Leucócitos altos na gravidez: entenda o que significa

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
janeiro 2020

Durante a gravidez é normal que seja verificada alterações na quantidade de leucócitos, linfócitos e plaquetas, já que o organismo da mulher está se adaptando ao bebê à medida que ele se desenvolve. No entanto, em alguns casos é possível que as alterações no número de leucócitos seja consequência de uma infecção urinária, o que também é comum nesse período.

O leucograma é uma parte do exame de sangue que tem como objetivo verificar a quantidade de células de defesa do organismo circulantes no sangue, os glóbulos brancos, que correspondem aos leucócitos e linfócitos. É importante que a gestante realize o leucograma para que possa saber como está o seu sistema imune.

Os valores do leucograma tendem a voltar ao normal alguns dias após o parto, no entanto caso isso não aconteça é importante que a alteração seja correlacionada com a história clínica da mulher para verificar a existência de alguma doença em curso.

Leucócitos altos na gravidez

Os leucócitos altos, ou leucocitose, normalmente acontece como consequência da gravidez, podendo ser estresse pré-parto ou resposta do organismo ao feto, ou seja, o corpo passa a produzir mais células de defesa para evitar que haja rejeição. Os leucócitos normalmente encontram-se muito elevados na gravidez, podendo atingir mais que 25000 leucócitos por mm³ de sangue, havendo normalização gradual desse valor após o parto.

Apesar da leucocitose ser comum durante a gravidez, pode ser recomendado pelo médico a realização de um exame de urina, mesmo que a mulher não apresente sintomas, para descartar a possibilidade de infecção urinária. Veja como identificar a infecção urinária na gravidez

Valores de referência do leucograma na gravidez

Os valores absolutos de referência dos leucócitos totais em mulheres a partir dos 14 anos são entre 4500 e 11000 /mm³, mas durante a gravidez esses valores são alterados:

  • 1º trimestre: Leucócitos: valor de referência x 1.25; Neutrófilos bastonetes: valor de referência x 1.85; Neutrófilos segmentados: valor de referência x 1.15; Linfócitos totais: valor de referência x 0.85
  • 2º trimestre: Leucócitos: valor de referência x 1.40; Neutrófilos bastonetes: valor de referência x 2.70; Neutrófilos segmentados: valor de referência x 1.80; Linfócitos totais: valor de referência x 0.80
  • 3º trimestre: Leucócitos: valor de referência x 1.70; Neutrófilos bastonetes: valor de referência x  3.00; Neutrófilos segmentados: valor de referência x 1.85; Linfócitos totais: valor de referência x 0.75
  • Até 3 dias após trabalho de parto: Leucócitos: valor de referência x 2.85; Neutrófilos bastonetes: valor de referência x 4.00; Neutrófilos segmentados: valor de referência x 2.85; Linfócitos totais: valor de referência x 0.70

Os valores de referência variam de acordo com a idade da mulher, por isso ele deverá ser verificado antes de ser multiplicado pelos valores acima citados. Veja quais são os valores de referência do leucograma.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em janeiro de 2020. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.