Pata de vaca: para que serve e como fazer o chá

A pata-de-vaca, também conhecida como unha-de-vaca, mão-de-vaca ou unha-de-boi, é uma planta medicinal rica em flavonoides, esteróides, taninos e alcalóides, com propriedades antioxidantes, diuréticas e hipoglicemiantes, sendo popularmente utilizada para o tratamento de problemas urinários, diabetes ou pressão alta.

O nome científico da pata de vaca é Bauhinia forficata, e a parte normalmente utilizada da planta medicinal são suas folhas, flores e raízes, que podem ser usadas na forma de chá, cápsulas ou tintura. 

A pata de vaca pode ser encontrada em ervanárias, lojas de produtos naturais ou farmácias de manipulação, mas deve ser usada com orientação de um médico ou outro profissional de saúde que tenha experiência com o uso de plantas medicinais.

Para que serve 

A pata de vaca apresenta vários benefícios para a saúde, sendo os principais:

1. Ajudar a controlar a glicemia

Alguns estudos [1,2] feitos em ratos de laboratório mostram que a pata de vaca pode ajudar a controlar a glicemia, devido a presença de flavonoides na sua composição, especialmente a campferitrina, que foi capaz diminuir a glicemia por estimular as células musculares a utilizar a glicose presente no sangue, o que pode ser útil para auxiliar no tratamento da diabetes. 

Além disso, a pata de vaca tem propriedades diuréticas, que estimulam a produção de urina e eliminação do excesso de açúcar pela urina.

Ainda assim, é importante ressaltar que são necessários mais estudos que comprovem esses benefícios. Além disso, a pata de vaca não substitui o tratamento para diabetes indicado pelo médico. Veja como é feito o tratamento da diabetes

2. Auxiliar no tratamento de problemas urinários

A campferitrina presente na pata de vaca tem um efeito diurético, além de poder ajudar a reparar os danos nas células dos rins, o que pode ser útil para auxiliar no tratamento de problemas urinários, como infecção urinária, pedra na bexiga ou nos rins, por exemplo.

3. Combater a retenção de líquidos

A pata de vaca pode ser usada para ajudar a reduzir o inchaço, diminuindo a retenção de líquidos em todo o corpo devido às suas propriedades diuréticas, que aumentam a eliminação de urina. 

Além disso, devido ao aumento da eliminação de água pelo corpo, a pata de vaca pode ajudar a controlar a pressão alta. 

4. Prevenir doenças cardiovasculares

A pata de vaca tem propriedades antioxidantes que ajudam a reduzir o colesterol ruim, que é responsável por formar placas de gordura nas artérias. Assim, essa planta medicinal pode ajudar a diminuir o acúmulo de gorduras nos vasos sanguíneos e reduzir o risco de doenças cardiovasculares como aterosclerose, infarto ou derrame cerebral.

No entanto, o consumo regular da pata de vaca não substitui o tratamento médico com remédios e não exclui a necessidade de fazer uma alimentação saudável, pobre em gorduras. Confira os principais remédios para baixar o colesterol.  

5. Auxiliar no combate ao câncer

Alguns estudos feitos [3,4,5] em laboratório com células de câncer do colo uterino, mama e fígado mostram que a lectina presente na pata de vaca pode ajudar a diminuir a proliferação ou aumentar a morte de células desses tipos de câncer. 

Entretanto, ainda são necessários estudos em humanos que comprovem esse benefício. 

A pata de vaca emagrece?

A pata de vaca pode auxiliar na perda de peso devido à sua ação diurética, que ajuda a eliminar o excesso de líquidos, que podem causar inchaço e aumento do peso.

No entanto, a planta não ajuda a eliminar gordura corporal, não atuando diretamente no processo de emagrecimento. Ainda assim, a planta pode ser usada numa primeira fase para eliminar o acúmulo de líquidos e preparar o corpo para o processo de emagrecimento. Para emagrecer é importante praticar atividades físicas regulares e ter uma alimentação balanceada, indicada pelo nutricionista. Veja como fazer uma dieta para emagrecer com saúde

Como usar 

A parte normalmente utilizada da pata de vaca são as folhas, raízes ou flores, de onde são extraídas as substâncias com propriedades medicinais, geralmente para o preparo do chá, cápsulas ou tintura.

1. Chá de pata de vaca

O chá de pata de vaca pode ser usado para auxiliar no controle da glicemia, retenção de líquidos ou problemas urinários, por exemplo.

Ingredientes

  • 1 colher (de sobremesa) de folhas secas ou frescas picadas de pata-de-vaca;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar as folhas de pata de vaca na água fervente. Tampar e deixar repousar por 5 a 10 minutos. Coar, esperar amornar e beber 1 a 2 xícaras do chá de pata de vaca por dia, de preferência após a refeição.

2. Cápsulas de pata de vaca

A pata de vaca na forma de cápsula deve ser tomada por via oral, sendo que a dose normalmente recomendada é de  cápsula de 250 mg por dia, de acordo com a orientação médica.

3. Tintura de pata de vaca

Outra forma de utilizar a pata de vaca é na forma de tintura, sendo recomendada a dose de 30 a 40 gotas, três vezes por dia, ou conforme orientação médica.

Possíveis efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais da pata de vaca, geralmente estão relacionados ao consumo em quantidades maiores do que as recomendadas ou uso crônico dessa planta medicinal, podendo ocorrer diarreia, alteração no funcionamento dos rins ou até desenvolvimento de hipotireoidismo e bócio endêmico.

Além disso, a pata de vaca pode diminuir muito os níveis de açúcar no sangue e causar hipoglicemia que pode ser percebida através de sintomas como tremor, fraqueza, suor frio, pele pálida, visão embaçada, palpitação cardíaca, dor no peito, ansiedade, confusão mental, dificuldade para falar, sonolência. Saiba identificar os sintomas da hipoglicemia.  

Por isso, o uso da pata de vaca deve ser feito somente com orientação médica ou de um profissional de saúde com experiência em plantas medicinais.

Quem não deve usar

A pata de vaca não deve ser usada por crianças com menos de 12 anos, mulheres grávidas ou em amamentação.

Além disso, a pata de vaca não deve ser usada por pessoas que sofrem regularmente de hipoglicemia, uma vez que essa planta medicinal pode diminuir ainda mais a quantidade de glicose no sangue.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em abril de 2022.

Bibliografia

  • CECHINEL-ZANCHETT, C. C.; et al. Ethnopharmacological, Phytochemical, Pharmacological and Toxicological Aspects of Bauhinia forficata: A Mini-Review Covering the Last Five Years. Natural Product Communications. 13. 7; 912-916, 2018
  • LÓPEZ, R. E. S.; SANTOS, B. C. Bauhinia forficata Link (Fabaceae). Revista Fitos, Rio de Janeiro. 9. 3; 161-252, 2015
Mostrar bibliografia completa
  • LIM, H.; et al. Inhibition of cell-cycle progression in HeLa cells by HY52, a novel cyclin-dependent kinase inhibitor isolated from Bauhinia forficata. Cancer Lett. 233. 1; 89-97, 2006
  • CECHINEL FILHO, V. Chemical composition and biological potential of plants from the genus Bauhinia. Phytother Res. 23. 10; 1347-54, 2009
  • DE SOUZA, B. V. C.; et al. Bauhinia forficata in the treatment of diabetes mellitus: a patent review. Expert Opin Ther Pat. 28. 2; 129-138, 2018
  • DE SOUZA, P.; et al. Promising Medicinal Plants with Diuretic Potential Used in Brazil: State of the Art, Challenges, and Prospects. Plant Med. 87. 1-2; 24-37, 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. O Chá de Pata de Vaca e o Diabetes. Disponível em: <https://www.diabetes.org.br/publico/colunas/21-dr-rodrigo-o-moreira/368-o-cha-de-pata-de-vaca-e-o-diabetes>. Acesso em 26 mar 2019
  • RAJANI, G. P.; ASHOK, Purnima. In vitro antioxidant and antihyperlipidemic activities of Bauhinia variegata Linn. Indian J Pharmacol. Vol. 41. 5 ed; 227-232, 2009
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.