Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Glioblastoma multiforme

O glioblastoma multiforme é um tipo de câncer no cérebro nas células responsáveis por importantes funções como a nutrição e oxigenação dos neurônios.

Este tumor é bastante agressivo, sendo um câncer de grau IV, tem uma evolução rápida. A expectativa de vida do paciente com glioblastoma multiforme é de 14 meses aproximadamente. 

Este tipo de câncer cresce rapidamente e espalha-se facilmente para outras áreas do cérebro. Afeta principalmente adultos com idades entre os 35 e 70 anos, principalmente homens.

As causas do glioblastoma multiforme não estão esclarecidas, mas o consumo de álcool, alguns vírus e radiação nuclear podem ser fatores de risco para o aparecimento deste tipo de câncer. 

O glioblastoma multiforme não tem cura e o tratamento permite apenas melhorar a qualidade de vida do paciente para alcançar uma sobrevida maior. Pacientes sem tratamento após diagnóstico do câncer geralmente não resistem mais de 3 meses, enquanto pacientes com tratamento podem sobreviver aproximadamente 1 ano.

Sintomas do glioblastoma multiforme

Os sintomas do glioblastoma multiforme dependem do local onde o tumor se desenvolveu no cérebro. Os sintomas mais comuns deste câncer podem ser:

  • Convulsões;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Dor de cabeça;
  • Falta de memória;
  • Transtorno de personalidade;
  • Paralisia de um lado do corpo.

O glioblastoma multiforme normalmente não apresenta sintomas enquanto está se desenvolvendo. Quando atinge um tamanho grande os sintomas surgem rapidamente e muito fortes. 

O diagnóstico do glioblastoma multiforme é feito através da ressonância magnética, mas apenas é confirmado com uma biópsia ou resseção do tumor e análise patológica. 

Tratamento do glioblastoma multiforme

O tratamento do glioblastoma multiforme tem como objetivos melhorar a função neurológica dos pacientes e aliviar os sintomas. 

Após diagnóstico do glioblastoma multiforme, o tratamento padrão consiste na cirurgia para remover o máximo de tumor, radioterapia e quimioterapia com temozolomida. Alguns fármacos como corticosteroides e anticonvulsivantes são utilizados para aliviar alguns sintomas da doença. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...