Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Insuficiência hepática

Insuficiência hepática é quando o fígado não consegue participar com eficiência do processo de desintoxicação do organismo e de todas as outras funções de metabolismo.

 A insuficiência hepática é a consequência mais grave de doenças crônicas no fígado, podendo levar à morte caso não seja realizado um transplante.

Sintomas da insuficiência hepática

Os sintomas da insuficiência hepática são:

  • Icterícia: pele e mucosas amareladas pelo acúmulo de bilirrubina no organismo;
  • Baixa concentração de albumina no corpo, causando inchaços;
  • Excesso de amônia no organismo, podendo causar lesões cerebrais;
  • Odor corporal descrito como "bolorento" ou "agridoce";
  • Tendência a sangramentos vindo do estômago e intestinos;
  • Ascite: acúmulo de líquidos na região abdominal.

Podem surgir outros sintomas como cansaço, fraqueza, enjoos e falta de apetite.

Causas da insuficiência hepática

As causas da insuficiência hepática mais comuns são:

  • Hepatite causada por vírus;
  • Cirrose hepática alcoólica ou não;
  • Intoxicações por medicamentos como paracetamol;
  • Lesões por consumo excessivo de álcool.

É importante realçar que além das causas citadas acima, a insuficiência hepática também pode ocorrer por causas desconhecidas.

Diagnóstico da insuficiência hepática

O diagnóstico da insuficiência hepática pode ser feito através da análise do quadro clínico do paciente e confirmado por exame de sangue.

Tratamento para insuficiência hepática

O tratamento para insuficiência hepática vai depender das causas e dos sintomas, mas normalmente é feito através de um transplante do fígado. Isso as vezes pode ser demorado, portanto alguns cuidados como dieta para controle do sal, proteínas e retirada das bebidas alcoólicas, podem fazer com que a doença avance mais lentamente.

Insuficiência hepática aguda

Insuficiência hepática aguda é definida como uma doença grave do fígado associada à lesões cerebrais em apenas seis meses após o diagnóstico inicial. A destruição do fígado geralmente é causada por ingestão de drogas, toxinas,  exposição à agentes químicos industriais, certos medicamentos como antidepressivos, envenenamento por cogumelos e infecção pelo vírus da hepatite.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...