preto sob a pele com 4 a 10 mm;
  • Pele mais clara em volta do pontinho preto;
  • Coceira intensa no local de penetração;
  • Dor no local da ferida;
  • Vermelhidão e inchaço na região que o parasita entrou;
  • Pode haver a presença de secreção transparente ou amarelada.

É comum que os sintomas apareçam na parte debaixo dos pés, ao redor das unhas ou no espaço entre os dedos, mas o parasita pode penetrar a mão ou qualquer outro local do corpo dependendo de como ocorre o contato com o solo, que é o local em que esse parasita pode ser encontrado. Saiba como se pega o bicho-de-pé.

Como evitar a infecção

A pulga que provoca este problema na pele normalmente está presente em locais com areia ou terra quente e seca, por isso, a melhor forma de evitar a infecção consiste em evitar andar descalço na praia, em jardins ou no gramado. Além disso, quando se vai para regiões onde existe este tipo de pulga é aconselhado passar um inseticida na pele para evitar que elas possam saltar e grudar-se na pele.

É importante também que os animais de estimação, como gatos e cachorros, sejam levados ao veterinário de forma regular, pois podem ser infectados pela pulga responsável pelo bicho-de-pé mais facilmente e, assim, transmitir a doença para as pessoas.

Se tem este sintomas, veja como se livrar do bicho-de-pé rapidamente.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar