Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Montelucaste: para que serve, como usar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
janeiro 2023
  1. Para que serve
  2. Como usar
  3. Efeitos colaterais
  4. Contraindicações

O montelucaste é um medicamento indicado para prevenir e tratar os sintomas da asma. Isso porque esse remédio bloqueia a ação dos leucotrienos, que são substâncias inflamatórias que causam espirros, congestão nasal e dificuldades para respirar.

Além disso, este medicamento também é indicado para prevenir a dificuldade de respirar causada ​​pelo exercício físico, conhecida como asma induzida pelo exercício, e para aliviar os sintomas de alergias sazonais, como a rinite alérgica.

O montelucaste, ou montelucaste de sódio, pode ser comprado em farmácias com receita médica, na forma genérica ou sob os nomes comerciais Piemonte, Montelair e Singulair, por exemplo. Este medicamento pode ser encontrado na forma de comprimidos revestidos, mastigáveis ​​e sachê de granulados.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O montelucaste de sódio é indicado nas seguintes situações:

  • Tratar a asma, como terapia complementar da asma persistente leve a moderada, quando não controlada com outros medicamentos;
  • Aliviar os sintomas da rinite alérgica sazonal, como congestão nasal, coriza e espirros;
  • Ajudar a prevenir a dificuldade para respirar causada pelo exercício físico.

Nos casos de rinite alérgica, esse remédio é indicado apenas para pessoas que não respondem ao tratamento com anti-histamínicos como bilastina, desloratadina, por exemplo. Descubra quais são os anti-histamínicos mais usados ​​para alergias.

O montelucaste é corticoide?

O montelucaste não é corticoide, e não possui nenhum corticóide na sua composição.

Esse remédio é um antileucotrieno que reduz a ação dos leucotrienos no corpo, uma substância responsável pelos sintomas da rinite alérgica ou asma.

O montelucaste aumenta a imunidade?

O montelucaste não aumenta a imunidade. Esse remédio, que pertence à classe dos antileucotrienos, apenas age diminuindo os níveis de leucotrienos no organismo, que são responsáveis pela inflamação dos pulmões ou na mucosa nasal, e por isso são indicados para o tratamento de algumas alergias respiratórias, como asma ou rinite alérgica.

Como usar

As diferentes apresentações e dosagens recomendadas de montelucaste são as seguintes:

1. Montelucaste comprimidos revestidos (10 mg)

Os comprimidos revestidos de montelucaste são indicados para adolescentes a partir dos 15 anos de idade e adultos. A dose indicada é de um comprimido de 10 mg por dia, que deve ser tomado ao longo do dia, por pessoas com rinite alérgica, ou à noite, por pessoas com asma.

O montelucaste pode ser administrado com ou sem alimentos. Em caso de esquecimento, basta retomar o esquema habitual de um comprimido uma vez por dia. Não se deve tomar 2 doses deste medicamento para compensar uma dose esquecida. O montelucaste deve ser tomado somente durante o tempo prescrito pelo médico.

2. Montelucaste comprimidos mastigáveis ​​(4 mg e 5 mg)

Os comprimidos mastigáveis ​​de montelucaste são indicados para crianças e são apresentados em diferentes doses de acordo com a idade:

  • Crianças de 2 a 5 anos: a dose geralmente recomendada é de 1 comprimido mastigável de 4 mg ao dia, conforme orientação do pediatra;
  • Crianças de 6 a 14 anos: a dose geralmente recomendada é de 1 comprimido mastigável de 5 mg ao dia, conforme orientação do pediatra.

Este medicamento pode ser tomado com ou sem alimentos. Este medicamento deve ser tomado ao longo do dia, por crianças com rinite alérgica, ou durante a noite, por crianças com asma.

Esse medicamento deve ser administrado a crianças sempre sob a supervisão de um adulto.

3. Montelucaste sachês granulados (4 mg)

Os sachês granulados de montelucaste são indicados para lactentes e crianças entre 6 meses e 5 anos de idade. As doses geralmente recomendadas são de 1 sachê granulado de 4 mg por dia, sendo indicado para ser tomado ao longo do dia, para crianças com rinite alérgica, ou à noite, para crianças com asma.

Os sachês granulados podem ser levados diretamente à boca, ou diluídos em uma colher de leite materno, ou fórmula infantil, à temperatura ambiente ou frio. Esse medicamento só deve ser aberto no momento da utilização e não deve ser dissolvido em outros líquidos para administração.

Este medicamento deve ser administrado a crianças somente sob a supervisão de um adulto.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns com o uso de montelucaste são dor abdominal, sede, diarreia, coceira e descamação da pele e dor de cabeça.

Além disso, outros efeitos relatados com o uso desse remédio são infecção respiratória, aumento do risco de sangramentos, reações alérgicas, como lesões na pele, inchaço do rosto, lábios, língua e/ou garganta que podem causar dificuldade em respirar ou engolir, palpitações cardíacas, má digestão, náuseas, vômitos, hepatite, dores nas articulações, cãibras musculares, cansaço, febre e convulsões.

Alterações de comportamento e humor

O montelucaste pode causar algumas alterações comportamentais e de humor, especialmente em crianças, incluindo alterações no sono, irritabilidade, comportamento agressivo, hiperatividade, ansiedade, depressão, gagueira, tremor, sonambulismo, alucinações, perda de memória e, em alguns casos, pensamentos e ações suicidas.

No caso do surgimento desses sintomas, deve-se comunicar ao médico imediatamente, para que o tratamento seja reavaliado.

O montelucaste engorda?

O montelucaste não causa alterações no apetite, assim como não interfere no metabolismo de energia e não provoca retenção de líquido. Por isso, esse medicamento não engorda.

Quem não deve usar

Esse medicamento não é indicado para pessoas com crises agudas de asma. O montelucaste pode ser contraindicado em pessoas com alergia ao medicamento ou aos componentes da fórmula.

Como alguns medicamentos podem alterar a ação do montelucaste, pessoas que estejam usando remédios devem sempre informar ao médico antes de iniciar o tratamento com esse remédio.

Além disso, mulheres grávidas ou em período de amamentação só devem usar esse medicamento com a orientação de um médico.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • EUROFARMA LABORATÓRIOS S.A. Piemonte- montelucaste de sódio-granulado. 2020. Disponível em: <https://eurofarma.com.br/storage/media/607/NrlFyvxPeVV4JI5iaikv2AHoYW6FsWKOUux68CIE.pdf>. Acesso em 02 jan 2023
  • ACHE LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Montelair (montelucaste de sódio). 2019. Disponível em: <https://www.ache.com.br/arquivos/bula-paciente-montelair-10mg.pdf>. Acesso em 02 jan 2023
Mostrar bibliografia completa
  • MERCK SHARP & DOHME FARMACÊUTICA LTDA.. Singulair. Disponível em: <https://img.drogasil.com.br/raiadrogasil_bula/SINGULAIR.pdf>. Acesso em 02 jan 2023
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • 5 piores alimentos que INFLAMAM o seu corpo

    15:10 | 32765 visualizações
  • 5 EXERCÍCIOS PARA FORTALECER O PULMÃO | com @mircafisio

    06:03 | 758864 visualizações
  • O que comer para asma

    02:48 | 312196 visualizações