Serotonina alta: sintomas, o que pode ser (e como tratar)

Atualizado em fevereiro 2024

A serotonina alta pode causar sintomas como irritação, ansiedade, diarreia e tremores, podendo ser provocada por situações como altas doses de medicamentos antidepressivos, suplementos naturais ou tumor carcinoide gastrointestinal, um tipo de câncer no intestino.

A serotonina é um neurotransmissor produzido a partir do aminoácido triptofano, que atua no cérebro, podendo também ser encontrada no sistema digestivo e nas plaquetas do sangue. A serotonina atua regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade e funções cognitivas.

Leia também: Serotonina: o que é, para que serve e quando está baixa tuasaude.com/serotonina

Na presença de sintomas que possam indicar serotonina alta, é aconselhado consultar o clínico geral, para avaliar as possíveis causas e recomendar o tratamento mais adequado, que inclui o ajuste na dosagem dos remédios antidepressivos ou a administração de soro e de medicamentos, como sedativos e bloqueadores da serotonina, por exemplo.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de serotonina alta

Os principais sintomas de serotonina alta são:

  • Irritação;
  • Agitação;
  • Tremores;
  • Febre;
  • Vermelhidão;
  • Pressão alta;
  • Diarreia.

Em casos mais graves, a serotonina alta também pode causar alteração nos batimentos do coração, convulsões, perda da consciência e coma, sintomas que estão relacionados com a síndrome serotoninérgica, uma condição grave que pode afetar o cérebro, os músculos e os órgãos do corpo, podendo levar ao óbito.

Leia também: Síndrome serotoninérgica: o que é, sintomas e tratamento tuasaude.com/sindrome-serotoninergica

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da serotonina alta é feito pelo clínico geral, através da avaliação dos sintomas apresentados e do histórico de saúde da pessoa.

Se deseja confirmar o risco de serotonina alta, marque uma consulta com o clínico geral mais próximo de você:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Clínicos Gerais e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Para confirmar o diagnóstico, o médico também solicita alguns exames laboratoriais, como hemograma completo, eletrólitos, creatinina e nitrogênio da ureia no sangue, creatinofosfoquinase, transaminases hepáticas, estudos de coagulação sanguínea, exame de urina e punção lombar.

Possíveis causas

As possíveis causas da serotonina alta são:

  • Altas doses de medicamentos antidepressivos, como imipramina, fluoxetina, citalopram, sertralina, venlafaxina e bupropiona;
  • Suplementos naturais, como ginseng e erva-de-são-joão;
  • Uso de drogas ilícitas, como cocaína, anfetaminas, LSD e ecstasy.

A serotonina alta também pode estar relacionada com o tumor carcinoide gastrointestinal, um tipo de câncer que surge nas células que formam o hormônio no intestino e que produzem esse neurotransmissor. Conheça os diferentes tipos de câncer de intestino.

Como é feito o tratamento

O tratamento da serotonina alta deve ser feito pelo clínico geral, que, nos casos de sintomas leves, poderá interromper ou ajustar a dose dos medicamentos ou suplementos prescritos.

Já em casos de sintomas moderados a graves, o tratamento deve ser feito no hospital, através da administração de soro na veia e de medicamentos, como sedativos, antipsicóticos, anti-hipertensivos e bloqueadores da serotonina.

Vídeos relacionados