Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Glucomannan: Para que serve e como tomar

O glucomannan ou glucomanano é um polissacarídeo, isto é, é uma fibra vegetal não digerível, solúvel em água e é extraída da raiz de Konjac, que é uma planta medicinal chamada cientificamente de Amorphophallus konjac, muito consumida no Japão e na China.

Esta fibra é um inibidor natural do apetite porque juntamente com a água forma um gel no sistema digestivo que atrasa o esvaziamento gástrico, sendo excelente para combater a fome e a esvaziar o intestino, diminuindo o inchaço abdominal e melhorando, assim, a prisão de ventre. O glucomanano é vendido como suplemento nutricional em lojas de produtos naturais, algumas farmácias e pela internet em forma de pó ou cápsulas.

Glucomannan: Para que serve e como tomar

Para que serve

O glucomannan serve para ajudar a perder peso porque é rico em fibras solúveis, proporcionando diversos benefícios para a saúde e podendo ser utilizado com vários objetivos:

  • Promover a sensação de saciedade, já que essa fibra retarda o esvaziamento gástrico e o trânsito intestinal, ajudando a controlar a fome. Alguns estudo indicam que este efeito possa favorecer a perda de peso;
  • Regular o metabolismo das gorduras, ajudando a reduzir os níveis de ácidos graxos livres e de colesterol no sangue. Por esse motivo, o consumo de de glucomanano pode ajudar a diminuir o risco de doenças cardíacas;
  • Regular o trânsito intestinal​, pois favorece o aumento do volume das fezes e promove o crescimento da microbiota intestinal, já que exerce um efeito prebiótico, ajudando a combater a prisão de ventre;
  • Ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue, sendo benéfico no controle da diabetes;
  • Promover efeito anti-inflamatório no organismo. A ingestão de glucomanano pode diminuir a produção de substâncias pró-inflamatórias, principalmente na dermatite atópica e rinite alérgica, no entanto são necessários mais estudos que comprovem esse efeito;
  • Aumentar a biodisponibilidade e absorção de minerais como o cálcio, magnésio, ferro e zinco;
  • Prevenir o câncer colorretal, já que é rico em fibras solúveis que atuam como um prebiótico, mantendo a flora bacteriana e protegendo o intestino.

Além disso, o glucomanano também pode melhorar as doenças inflamatórias intestinais, como a colite ulcerativa e a doença de Crohn, já que aparentemente a ingestão dessa fibra solúvel ajuda a combater microrganismos patogênicos, estimula a cicatrização do intestino, regula o funcionamento do sistema imune e melhora a habilidade de gerar uma resposta imune sistêmica.

Como tomar

Para usar a glucomannan é importante ler as indicações no rótulo, sendo a quantidade a tomar variável de acordo com a quantidade de fibra que o produto apresentar.

Normalmente é indicado tomar de 500 mg a 2g por dia, em duas doses separadas, juntamente com 2 copos de água em casa tomada, porque a água é fundamental para a ação das fibras. O melhor momento para tomar essa fibra é de 30 a 60 minutos antes das refeições principais. A dose máxima é de 4 gramas por dia. O uso de suplementos alimentares deve ser acompanhada por um profissional de saúde como o médico ou nutricionista.

Efeitos secundários e contraindicações

Quando não se toma água suficiente, o bolo fecal pode se tornar muito seco e duro, causando grave prisão de ventre, e até mesmo, obstrução intestinal, uma situação muito grave, que rever intervenção médica imediata, mas para evitar esta complicação deve-se tomar cada cápsula com 2 copos grandes de água.

As cápsulas de glucomannan não devem ser tomadas ao mesmo tempo que nenhum outro medicamento, porque pode prejudicar a sua absorção. Também não devem ser tomadas por crianças, durante a gravidez, lactação, e em caso de obstrução do esôfago.

Bibliografia >

  • SUDHANSHU Behera et al. Konjac glucomannan, a promising polysaccharide of Amorphophallus konjac K. Koch in health care. International Journal of Biological Macromolecules. 92. 942-956, 2016
  • BARTLOMIEJ M. Zalewski et al. The effect of glucomannan on body weight in overweight or obese children and adults: A systematic review of randomized controlled trials. Nutrition. 31. 437–442, 2015
  • COSTA Eronita. Nutrição & Fitoterapia. 2º. Brasil: Vozes Ltda, 2011. 162-163.
  • PINTO João. Nutracêuticos e alimentos funcionais. 1º. Portugal: LIDEL, 2014. 258-259.
  • SEIXAS Daniela. Compostos Bioativos dos Alimentos. 1º. São Paulo: VP Editora, 2015. 244-267.
  • FERREIRA Célia. Prebióticos e Probióticos: Atualização e prospecção. 2º. Rio de Janeiro, Brasil: Rubio, 2018. 37-47; 73-90.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem