É possível engravidar sem penetração?

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
outubro 2021

A gravidez sem penetração é possível, mas é muito difícil de acontecer, pois, na maioria das vezes, a quantidade de esperma que entra em contato com o canal vaginal é muito reduzida, o que dificulta a fecundação do óvulo.

Além disso, os espermatozoides têm menor mobilidade fora do corpo e conseguem sobreviver apenas por alguns minutos. Ainda assim, se o ambiente estiver mais quente e úmido, o espermatozoide pode durar mais tempo.

Para que a gravidez sem penetração seja possível, é preciso que a mulher não esteja fazendo uso de nenhum contraceptivo e que a ejaculação aconteça perto da vagina, dessa forma há uma chance mínima de que o esperma entre no canal vaginal e exista quantidade de espermatozoides viáveis para fecundar o óvulo.

Quando existe maior risco

Para que haja chance de gravidez sem penetração é preciso que a mulher não esteja fazendo uso de qualquer método contraceptivo. Algumas situações podem aumentar o risco de engravidar sem que haja penetração, como:

  • Após a ejaculação, colocar o dedo ou objetos que tiveram contato com o esperma dentro da vagina;
  • O parceiro ejacular perto da vagina, ou seja, perto ou em cima da virilha, por exemplo;
  • Colocar o pênis ereto em alguma região do corpo perto do canal vaginal.

Além dessas situações o coito interrompido, que consiste na retirada do pênis da vagina antes que haja ejaculação, também pode representar risco de gravidez, pois mesmo que não haja ejaculação durante a penetração, o homem pode possuir uma pequena quantidade de espermatozoides na uretra, de uma ejaculação anterior, que pode chegar ao óvulo, fecundar e resultar na gravidez. Saiba mais sobre o coito interrompido.

Ainda é questionável a possibilidade de gravidez quando se utiliza roupa íntima e não ocorre penetração, já que ainda não se sabe de fato se os espermatozoides conseguem ultrapassar o tecido e chegar até o canal vaginal. Além disso, a ejaculação durante o sexo anal pode levar à gravidez se o líquido escorrer até a região vaginal, no entanto, normalmente essa prática não expõe a mulher ao risco de gravidez, já que não possui comunicação entre o ânus e a vagina, no entanto pode predispor tanto a mulher quanto o homem a infecções sexualmente transmissíveis (IST's).

Como não engravidar

A melhor forma de prevenir a gravidez é utilizando um método contraceptivo, como camisinha, pílula anticoncepcional, DIU ou diafragma, por exemplo, pois são as formas mais seguras para impedir que o espermatozoide consiga chegar ao óvulo. Veja como escolher o melhor método anticoncepcional.

No entanto, apenas a camisinha e o preservativo feminino são capazes de evitar uma gravidez e prevenir a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis e, por isso, são os métodos mais indicados para quem tem mais do que um parceiro sexual, por exemplo.

Assista o vídeo seguinte e saiba como usar corretamente o preservativo, para evitar uma gravidez não desejada e a transmissão de IST's:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em outubro de 2021. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em agosto de 2016.

Bibliografia

  • LAMPIAO, F. Coitus Interruptus: Are there spermatozoa in the pre-ejaculate?. International Journal of Medicine and Biomedical Research. International Journal of Medicine and Biomedical Research. Vol 3. 1 ed; 1-4, 2014
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • COMO COLOCAR A CAMISINHA CORRETAMENTE

    08:15 | 836834 visualizações