Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Gengibre aumenta a pressão arterial?

Ao contrário da crença popular, o gengibre não aumenta a pressão e pode, de fato, ajudar a reduzir a pressão alta por ter compostos fenólicos na sua composição, como o gingerol, o chogaol, a zingerona e o paradol que têm propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que facilitam a dilatação e o relaxamento dos vasos sanguíneos.

Por isso, o gengibre é na verdade muito bom para quem tem pressão alta e também pode ajudar a prevenir trombose, AVC e problemas cardiovasculares, como aterosclerose e infarto. 

No entanto, o gengibre para baixar a pressão só deve ser usado sob orientação do médico responsável pelo tratamento da pressão alta, pois o gengibre pode interagir com alguns dos medicamentos usados para controlar a pressão, além de não ser indicado para quem usa anticoagulantes.

Gengibre aumenta a pressão arterial?

Benefícios do gengibre para a pressão

O gengibre é uma raiz que traz os seguintes benefícios para diminuir a pressão alta, porque:

  • Reduz a inflamação nos vasos sanguíneos;
  • Aumenta a dilatação e o relaxamento dos vasos sanguíneos;
  • Reduz os danos provocados pelos radicais livres nos vasos sanguíneos;
  • Diminui a sobrecarga no coração.

Além disso, o gengibre melhora o fluxo sanguíneo por ter ação anticoagulante, protegendo a saúde das artérias e dos vasos sanguíneos.

Como utilizar o gengibre para baixar a pressão

Para conseguir aproveitar os benefícios do gengibre para baixar a pressão, pode-se consumir até 2 g de gengibre por dia na sua forma natural, ralado ou no preparo de chá, sendo que utilizar essa raiz fresca tem mais benefícios que o gengibre em pó ou em cápsulas. 

1. Chá de gengibre

Gengibre aumenta a pressão arterial?

Ingredientes

  • 1 cm da raiz de gengibre cortada em rodela ou ralada;
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e adicionar o gengibre. Deixar ferver por 5 a 10 minutos. Retirar o gengibre da xícara e beber o chá em 3 a 4 doses divididas ao longo do dia.

Outra opção para fazer o chá é substituir a raiz por 1 colher de chá de gengibre em pó.

2. Suco de laranja e gengibre

Gengibre aumenta a pressão arterial?

Ingredientes

  • Suco de 3 laranjas;
  • 2 g da raiz de gengibre ou 1 colher de sopa de gengibre ralado.

Modo de preparo

Colocar o suco de laranja e o gengibre no liquidificador e bater. Beber o suco dividido em duas doses por dia, metade do suco pela manhã e metade do suco à tarde, por exemplo.

Confira outras formas de consumir o gengibre para aproveitar seus benefícios.

Possíveis efeitos colaterais

O consumo excessivo de gengibre, de mais de 2 gramas por dia, pode causar sensação de queimação no estômago, enjoo, dor no estômago, diarréia ou indigestão.  

No caso de se apresentar reação alérgica como dificuldade de respirar, inchaço da língua, rosto, lábios ou garganta, ou coceira pelo corpo, deve-se procurar o pronto atendimento mais próximo imediatamente.

Quem não deve usar

O gengibre não deve ser usado por pessoas que utilizam medicamentos:

  • Anti-hipertensivos como nifedipino, anlodipino, verapamil ou diltiazem. O uso do gengibre com os medicamentos para pressão alta, pode baixar muito a pressão ou causar alteração nos batimentos cardíacos;
  • Anticoagulantes como aspirina, heparina, enoxaparina, dalteparina, varfarina ou clopidogrel pois o gengibre pode aumentar o efeito desses remédios e causar hematoma ou sangramento;
  • Antidiabéticos como insulina, glimepirida, rosiglitazona, clorpropamida, glipizida ou tolbutamida, por exemplo, pois o gengibre pode causar diminuição brusca do açúcar no sangue, levando a sintomas de hipoglicemia como tontura, confusão ou desmaio.

Além disso, o gengibre também pode interagir com anti-inflamatórios como diclofenaco ou ibuprofeno, por exemplo, aumentando o risco de sangramento.

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • ALI, Badreldin H.; et al. Some phytochemical, pharmacological and toxicological properties of ginger (Zingiber officinale Roscoe): A review of recent research. Food and Chemical Toxicology. 46. 409–420, 2008
  • HASANI, Hossein; et al. Does ginger supplementation lower blood pressure? A systematic review and meta‐analysis of clinical trials. Phytotherapy Research. 1-9, 2019
  • DRUGS.COM. Ginger Information from Drugs.com. Disponível em: <https://www.drugs.com/mtm/ginger.html>. Acesso em 04 Dez 2020
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem