Posição cefálica: o que é e como saber se o bebê encaixou

novembro 2022

Posição cefálica é quando o bebê se encontra com a cabeça virada para baixo e apontada para o canal vaginal. Essa é a posição mais favorável para que o parto vaginal decorra sem complicações. 

Além de estar de cabeça para baixo, o bebê pode ainda estar virado para as costas da mãe ou para a barriga da mãe, que é a posição mais comum.

Geralmente, o bebê vira sem problemas por volta da 35º semana, porém, em alguns casos, pode não virar e ficar de cabeça para cima ou deitado na transversal, sendo necessário realizar uma cesárea ou um parto pélvico. Saiba como é o parto pélvico e quais os riscos.

Como saber se o bebê encaixou

Algumas grávidas podem não detetar qualquer sinal ou sintoma, porém, prestando alguma atenção, existem alguns sinais de que o bebê se encontra na posição cefálica, que podem ser facilmente percebidos, como:

  • Movimento das pernas do bebê em direção à caixa torácica;
  • Movimento das mãos ou braços na parte inferior da pélvis;
  • Soluços na parte inferior da barriga;
  • Aumento da frequência para urinar, devido a uma maior compressão da bexiga;
  • Melhora de sintomas como azia e falta de ar, porque a compressão na região do estômago e do pulmões é menor.

Além disso, a grávida também pode ouvir o batimento cardíaco do bebê, perto da parte inferior da barriga, através de um doppler fetal portátil, o que também é um sinal de que o bebê está de cabeça para baixo. Saiba o que é e como usar o doppler fetal portátil.

Embora os sintomas possam ajudar a mãe a perceber que o bebê virou de cabeça para baixo, a melhor forma de o confirmar é através da realização de um ultrassom e de um exame físico, durante uma consulta com o obstetra.

E se o bebê não virar de cabeça para baixo?

Embora seja raro, em alguns casos, o bebê pode não virar de cabeça para baixo até à 35ª semana de gravidez. Algumas das causas que podem aumentar o risco disso acontecer são a existência de gravidezes anteriores, alterações na morfologia do útero, ter líquido amniótico insuficiente ou em excesso ou estar grávida de gêmeos. 

Perante esta situação, o obstetra pode recomendar a realização de exercícios que estimulam a virada do bebê, ou realizar uma manobra designada por Versão Cefálica Externa, em que o médico coloca as mãos na barriga da gestante, virando lentamente o bebê para a posição correta. Caso não seja possível realizar esta manobra, é possível que o bebê nasça em segurança, através de uma cesárea ou de um parto pélvico.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • FERREIRA, José C.P. et. al.. The evolution of fetal presentation during pregnancy: a retrospective, descriptive cross-sectional study. Acta Obstetricia et Gynecologica Scandinavica. Vol.94. 660-663, 2015
  • THE AMERICAN COLLEGE OF OBSTETRICIANS AND GYNECOLOGISTS. If Your Baby Is Breech. Disponível em: <https://www.acog.org/patient-resources/faqs/pregnancy/if-your-baby-is-breech>. Acesso em 06 ago 2020
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.