Hortelã: para que serve, como usar e como fazer o chá

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista

A hortelã comum, conhecida cientificamente como Mentha spicata, é uma planta medicinal e aromática, com propriedades que ajudam a tratar problemas digestivos, como má digestão, acidez, náuseas ou vômitos, além de possuir efeito calmante e sedativo que diminuem os níveis de ansiedade, melhoram o estado de ânimo e a qualidade do sono.

Além disso, a hortelã ajuda a diminuir os gases intestinais, sendo um ótimo remédio caseiro para flatulências, já que essa planta possui propriedade antiespasmódica, diminuindo os movimentos do intestino e evitando a formação dos gases.

A hortelã pode ser utilizada para preparar chá, vitamina ou sucos juntamente com outras frutas, além de também poder ser utilizada para aromatizar sopas ou sobremesas. A hortelã pode ser também encontrada na forma de óleo, cápsulas ou em produtos cosméticos.

A hortelã tem vários benefícios para a saúde, sendo os principais:

1. Aliviar os sintomas digestivos

A hortelã contém compostos como a carvona, com ação antiespasmódica, e efeitos calmantes que ajudam a aliviar as cólicas do trato digestivo, a má digestão, os gases e pode melhorar os sintomas da síndrome do intestino irritável, como dor e inchaço. Essa planta medicinal também ajuda a diminuir as náuseas e vômitos, além da acidez do estômago, devido à ativação da produção de bile.

2. Diminuir a dor

A hortelã, principalmente na forma de óleo, apresenta efeitos anti-inflamatórios e analgésicos que inibem os receptores de dor, sendo muito usada para tratar dores de cabeça, musculares ou articulares, ajudando no tratamento de pacientes com osteoartrite.

3. Equilibrar os hormônios nas mulheres

Alguns estudos realizados indicam que o consumo de hortelã na forma de chá poderia ajudar as mulheres que possuem alterações hormonais, como no caso de ovário policístico, já que atua equilibrando os níveis dos hormônios femininos e diminuindo os níveis de androgênios.

4. Ação antibacteriana

A hortelã possui propriedades antibacterianas que atuam contra bactérias gram positivas que podem causar diferentes doenças como infecção intestinal e das vias respiratórias, por exemplo.

5. Melhorar a memória e o humor

A hortelã contém boas quantidades de compostos fenólicos que podem ser benéficos para a saúde cognitiva e psicológica, ajudando a melhorar a capacidade mental e a melhorar o humor.

6. Promover o relaxamento

A hortelã possui mentol, que é uma substância com propriedades relaxantes e sedativas que ajudam a aliviar o estresse mental, ansiedade e a melhorar a qualidade do sono, já que interage com os receptores GABA do cérebro, um neurotransmissor que intervém na diminuição da atividade do sistema nervoso.

Como usar hortelã

Os benefícios da hortelã podem ser aproveitados na forma de:

  • Folhas ou extratos secos, para temperar alimentos e fazer chás. Confira algumas de chá de hortelã.
  • Óleo essencial, para uso em aromaterapia ou massagens relaxantes e revigorantes para aliviar a dor de cabeça e muscular;
  • Cápsulas, para consumo diário de forma mais concentrada;
  • Cosméticos, para contribuir com seus efeitos revigorantes e antissépticos na pele;

A dosagem usada em cada situação depende da forma e do produto, sendo especificada no rótulo da embalagem ou na caixa de instruções do fabricante e, em caso de dúvida quanto ao uso, deve-se consultar o médico antes.

A hortelã pode ser comprada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação ou mercados livres, e, além disso, é possível adquirir uma muda em uma loja especializada em jardim, para que ela possa ser cultivada em vasos em casa.

Como fazer chá de hortelã

Para fazer o chá de hortelã, basta colocar 3 colheres de folhas secas de hortelã em 250 ml de água fervente e tampar durante 5 minutos, coar e beber o chá entre 2 a 4 vezes ao longo do dia. Em alternativa, as folhas frescas retiradas da planta também podem ser utilizadas.

Quem não deve usar

A hortelã deve ser evitada por pessoas com refluxo grave ou hérnia de hiato, além de crianças com menos de 5 anos, pois o mentol que constitui a hortelã pode causar falta de ar e asfixia.

As pessoas com problemas renais ou danos no fígado devem consumir a hortelã com moderação, evitando o consumo em grandes quantidades, sendo apenas indicado o uso sob orientação médica.

Em mulheres grávidas, a hortelã também não é recomendada, principalmente quando consumida por via oral em grandes quantidades, podendo causar danos ao útero. No caso de mulheres em período de amamentação, não há informação suficiente sobre a segurança da hortelã e, por isso, o consumo só deve ser feito sob orientação médica.

Assista o vídeo seguinte e confira os benefícios da hortelã e saiba como preparar receitas com esta erva:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em junho de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em junho de 2022.

Bibliografia

  • FLORIEN. Hortelã. Disponível em: <http://florien.com.br/wp-content/uploads/2016/06/HORTEL%C3%83-1.pdf>. Acesso em 02 jul 2019
  • Hernani Pinto de Lemos JúniorI , André Luis Alves de LemosII. Hortelã. Diagn Tratamento. Vol 17. 3 ed; 115-117, 2012
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • HORTELÃ: para que serve e como usar

    06:39 | 1227248 visualizações