Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Óleo de Rícino: o que é, para que serve e como usar

Agosto 2019

O óleo de rícino é extraído de uma planta medicinal conhecida como Mamona, Carrapateiro ou Bafureira e é utilizado popularmente para tratar vários problemas de saúde como atrite, caspa, prisão de ventre e promover a hidratação da pele e cabelos.

O seu nome cientifico é Ricinus communis e pode ser encontrado em algumas lojas de produtos naturais, alguns supermercados, lojas online e farmácias de manipulação, sendo que um dos seus nomes mais populares no mercado é Laxol, que custa em média R$25,00. Saiba mais sobre o óleo de rícino (Laxol).

Óleo de Rícino: o que é, para que serve e como usar

Para que serve e benefícios

O óleo de Rícino possui propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, antioxidante, antimicrobiana e laxante. Além disso, este óleo é rico em ácido linoleico, vitamina E, ácidos graxos e sais minerais, possuindo grande poder de limpeza e hidratação da pele e couro cabeludo, por exemplo.

Assim, os principais benefícios do uso do óleo de Rícino são:

  1. Hidratação da pele, garantindo aspecto mais macio, devido à eliminação de radicais livres e estimulação da produção de elastina e colágeno, retardando o aparecimento de linhas de expressão;
  2. Hidratação do couro cabeludo e combate à queda e quebra dos fios;
  3. Regulação do intestino, devido à sua propriedade laxante, podendo ser usado para tratar problemas digestivos, como a prisão de ventre, por exemplo;
  4. Prevenção e combate de infecções por bactérias ou fungos, devido à sua capacidade antimicrobiana;
  5. Combate à caspa e piolhos;
  6. Diminuição das dores e desconfortos causados pela artrite, artrose e gota, por exemplo, já que é analgésico e anti-inflamatório;

Além disso, o óleo de rícino pode ainda ser utilizado para aliviar o prurido e erupções cutâneas na pele.

Atualmente, o óleo de rícino é principalmente utilizado para melhorar a saúde dos cabelos, promover seu crescimento e mantê-lo hidratado. Apesar de serem descritos resultados relacionados ao seu crescimento, não há estudos científicos que comprovem esse efeito. No entanto, a melhora de hidratação do couro cabeludo pode contribuir para esse efeito.

Veja como usar o óleo de rícino para a pele e cabelos.

Como usar

O óleo de Rícino é extraído das folhas e sementes da mamona e é utilizado de acordo com a sua finalidade:

  • Para hidratar os cabelos: pode ser aplicado diretamente no couro cabeludo ou colocado em uma máscara para hidratação;
  • Para hidratar a pele: pode ser aplicado diretamente na pele, massageando-a delicadamente;
  • Para tratar prisão de ventre: tomar 1 colher de sopa de óleo de rícino por dia.

O óleo pode ainda ser usado no combate à pedra na vesícula, mas é recomendado consultar um gastroenterologista ou um fitoterapeuta para orientar sobre o seu uso. Veja outras opções de remédio caseiro para pedra na vesícula.

Possíveis efeitos colaterais 

O uso indiscriminado do óleo de rícino pode provocar cólicas intensas, náuseas, vômitos e desidratação. Além disso, se aplicado em grandes quantidades na pele ou no couro cabeludo, pode causar irritação ou levar ao aparecimento de manchas caso a região fique muito tempo exposta ao sol.

As folhas e as sementes da mamona são tóxicas, devendo ser usado somente sob orientação médica.

Contraindicações

O uso do óleo de Rícino é contraindicado para crianças pequenas, pessoas que possuem cólon irritável e obstrução intestinal, lactantes e mulheres grávidas, já que esse óleo pode induzir o parto.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem