Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Exame BERA: o que é, como é feito e quando é indicado

O exame BERA, também conhecido como PEATE ou Potencial Evocado Auditivo do Tronco Encefálico, é um exame que avalia todo o sistema auditivo, verificando a ausência ou presença de perda auditiva, que pode ser devido à lesão ná cóclea, no nervo auditivo ou no tronco encefálico, o que pode comprometer o desenvolvimento da fala, por exemplo. Saiba como identificar se o bebê nao escuta bem.

Apesar de poder se realizado em adultos, o exame BERA é feito mais frequentemente em crianças e bebês, principalmente quando há algum risco de perda auditiva devido a condições genéticas ou quando há um resultado alterado no teste da orelhinha, que é um teste realizado logo após o nascimento e que avalia a capacidade auditiva do recém-nascido. Entenda como é feito o teste da orelhinha e os resultados.

Exame BERA: o que é, como é feito e quando é indicado

Como é feito

O exame é feito enquanto a pessoa dorme, pois é um exame muito sensível e, assim, qualquer movimento pode interferir no resultado do exame. Esse exame consiste na colocação de eletrodos atrás da orelha e na testa, além de fone de ouvido que é responsável por produzir estímulos que irão ativar o tronco encefálico e os nervos auditivos, gerando picos de eletricidade de acordo com a intensidade do estímulo, que são captados pelo eletrodo e interpretados pelo fonoaudiólogo ou otorrinolaringologista a partir das ondas sonoras registradas pelo equipamento.

O exame dura entre 30 e 40 minutos e pode ser feito tanto em adultos quanto em crianças, sendo mais frequente em crianças que apresentam risco de perda auditiva, como aquelas que nasceram prematuramente ou com doenças genéticas, como a Síndrome de Down, por exemplo.

O BERA não necessita de preparo e é um procedimento não invasivo que não causa dor, no entanto pode ser necessário que a criança seja sedada, pois qualquer movimento pode interferir no resultado do exame, já que é um exame muito sensível.

Quando é indicado

O exame é indicado principalmente para avaliar o desenvolvimento e a resposta auditiva de crianças, recém nascidos prematuros, crianças autistas ou com alterações genéticas, como por exemplo a Síndrome de Down.

Além disso, o exame BERA é indicado para confirmar o diagnóstico de perda auditiva em crianças e adultos, investigar a causa de zumbidos, detectar a presença de tumores envolvendo os nervos auditivos e monitorar pacientes internados ou em coma com o objetivo de avaliar a evolução do paciente e auxiliar no diagnóstico de morte encefálica.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...