Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba o que fazer se teve Relação Sexual sem Camisinha

Após uma relação sexual sem camisinha deve-se fazer um teste de gravidez e ir no médico para saber se foi contaminado com alguma doença sexualmente transmissível como como gonorreia, sífilis ou HIV.

Esses cuidados também são importantes quando a camisinha furou, foi mal colocada, quando não foi possível manter a camisinha durante todo contato íntimo e também em caso de coito interrompido porque nestas situações também existe o risco de gravidez e de transmissão de doenças.

Sexo sem camisinha pode levar a Gravidez ou DoençasSexo sem camisinha pode levar a Gravidez ou Doenças

O que fazer para evitar a gravidez

Existe risco de engravidar após uma relação sexual sem camisinha quando a mulher não utiliza um anticoncepcional oral ou se esqueceu de tomar a pílula em algum dos dias anteriores ao contato íntimo.

Assim, nestes casos, a mulher pode tomar a pílula do dia seguinte até 72 horas após a relação para evitar uma gravidez indesejada. No entanto, a pílula do dia seguinte nunca deve ser usada como método contraceptivo porque a sua eficácia diminui a cada utilização. Saiba o que poderá sentir após tomar este medicamento em: Efeitos colaterais da pílula do dia seguinte.

Caso exista atraso da menstruação, mesmo após tomar a pílula do dia seguinte, a mulher deve fazer um teste de gravidez após o primeiro dia do atraso para confirmar se está ou não grávida, uma vez que existe a possibilidade de a pílula do dia seguinte não ter produzido o efeito esperado. Veja quais são os 10 primeiros sintomas de gravidez.

O que fazer se suspeitar de DST

O maior risco após o contato íntimo sem camisinha é ser contaminado com doenças sexualmente transmissíveis. Por isso se apresentar sintomas como:

  • Coceira,
  • Vermelhidão ou
  • Corrimento na região íntima

É aconselhado consultar o médico nos primeiros dias após a relação para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Mesmo se não apresentar sintomas deve-se ir no médico para ser examinado e saber se possui alguma alteração na região íntima. Se não puder nos primeiros dias após a relação, deverá ir assim que possível porque quanto antes iniciar o tratamento, mais rápida será a cura. Conheças os sintomas e tratamentos das Doenças Sexualmente Transmissíveis mais comuns.

O que fazer em caso de suspeita de HIV

Caso a relação sexual tenha acontecido com um paciente infectado com HIV, ou se você não sabe se a pessoa possui HIV o risco de ter a doença é maior e, por isso, é possível pedir ao infectologista para tomar uma dose profilática de remédios para o HIV, até 72 horas, que diminui o risco de desenvolver AIDS.

No entanto, esta dose profilática normalmente só está disponível para profissionais de saúde que se contaminam com agulhas infectadas ou para vítimas de estupro, e neste último caso é importante ir no pronto-socorro para recolher vestígios que ajudem a identificar o agressor.

Assim, em caso de suspeita de AIDS deve-se realizar um teste rápido do HIV em centros de testagem e aconselhamento para AIDS, que estão presente nas grandes capitais do país.

Veja também:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...