5 dicas para combater a prisão de ventre no pós-parto

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
maio 2022

Após o parto, tanto o normal quanto a cesariana, é comum o intestino da mulher ficar preso. Isso pode acontecer devido a fatores como a ocorrência de lavagem intestinal durante o preparo para o parto ou a eliminação de fezes durante o próprio parto, o que esvazia o intestino e o deixa sem fezes por cerca de 2 a 4 dias.

Além disso, a anestesia dada para aliviar as dores durante o parto também pode deixar o intestino preguiçoso, além do próprio medo que a mulher tem de evacuar e romper os pontos da cirurgia ou do períneo. Assim, para facilitar o trânsito intestinal, deve-se fazer as seguintes dicas:

1. Consumir mais fibras

Os alimentos ricos em fibras e fáceis de ser incluídos na dieta são frutas com casca e bagaço, como ameixa, laranja, tangerina e mamão, legumes em geral e grãos integrais, como pão integral, arroz integral e aveia, especialmente o farelo de aveia.

As fibras ajudam a aumentar o volume das fezes, favorecendo a sua formação e o seu transporte ao longo do intestino.

Veja no vídeo a seguir algumas frutas ricas em fibra que ajudam a combater a prisão de ventre:

2. Consumir gorduras boas

As gorduras boas, presentes em alimentos como chia, linhaça, abacate, coco, castanhas, azeite e manteiga, ajudam a lubrificar o intestino e facilitar a passagem das fezes.

Para usá-las, deve-se adicionar 1 colher de sopa de azeite no almoço e no jantar, e adicionar até 1 colher de chá de sementes nos sanduíches, vitaminas, sucos e iogurtes ao longo do dia.

3. Beber bastante água

Não adianta comer muitas fibras se não beber também bastante água, pois sem água as fibras irão causar mais prisão de ventre. É a água que faz com que as fibras formem um gel espesso e de fácil transporte no intestino, facilitando a passagem das fezes e evitando problemas como hemorroidas e ferimentos intestinais.

O ideal é beber de 2 a 3 litros de água por dia, podendo ser necessário ainda mais de acordo com o peso da mulher. Veja como calcular a quantidade de água necessária.

4. Tomar probióticos

Probióticos são bactérias benéficas para o intestino e que facilitam o seu funcionamento. Elas estão presentes no iogurte natural, no kefir e no kombucha, por exemplo, que podem ser consumidos de 1 a 2 vezes por dia.

Além disso, também existem suplementos de probióticos em cápsulas e em pó que podem ser encontrados em farmácias e lojas de nutrição, como Simcaps, o PB8 e o Floratil. De preferência, deve-se tomar esses suplementos de acordo com a orientação do médico ou do nutricionista.

5. Respeitar a vontade de evacuar

Quando o intestino der sinais de que precisa evacuar, deve-se ir ao banheiro logo que possível, pois assim as fezes serão eliminadas com facilidade, sem a necessidade de fazer muito esforço. Ao prender as fezes, ela vão perdendo mais água no intestino e ficando mais ressecadas, o que dificulta a evacuação.

Assista ao vídeo a seguir e saiba qual a melhor posição para fazer cocô:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em maio de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em maio de 2022.
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • 7 Melhores Frutas para Soltar o Intestino Preso

    12:40 | 23334 visualizações
  • Como fazer COCÔ do JEITO CERTO

    01:11 | 1617097 visualizações