Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

AVC hemorrágico: o que é, causas e como identificar

Maio 2020

O AVC hemorrágico ocorre quando existe ruptura de um vaso sanguíneo fragilizado no cérebro, causando uma hemorragia no local, levando ao acúmulo de sangue e, consequentemente, ao aumento da pressão na região, impedindo que o sangue consiga circular nesse local.

A diminuição da quantidade de sangue circulante leva também à redução do fornecimento de oxigênio, o que acaba resultando na morte das células cerebrais nessa região, podendo conduzir a lesões graves e permanentes.

Perante uma suspeita de AVC, com sintomas como perda de força de um dos lados do corpo, dificuldade para falar ou dor de cabeça muito forte, é importante pedir socorro médico, o mais rápido possível, de forma a evitar sequelas graves e permanentes.

AVC hemorrágico: o que é, causas e como identificar

Como identificar os sintomas

Alguns dos sintomas que podem ocorrer durante um episódio de AVC hemorrágico são:

  • Dor de cabeça forte;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dificuldade para falar ou engolir;
  • Confusão e desorientação;
  • Fraqueza ou formigamento na face, braço ou perna de apenas um lado do corpo;
  • Perda de consciência;
  • Tonturas ou perda do equilíbrio;
  • Convulsões.

Na presença destes sintomas, deve-se chamar imediatamente o socorro médico. Saiba como iniciar os primeiros socorros numa situação de AVC.

Possíveis causas 

As causas mais comuns do AVC hemorrágico são pressão arterial muito alta, que pode levar à ruptura de um vaso sanguíneo, traumatismo craniano, devido a quedas ou acidentes, aneurismas ou outras mal-formações de vasos sanguíneos do cérebro, que têm um maior risco de sofrer ruptura ou hemorragia, principalmente quando seu tamanho aumenta com o tempo, ou uso incorreto de anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários, que pode aumentar o risco de sangramento.

Além disso, embora seja mais raro, o AVC hemorrágico também pode ser causado por doenças que dificultam a coagulação do sangue, como hemofilia e trombocitemia, inflamações dos pequenos vasos cerebrais, doenças degenerativas do cérebro, como Alzheimer, uso de drogas ilícitas, como cocaína e anfetamina, e tumor cerebral, que aumenta o risco de hemorragias.

Diferenças entre AVC isquêmico e AVC hemorrágico

Enquanto o AVC hemorrágico é causado pelo rompimento de um vaso no cérebro, diminuindo a quantidade de sangue que é levado para as células cerebrais, o AVC isquêmico surge quando um coágulo entope um vaso, interrompendo a circulação de sangue a partir daquele ponto.

Embora ocorram de forma diferente, ambos os tipos de AVC causam sintomas semelhantes. Saiba como diferenciar os tipos de AVC.

AVC hemorrágico: o que é, causas e como identificar

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de um AVC hemorrágico é feito através da avaliação dos sintomas e da execução de uma tomografia computadorizada, que permite visualizar a hemorragia cerebral. Além disso, este meio de diagnóstico é útil para detectar malformações arteriovenosas, aneurismas e tumores, que são fatores de risco para a ocorrência de AVC. 

Como é feito o tratamento

O tratamento deve ser feito o mais brevemente possível, de forma a evitar sequelas permanentes, que consiste inicialmente no controle da hemorragia e alívio da pressão no cérebro e ainda administração de remédios diuréticos. 

Caso a hemorragia seja controlada com as medidas iniciais de socorro, a pessoa apenas precisa de ser vigiada e, mais tarde, fazer sessões de fisioterapia. Porém, se a hemorragia estiver descontrolada, pode ser necessário recorrer a cirurgia, para reparar o vaso sanguíneo e estancar a hemorragia

Como prevenir

Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir a ocorrência de AVC, como controlar a pressão sanguínea, de forma a evitar picos, evitar o consumo de álcool, cigarro e drogas, e fazer o uso racional de medicamentos, especialmente os anticoagulantes que, se tomados incorretamente, podem aumentar o risco de desenvolver um AVC.

Bibliografia >

  • AMERICAN STROKE ASSOCIATION. Hemorrhagic Stroke (Bleeds). Disponível em: <https://www.stroke.org/en/about-stroke/types-of-stroke/hemorrhagic-strokes-bleeds>. Acesso em 21 Mai 2020
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual de rotinas para atenção ao AVC. 2013. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_rotinas_para_atencao_avc.pdf>. Acesso em 17 Fev 2020
  • FUNDAÇÃO PORTUGUESA DE CARDIOLOGIA. Acidente Vascular Cerebral. 2014. Disponível em: <https://www.bombeiros.pt/wp-content/uploads/2014/10/acidentevascularcerebral1.pdf>. Acesso em 17 Fev 2020
  • INEM. Emergências médicas. 2012. Disponível em: <https://www.inem.pt/wp-content/uploads/2017/06/Emerg%C3%AAncias-M%C3%A9dicas.pdf>. Acesso em 17 Fev 2020
  • OLIVEIRA, Roberto de Magalhães Carneiro et. al.. Acidente vascular cerebral. Rev Bras Hipertens. Vol. 8. 3. ed; 2001
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem