Sintomas de pedra na vesícula na gravidez, causas e tratamento

A pedra na vesícula na gravidez é uma situação que pode acontecer como consequência do excesso de peso e alimentação pouco saudável durante a gestação, o que favorece o acúmulo de colesterol e formação de pedras, que podem levar ao aparecimento de alguns sintomas como dor abdominal, náuseas, vômitos e febre, por exemplo.

A pedra na vesícula não impede a gravidez nem afeta o bebê, no entanto, pode favorecer o desenvolvimento de algumas complicações. Por isso, é importante consultar o obstetra e ter acompanhamento nutricional caso surjam sintomas indicativos de pedra na vesícula para que o tratamento mais adequado possa ser inciado.

Sintomas de pedra na vesícula na gravidez, causas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas de pedra na vesícula durante a gravidez são mais comuns no terceiro trimestre da gestação, no entanto, podem surgir mais cedo em mulheres com excesso de peso, sendo os principais:

  • Dor abdominal do lado direito, principalmente após comer;
  • Dor nas costas;
  • Náuseas e vômitos;
  • Febre acima de 38ºC
  • Arrepios;
  • Pele ou olhos amarelados;
  • Fezes mais claras.

É importante que a presença de pedra na vesícula durante a gestação seja identificada e tratada de acordo com a orientação do médico, para evitar o desenvolvimento de complicações como infecção ou vômitos severos podem diminuir o estado nutricional da gestante e dificultar o desenvolvimento do feto.

Causas de pedra na vesícula na gravidez

A pedra a vesícula é uma situação que pode acontecer como consequência das alterações hormonais que acontecem durante a gestação e que podem dificultar o esvaziamento da vesícula biliar, o que promove o acúmulo de colesterol e a formação de pedras em seu interior.

Essa situação acontece com mais frequência em mulheres que possuem excesso de peso, possuem alimentação rica em gorduras durante a gravidez, níveis altos de colesterol no sangue ou diabetes.

Como é feito o tratamento

O tratamento para pedra na vesícula na gravidez deve ser feito sob orientação do obstetra assim que surgirem os primeiros sintomas e tem como objetivo melhorar a saúde da mulher e, consequentemente, do bebê. O tratamento normalmente inclui a prática regular de exercício físico e uma alimentação pobre em alimentos gordurosos, como frituras ou embutidos, para reduzir os sintomas apresentados.

Além disso, o médico também pode receitar o uso de remédios anti-inflamatórios e analgésicos, como Indometacina ou Acetominofeno, que ajudam a diminuir os sintomas caso a dieta e o exercício não sejam suficientes.

A cirurgia é recomendada?

A cirurgia para pedra na vesícula na gravidez não é recomendada, somente em casos muito graves, por isso que ao surgirem os primeiros sintomas da pedra na vesícula deve-se ir ao obstetra para diagnóstico e início do tratamento.

Quando indicada, a cirurgia deve ser feita quando a mulher se encontra no segundo trimestre de gravidez, pois antes disso pode haver risco de aborto e após esse período pode haver risco para a mulher devido ao tamanho do bebê que acaba dificultando o acesso à vesícula. Além disso, a cirurgia só deve ser realizada em casos de infecção severa da vesícula biliar, dores intensas ou risco de aborto por desnutrição da mãe, por exemplo. Nestes casos, é utilizada a laparoscopia de forma a reduzir os riscos da cirurgia para a gravidez.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: