Prostatectomia: o que é, indicações, tipos (e como é feita)

Atualizado em novembro 2023

A prostatectomia é uma cirurgia em que é feita a retirada completa (prostatectomia radical) ou parcial da próstata e, normalmente, é indicada para o tratamento de alguns casos de hiperplasia prostática benigna ou câncer de próstata.

A próstata é um órgão que faz parte do sistema genital masculino e é responsável pela produção de um fluido que protege e nutre os espermatozoides no sêmen. Entenda melhor o que é a próstata e sua função.

Em caso de dúvidas sobre a prostatectomia, é recomendado consultar um urologista, que é o médico mais indicado para esclarecer as indicações e riscos da cirurgia, assim como o tipo de prostatectomia mais indicado para cada caso.

Imagem ilustrativa número 1

Quando é indicada

A prostatectomia normalmente é indicada para o tratamento de alguns casos de hiperplasia prostática benigna e câncer de próstata, quando o tumor ainda não se espalhou para fora da próstata, após uma avaliação detalhada feita pelo urologista.

Caso deseje marcar uma consulta, é possível encontrar o urologista mais próximo de você utilizando a ferramenta abaixo:  

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Urologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Preparo para prostatectomia

Para se preparar para a prostatectomia é importante conversar com o urologista para esclarecer todas as dúvidas sobre a cirurgia e realizar os exames pré-operatórios indicados pelo médico, como hemograma e eletrocardiograma.

A pessoa também deve informar ao médico seus problemas de saúde, incluindo alergias, e medicamentos que toma, podendo ser indicado interromper o uso de anticoagulantes por alguns dias antes da prostatectomia de acordo com a orientação do médico.

Além disso, normalmente é indicado um jejum absoluto de pelo menos 8 horas antes da cirurgia. Assim, neste período, a pessoa não deve comer nem ingerir líquidos.

Como é feita

A prostatectomia normalmente é feita pelo urologista, no hospital e sob anestesia geral. Portanto, a pessoa normalmente não sente dor e dorme durante o procedimento. Pode ser feita por uma cirurgia aberta ou laparoscópica e demorar entre 2 a 4 horas. Saiba o que é laparoscopia e quando é indicada.

Durante a prostatectomia, pode ser removida apenas uma parte da próstata, chamada de prostatectomia simples, ou todo o órgão, também conhecida como prostatectomia radical. Especialmente na prostatectomia radical, algumas vezes, as glândulas seminais e linfonodos também são retirados.

Tipos de prostatectomia

Os principais tipos de prostatectomia são:

1. Prostatectomia radical laparoscópica

É um tipo de prostatectomia em que a remoção da próstata é feita usando ferramentas especiais e um fino tubo com uma câmera acoplada, que são inseridos no abdome por meio de pequenos furos na pele.

2. Prostatectomia radical robótica

A prostatectomia radical robótica é feita com o auxílio de um robô que é controlado pelo cirurgião por um controle remoto e é semelhante à prostatectomia feita por via laparoscópica.

3. Prostatectomia transvesical

A prostatectomia transvesical é um tipo de prostatectomia em que é feito um corte na parte inferior do abdome e na parede da bexiga para retirar uma parte da próstata.

4. Prostatectomia radical aberta

A prostatectomia radical aberta é um tipo de prostatectomia que é feito com o uso de um bisturi para se realizar os cortes e chegar até a próstata. O corte inicial pode ser feito na parte inferior do abdome, sendo chamada de prostatectomia radical retropúbica, ou entre o ânus e a bolsa escrotal, conhecida como prostatectomia radical perineal. 

Recuperação após prostatectomia

Após a prostatectomia, é comum permanecer internado no hospital por até 4 dias para que seja acompanhado o período inicial da recuperação e pode demorar cerca de 4 a 6 semanas para que se possa retornar às tarefas habituais. 

Nos primeiros dias, pode ser necessária uma dieta líquida até que o corpo comece a aceitar alimentos sólidos. Também é comum a pessoa precisar usar uma sonda para urinar por 2 a 14 dias, dependendo do tipo de prostatectomia feita, para permitir a recuperação da bexiga. 

É recomendado evitar esforços físicos e relações sexuais, especialmente nas primeiras semanas, de acordo com a orientação do médico. Mesmo após o período de recuperação, a melhora completa da função erétil normalmente demora de 6 a 12 meses.

Possíveis riscos

Os principais riscos da prostatectomia são:

  • Menor produção ou ausência de sêmen;
  • Incontinência urinária;
  • Dificuldade de ereção;
  • Infecção no local da cirurgia;
  • Hematoma na pele;
  • Trombose venosa;
  • Sangramentos.

No entanto, embora alguns homens possam notar alteração na produção de sêmen ou desenvolver disfunção erétil após a prostatectomia, ainda é possível ter o orgasmo e outras sensações prazerosas durante as relações.